Escolhidos para você

115 posts encontrados na categoria Lívia Jurkowitsch

A Square Enix recebeu um pouco de hate por ter adiado o lançamento do Remake de Final Fantasy VII, um dos jogos mais aguardados do ano. Mas para não deixar os fãs na mão, eles soltaram uma demo gratuita para todos que estão aguardando ansiosamente, o os que estão curiosos a respeito desse clássico dos jogos. Eu joguei a demo e vim contar para você tudo que eu achei.

Primeira consideração que eu gostaria de fazer é: Prepare seu PS4, por que esse jogo vai ser PESADO! Sim, a demo já me pegou um monte de espaço e o jogo completo estará com 100GB, ou seja, vale a pena dar uma limpada no ps4 se você esta pensando em comprar o jogo inteiro.

Em relação ao jogo, ele esta simplesmente incrível! A demo tem mais ou menos 1 hora e 15 minutos, e sério, jogando parece que foram apenas 15 minutos! a jogabilidade esta sensacional, muito confortável, é possível   trocar de personagem no meio das batalhas (Cloud ou Barret), e eu achei que fosse muito complexo isso, mas é muito fácil e não fica nada confuso! Na temos fazemos o primeiro assalto e Shinra Company, então é bastante ação e um boss fight bem legal!

Os gráficos nem preciso falar né! tudo lindo demais, melhor que o filme Advent Children. Estão bem parecidos com FF15. Então se você parar para observar os detalhes, vai se surpreender. Um ponto que me deixou um pouco chateada foram as musicas. Sei que estão remixadas, mas senti um pouco de falta das musicas clássicas, ou delas se parecerem um pouco mais com as antigas. Mas nada que atrapalhe a jogabilidade.

A demo veio só em inglês, que foi o ponto que eu menos gostei. Espero que o jogo venha com opção de áudio, por que eu gosto de jogar esses jogos em japonês, apesar da dublagem em inglês não estar tao ruim, prefiro o áudio original!

 

Me conta ai o que você achou da demo e o que espera para o jogo final.

Adoro jogos que encontro do nada na PSN e que depois de comprar sem mesmo saber absolutamente nada me encantam do começo ao fim. Foi assim com Arise, encontrei o jogo nas promoções de começo o ano da PSN e simplesmente me apaixonei pelo jogo como um todo!

Arise: A Simple Story foi lançado em dezembro de 2019, pelo desenvolvedor Piccolo Studio S.L e pelo estúdio Techland, e esta disponível para todas as plataformas (Nintendo Switch, PlayStation 4, Xbox One, Microsoft Windows). É um jogo bem simples, porém muito profundo. Ele te leva em uma viagem pelas memorias do passado, do que ao meu ver é um viking.

Cada fase é uma parte importante da vida desse homem que já faleceu, ou seja, estamos vendo a passagem desse homem do mundo dos vivos para os mortos, e olha se a passagem for assim, ela é incrível! Com uma fase mais encanadora que a outra, tanto no aspecto de jogabilidade, que apesar de bem simples é algo bem interessante, onde é preciso mexer com o tempo para passar pelas fases. A arte do jogo é simplesmente incrível, e é de encher os olhos em cada fase nova que você entra, com cores e texturas que fazem você querer entrar na tela e passear pelas paisagens do jogo.

O jogo pode ser jogado tanto sozinho como co-op. A musica do jogo é outro ponto que me tocou muito, todas as trilhas passam exatamente o sentimento que cada fase quer passar para o jogador, já que o jogo não possui nenhuma fala ou interação com outros personagens, é muito importante que a musica faça essa questão de dialogar entre o jogo e o jogador.

Minha experiencia com o jogo foi muito emocionante e positiva, e eu gostaria muito de deixar essa dica para vocês aqui! Nem sempre são bons gráficos, ou jogos super realistas, com mecânicas super complexas que fazem um jogo bom. Podemos nos emocionar e nos divertirmos muito com jogos, como o nome mesmo do game diz, A Simple Story (uma história simples. )

 

No começo de fevereiro tivemos o lançamento da DLC de Kingdom Hearts 3, que até então tinha sua história super protegida. Agora finalmente conseguimos saber do que se tratava. Eu joguei a DLC e vou dizer aqui pra vocês o que eu achei. VAI TER SPOILERS! ENTÃO CUIDADO

Primeiramente as mudanças gráficas ficaram bem aparentes! eles deram uma atualizada nos gráfico e ficou bem legal. A História em si não me agradou muito, mas isso é uma questão pessoal. Nessa DLC Sora descobre uma forma de resgatar Kairi que havia sido sacrificada por Xehanort no final de Kingdom Hearts 3. Sendo assim ele volta no tempo, dos acontecimentos da guerra entre os 7 de luz e os 13 de trevas para ir resgatando fragmentos do coração da menina.

Devido a essa volta no tempo, re-jogamos os acontecimentos da guerra , o que as vezes fica um pouco chatinho, mas podemos tomar o controle de outros personagens, o que deixa a história mais legal! Podemos jogar como Ventus, Aqua, Kairi e em uma cena especifica com quase todos os personagens! O Rei Mickey também protagonizou uma das cenas mais emocionantes do jogo, quase chorei real.

Podemos finalmente explorar scala at serum e é ai que a decepção começa… Uma das fases mais aguardadas do jogo para ser explorada era essa, e não tem nada lá… literalmente nada… fiquei bem chocada.

A segunda decepção é o tempo de DLC, você termina tudo em um dia, enrolando muito! mas muito mesmo, por que teve gente que terminou tudo em umas 3h.

E ao final de tudo somos apresentados aos Datas de organização 13 original, que olha… não existe coisa mais difícil na história de KH do que esses caras… Nomura, o criador do jogo inclusive deixou uma declaração que era para as pessoas sairem chorando e com a mão tremendo dessa fase, e ele conseguiu.

Resumindo a DLC valia 120 reais? Não, de maneira alguma. A história é rasa, é um backtrack de tudo que já tínhamos visto, e de certa forma acrescenta muito pouco ao lore de KH. talves valha um pouco mais a pena se você for concluir a fase final dos Datas, para obter os finais especiais, que inclusive também não são lá essas coisas.

Inclusive devo fazer uma atualização no post que fiz, contando a história de Kingdom Hearts muito em breve.

PORÉM! não satisfeitos, a Square já deixou avisado que vai lançar um novo jogo que contará a história de Xezanort! Sim, vamos conhecer o passado do careca e entender por que ele ficou tão fissurado pela trevas.

O jogo é mobile e deve chegar para Android e IOS  e deve se chamar Dark Road. A data de lançamento não foi divulgada, apenas que será na Primavera desse ano, ou seja mais pro meio final do ano aqui pra gente. Aguardemos.