Escolhidos para você

27 posts encontrados na tag Terror

Na última sexta-feira 13, a Netflix disponibilizou a série Coletivo Terror em seu catálogo. É uma antologia norueguesa e traz 6 histórias com perspectivas diferentes. São episódios curtos (30 minutos cada, aproximadamente) e todos possuem elementos de suspense/terror. São tramas que envolvem e apresentam assuntos oportunos. Apesar da intro de cada episódio estar conectada em uma viagem de ônibus, são histórias independentes.

Alguns episódios se destacam mais que os outros. Como no caso primeiro que foi o cartão de visitas para os Em Um Grande Sacrifício, acompanhamos uma família se mudando para uma nova cidade no campo; nesse local o comportamento dos moradores é algo singular. Logo de cara, vemos uma comunidade prestativa e esse episódio falar sobre relações de afeto. Bom, existe uma pedra mágica capaz de realizar desejos, mas para isso acontecer precisa de sacrifícios.

Outro episódio que gostei bastante, foi  “Escritor do mal” , pois faz uma dura crítica sobre o uso da tecnologia. Nesse episódio vamos conhecer uma jovem privilegiada que sonha em ser uma escritora. Tudo em sua vida é perfeito e isso causa irritação nas pessoas que convivem com ela. Entretanto, algo acontece e tudo começa a dar errado. A jovem começa a questionar sua própria realidade e até onde ela tem controle sobre sua vida.

Os seis episódios estão disponíveis e gostei da premissa da série. Por mais que tenha elementos característicos do gênero, o auge de Coletivo Terror é mostrar o que mais de humano esses enredos tem a nos apresentar. Perdeu a fé a humanidade? Então acho que você vai gostar da série.

Halloween ta chegando e como é um dos dias que eu mais gosto do ano inteiro, e boa gótica suave que sou, venho aqui trazer algumas indicações de filmes para você deixar esse seu dia mais aterrorizante. Se liga na lista ai então, pra gente sair um pouco dos clássicos de palhaços e assombrações fantasmagóricas ou aquele bom e velho serial killer.

1 – Kairo (2001)

É um filme lento e que demanda bastante atenção, não vou mentir, mas olha, é uma obra de ficar com muito medo! É um filme de horror piscológico muito punk e que valoriza muito cenas de sustos, que quando vem, são pra deixar até o cachorro com medo.

2 – Kokuhaku/Confissões (2010)

Outro filme japonês, muito bom pela sua trama inesperada e voltas no roteiro! Eu diria que esse filme é mais de drama do que de horror, mas mesmo assim vale a pena ver nesse halloween para ficar levemente tenso. A trama gira em torno de uma professora que desiste de lecionar pois sua filha havia morrido afogada na piscina da escola. Mas é ai que o filme começa a mudar, será que foi um simples acidente mesmo? Fica ai a pergunta para você responder vendo o filme.

3 – Autópsia (2016)

Um filme de terror que tem um viés mais aflitivo, ou seja, tem sustos, da medo, mas você vai passar bastante aflição vendo ele, não recomendo para corações fracos. Um corpo misterioso chega para dois legistas que tem a missão de descobrir as causas das morte e a identidade daquele pobre pedaço de presunto. Porém coisas estranhas começam a acontecer durante a investigação da dupla.

4 – Hereditário (2018)

Com toda a certeza, um dos filmes de terror mais perturbadores que eu já vi na minha vidinha. O Terror é sutil e vai se desenvolvendo ao longo do filme, e é claro que o seu nível de medo também. A história gira em torno da família de Annie e uma antiga assombração que sempre esteve ali a espreita.

5 – Us/Nós (2019)

Um dos filmes do gênero mais recentes. Não apenas só um monte de sustos e coisas para te deixarem com medo, ele ainda trás uma mensagem muito profunda por trás. A primeira vista pode ser um pouco difícil de entender, mas ele é um daqueles filmes que vai gerar aquela gostosa roda de discussão. Recomendo bastante

Pronto para conhecer o lado mais sombrio do Vaticano? Em Exorcismo: O Ritual Romano, novo lançamento da DarkSide® Books no selo Graphic Novel, o leitor encontrará padres com passados tenebrosos, segredos de confissão expostos, escândalos, sacerdotes perturbados, exorcismos frequentes e um grande mistério a ser resolvido.

A história começa com o padre John Brennan entrando no quarto de uma jovem possuída, na Amazônia. Depois de ouvir todas as barbaridades do demônio que a controla, Brennan finalmente consegue libertá-la. Apesar de ser considerado um dos melhores exorcistas, o padre vive uma crise existencial desde que perdeu o seu melhor amigo e quase foi excomungado.

Mas depois que um bispo morre de forma inescrupulosa, John Brennan foi convocado para voltar à Roma e afrontar o mal que assola aquele lugar sagrado. Algo está colocando em risco a igreja Católica como a conhecemos e muitos consideram este padre um traidor. A alta cúpula da Igreja não cofia em sua presença, porém Brennan é a última esperança.

O que achei da história

Não sou religiosa, mas me interesso por histórias em que a imagem do catolicismo e da Igreja é distorcida. E Ritual Romano cumpre bem esse papel; 24tanto que o autor teve dificuldades para encontrar uma editora que publicasse esta obra. A edição traz a história completa (em capa dura) e alguns extras como estudos de ilustração, além de um prefácio assinado por Paco Plaza, diretor e roteirista de REC.

E já que estou falando sobre a edição, tenho que compartilhar que adorei as ilustrações do Jaime Martínez e a paleta de cores que a Sandra Molina usou para dar vida à história. São cores escuras (azul frio, preto perturbador, manchas vermelhas) que combinam e representam as sombras que espreitam o Vaticano.

E no final, El Torres compartilha o processo criativo e a equipe que o ajudou. Também comenta sobre as suas pesquisas na hora de escrever esta história; ele usou como pano de fundo um caso real. O desaparecimento misterioso da jovem Emanuella Orlandi em 1983; muitos pensam que foi um caso de estupro que terminou em morte.

Gostei! Já leram?