Escolhidos para você

313 posts encontrados na categoria Série

Mais um game bom que vai virar série e estamos como?Ansiosos! A The Hollywood Reporter revelou que a Sony e a Naughty Dog farão uma adaptação do jogo extremamente aclamado para PS, The Last of Us, em uma série para a HBO.

A série deverá cobrir os eventos do primeiro jogo, em que o contrabandista e sobrevivente Joel é contratado para escoltar uma jovem chamada Ellie para fora de uma zona de quarentena infestada de zumbis. A adaptação está sendo feita por Craig Mazin, criador da série Chernobyl, o escritor e diretor criativo de The Last of UsNeil Druckmann, trabalhará junto como redator e produtor-executivo. Aliás, Mazin afirmou:

Com Chernobyl, Craig e a HBO criaram uma obra-prima tensa, empolgante e emotiva. Eu não poderia pensar em parceiros melhores para trazerem a história de The Last of Us a vida como uma série para televisão.

 

The Last of Us está sem data prevista

The Last of Us é bem conhecido como uma das mais importantes obras exclusivas para PlayStation, mas rumores apontam que The Last of Us 2 poderá ser lançado para PC. E apesar de serem apenas rumores, começam a surgir algumas evidências que podem apoiar as especulações, inclusive uma lista de contratações de funcionários e uma ideia geral de que a Sony esteja se abrindo para o mercado de PCs. Afinal, devemos lembrar que Heavy RainBeyond: Two Souls e Detroit: Become Human estavam na mesma categoria de The Last of Us, e todos foram lançados para PC no último ano.

Ainda não há data prevista para o lançamento ou escolhas de elenco, o que indica que ainda levará algum tempo até que possamos educadamente debater e discutir as escolhas para a série.

Fonte: Garotas Geeks

Na última sexta-feira 13, a Netflix disponibilizou a série Coletivo Terror em seu catálogo. É uma antologia norueguesa e traz 6 histórias com perspectivas diferentes. São episódios curtos (30 minutos cada, aproximadamente) e todos possuem elementos de suspense/terror. São tramas que envolvem e apresentam assuntos oportunos. Apesar da intro de cada episódio estar conectada em uma viagem de ônibus, são histórias independentes.

Alguns episódios se destacam mais que os outros. Como no caso primeiro que foi o cartão de visitas para os Em Um Grande Sacrifício, acompanhamos uma família se mudando para uma nova cidade no campo; nesse local o comportamento dos moradores é algo singular. Logo de cara, vemos uma comunidade prestativa e esse episódio falar sobre relações de afeto. Bom, existe uma pedra mágica capaz de realizar desejos, mas para isso acontecer precisa de sacrifícios.

Outro episódio que gostei bastante, foi  “Escritor do mal” , pois faz uma dura crítica sobre o uso da tecnologia. Nesse episódio vamos conhecer uma jovem privilegiada que sonha em ser uma escritora. Tudo em sua vida é perfeito e isso causa irritação nas pessoas que convivem com ela. Entretanto, algo acontece e tudo começa a dar errado. A jovem começa a questionar sua própria realidade e até onde ela tem controle sobre sua vida.

Os seis episódios estão disponíveis e gostei da premissa da série. Por mais que tenha elementos característicos do gênero, o auge de Coletivo Terror é mostrar o que mais de humano esses enredos tem a nos apresentar. Perdeu a fé a humanidade? Então acho que você vai gostar da série.

O canal norte-americano ABC, que é propriedade da Walt Disney Studios, irá lançar uma nova série ambientada nos contos de fadas da Disney, assim como era com o seriado Once Upon A Time. Inclusive, ambas terão os mesmos criadores: Eddy Kitsis e Adam Horowitz. A trama será contada em forma de antologia e se chamará Epic.

Para quem não lembra ou não chegou a conhecer, Once Upon A Time foi uma série da ABC no qual os personagens eram todos do universo Disney presos no mundo real (o nosso mundo). Ela estreou em 2011 e foi até a sétima temporada, finalizada em 2017. Aqui no Brasil, a série foi um estrondoso sucesso – na CCXP do ano passado, a vinda de Lana Parrilla, intérprete da Rainha Má, foi uma das mais esperadas. E pelo visto, deixou saudades não só para nós, pois a nova Epic promete vir nos mesmos moldes de sua antecessora – que, vale ressaltar, não será tratada como um spin off.

Enquanto Once Upon A Time girava em torno especialmente da história da Branca de Neve, a produção de Epic se concentrará em novas princesas, príncipes, heróis, heroínas e vilões, e promete também criar muitos outros novos personagens. Outra diferença é que, como dito anteriormente, será uma antologia, diferente de Once Upon A Time que era uma narrativa linear (cheia de reviravoltas e flashbacks, mas tudo bem, hehe!). Em outras palavras, os episódios de Epic não necessariamente terão ligação entre si. O roteiro ficará a cargo de Brigette Hales, que também trabalhou com a dupla de criadores em Once Upon A Time.

Informações como data de estreia, início da produção, elenco e quantidade e duração dos episódios ainda não foram divulgadas, mas com certeza podemos esperar uma ótima série de magia e romance – tudo que um fã Disney gosta e merece!