Escolhidos para você

97 posts encontrados na tag série

Faz algum tempo já que série Chernobyl lançou e já fez um enorme sucesso. Porém são trabalhos como esses, que a HBO realizou que me dão vontade de vir e indicar para vocês; ainda mais quando se trata de um assunto tão importante. Não só para nosso conhecimento, mas para o mundo inteiro. Então pegando um pouco do embalo do Emmy que rolou nesse final de semana, vou contar um pouco o que achei da série.

Gostaria primeiro de ressaltar aqui o imenso cuidado da HBO em recriar cidades, locais e até mesmo os personagens com uma perfeição e similaridade tão grande e precisa, na medida do possível, que olha, eles estão de parabéns, a série conta com grande atores, como Stellan Skarsgård e Jared Harris. Pesquisem depois, como os atores são similares aos seus respectivos na vida real. Inclusive a série recebeu muitos elogios de sobreviventes e parentes de pessoas que viveram essa grande catástrofe.

Insista que vale a pena

A série começa lenta. Os dois primeiros episódios são burocracia pura na sua cara; que era o que acontecia e ainda acontece na antiga União Soviética e atual Rússia. Porém toda essa burocracia começa a valer a pena depois desses dois episódios. Conforme o problema vai se alastrando e você vai se tocando de que aquilo tudo realmente aconteceu, começa a bater um desespero, que eu particularmente vi a série inteira no mesmo dia.

É realmente desesperador ver qual é o preço de uma mentira. Como a própria série realça diversas vezes. A imersão da série é tão grande que faz você começar a conversar com a tela. Para mim, minisséries como essas, são super importantes, para nos relembrarmos do erros do passado e tentar não deixar que se repitam. Vale muito a pena ver a série e entender um pouco mais da Rússia, da União Soviética e do próprio acidente mesmo. A série é mais como uma aula de história bem dada, e materiais assim merecem a atenção de todos!

Chernobyl faturou 3 Emmys nesse final de semana, como Melhor Mini Série, Melhor Diretor e Melhor Roteiro.

Quando falamos de terror hoje em dia, infelizmente o tema ainda é pouco explorado pelas emissoras de televisão. Apesar de ser bem grande no cinema (por mais que não seja reconhecido como um gênero relevante) e nos livros, onde é encontrado com mais força, quando encontro uma série de tv de terror já me animo toda! Recentemente encontrei uma série de terror do canal AMC e achei que ela merecia ser dividida com vocês!

A série The Terror tem feito um enorme sucesso pelo seu conteúdo de suspense/terror e a qualidade em que os episódios são feitos! A primeira temporada conta a história de dois navios de exploração de 1845, época das grandes navegações inglesas que tentavam encontrar uma passagem mais rápida para suas viagens de exportação e importação através do polo norte. O HMS Erebus e HMS Terror encarregados dessa missão infelizmente ficam presos no gelo, congelados e isolados de qualquer tipo de interação humana. A missão agora não é mais a exploração e sim a sobrevivência relativo as condições climáticas e também a pior ameaça que eles podem enfrentar, eles mesmo.

A série conta com um elenco de peso com Jared Harris (Chernobyl) como o Capitão Francis Crozier, Tobias Menzies (Outlander) como o Comandante James Fitzjames e Ciarán Hinds (Game of Thrones) como o Capitão Sir John Franklin, e ao mesmo tempo que conta uma história muito viciante, mescla realidade com sobrenatural e muito mistério. A série foi finalizada em 2018, porém a segunda temporada já esta acontecendo!

Nessa segunda temporada de The Terror vamos encontrar um ambiente completamente diferente! The Terror: Infamy, como foi denominada, agora se passa em 1945 durante a Segunda Guerra Mundial, e foca na comunidade nipo-americana, e como eles foram tratados durante o ataque de Pearl Harbor. Além de passarem por todo um preconceito por parte dos americanos, os japoneses ainda tem que lidar com uma série de mortes estranhas e entidades sobrenaturais que começam a assombrar esse povo. A série também conta com grandes nomes como George Takei (Star Trek) e apesar de ainda estar passando, já estou completamente viciada! Confiram o trailer:

Eu acredito que você já deve ter maratonado a terceira temporada de Stranger Things. Depois de um ano e meio sem acompanhar novas aventuras dessa turma que tanto amamos, acredito que você deve ter assistido os oito episódios de uma vez só. A cidade de Hawkins está mais animada com a chegada de um shopping! E essa mudança acaba interferindo no comércio local e consequentemente na rotina dos moradores. Eleven e seus amigos terão que se adaptar com essa nova fase, além de de descobrir que o mal continua presente e com proporções maiores.

Se você ainda não assistiu esta nova temporada, vou deixar o trailer para vocês conferirem e também 3 motivos para dar uma chance pra essa nova fase.

1. Amizades e novos personagens

Um dos motivos que faz com que a série seja um sucesso é o carisma dos protagonistas. Ver o grupo reunido traz uma sensação de nostalgia e nessa temporada teremos novos personagens na trama. Dustin e Steve continuam sendo a melhor dupla, no entanto, teremos duas mulheres para melhorar ainda mais a relação entre esses dois amigos. Robin é colega de trabalho do Steve e sua atuação está incrível; também teremos a Erica (irmã do Lucas) que roubará todas as cenas com os seus comentários “necessários”.

Dustin e Mike continuam sendo os mais falantes do grupo; Will e sua timidez continua conquistando a todos. Mas Max e Eleven juntas está muto perfeito.

2. A chegada do Shopping e as referências da época.

Estamos em 1985 e sem dúvida a chegada do gigante Starcourt Mall, mexeu com a pequena cidade de Hawkins. É o cenário perfeito para essa fase da série, já que nossa turma está crescendo e precisará encarar algumas mudanças. Assistir estas cenas, fez com que eu sentisse vontade de sair de casa para tomar um sorvete e quem sabe pegar uma sessão de “De volta para o futuro”?! O shopping desempenha um papel muito importante, assim como o jornal da cidade e até mesmo a piscina pública. Sem dúvidas a fotografia dessa temporada está incrível.

3. O desfecho e as inúmeras teorias sobre o final

Os oitos episódios prenderam a minha atenção e achei todos necessários para o desenvolvimento da trama. Se na temporada anterior Billy se mostrou um personagem abusivo, nessa poderemos conhecer melhor as suas camadas. Da mesma forma que foi necessário ver a transformação das crianças, pois eles cresceram e seus interesses mudaram. Entretanto, preciso dizer que o final dessa temporada foi um dos momentos mais épicos que essa série já teve. Sem falar das cenas emocionantes e que me fizeram chorar. Teve alguns momentos que eu queria tampar meus olhos; outros que queria adiantar uma cena, mas o final conseguiu mexer comigo de uma forma que não vejo a hora de chegar a quarta temporada.