Escolhidos para você

Olá, olá pessoal, tudo bem por aí? O gato já expulsou vocês de casa por estarem tanto tempo impedindo o progresso dos planos de dominação felina? 😀 Ainda não? Então vamos lá! Hoje o post é pra quem ainda não leu ou não assistiu Harry Potter ou pra quem já fez os dois e não consegue decidir: filme ou livro? Prós e contras! Vamos lá!

Livros

Prós:

– Informações detalhadas: mesmo que um filme seja extremamente cheio de detalhes visuais, o livro pode te fornecer informações como sentimentos e pensamentos de uma personagem, que num filme ficam subentendidos pela interpretação do ator.

– Personagens extras: por conta das adaptações terem um tempo mais limitado, alguns personagens vistos como secundários acabando sendo cortados, ou até mesmo obliterados completamente, como aconteceu com o Poltergeist Pirraça, que nem sequer apareceu nos filmes de Harry Potter.

– Conexões fantásticas: existem conexões entre livros distantes em Harry Potter que são fantásticas de entender e descobrir, mas que nos filmes acabam ficando tão fracas que nem são vistas. Como em Cálice de Fogo, quando o Harry acredita ter imaginado a expressão de triunfo no rosto de Dumbledore ao saber que Voldemort usou seu sangue para ressurgir e que no final descobrimos que realmente ele ficou feliz com isso, pois, representava uma chance de o Harry não precisar morrer no final, para derrotar todas as Horcruxes.

Contras:

– Demora mais: se você quiser muito, consegue maratonar todos os 8 filmes de Harry Potter em 2 ou 3 dias, porém mesmo que você seja um leitos muito rápido, dificilmente você conseguiria ler todos os livros em menos de 1 semana. Eu leio num ritmo assustadoramente rápido kkk e já fiz o teste.

– Requer mais atenção: obviamente sentar/deitar para ler um livro requer uma vontade de se concentrar que no filme acaba sendo automático, por conta dos estímulos visuais.

– Criatividade: ler é algo que não dá pra fazer pensando no almoço né, requer uma criatividade maior para prender você à narrativa, imaginar os personagens e cenários, etc.

Filmes

View this post on Instagram

Harry se esquivou da bengala da Smeltings e foi apanhar o correio. Havia três coisas no capacho: um postal da irmã do tio Válter, Guida, que estava passando férias na ilha de Wight, um envelope pardo que parecia uma conta e – uma carta para Harry. . . Harry apanhou-a e ficou olhando, o coração vibrando como um elástico gigante. Ninguém, jamais, em toda a sua vida, lhe escrevera. Quem escreveria? Ele não tinha amigos, nem outros parentes – não era sócio da biblioteca, de modo que jamais recebera sequer os bilhetes grosseiros pedindo a devolução de livros. Contudo, ali estava, uma carta, endereçada tão claramente que não podia haver engano. . . "Sr. H. Potter O Armário sob a Escada Rua dos Alfeneiros 4 Little Whinging Surrey." Harry Potter e a Pedra Filosofal, J.K. Rowling

A post shared by Clayci Oliveira (@clayci) on

Prós:

– Animação: uma coisa é imaginar um dragão ou um sereiâno na sua cabeça, outra completamente diferente é contar com a ajuda de toda uma equipe de designers e especialistas em animação virtual, com horas e mais horas de pesquisa, para te trazer uma imagem super realista dessas criaturas.

– Trilha sonora: grande parte da trilha sonora de Harry Potter é composta exclusivamente para os filmes, e gravada com uma orquestra e maestro num estúdio incrível, pensada exclusivamente para despertar determinadas sensações em você. Não tem playlist que faça isso nos seus fones de ouvido, né? 😉

– Cenários e figurinos: quem não suspirar vendo a Herione descendo a escadaria do salão principal para encontrar o Krum no baile de natal é porque não tem coração! #prontofalei kkkk

Contras:

– Mudanças no roteiro original: não que eu ache todas as mudanças feitas em Harry Potter, e foram muitas, ruins, mas algumas “amarrações” teriam ficando muito melhor exploradas se seguissem o roteiro do livro, como por exemplo a participação mais expressiva dos elfos domésticos em diversos momentos.

– Emoções pouco exploradas: não sei se é uma característica do cinema inglês, ou se a agilidade com que as coisas acontecem no cinema acaba cortando um pouco essa vibe, mas Harry Potter tem muito mais momentos emocionantes quando lido do que quando visto.

– Personagens mortos vivos: é o que? kkk é isso! Existem personagens que não foram cortados, porém ganharam um foco tão tão tão diferente nos filmes que parecem meros figurantes, enfeites, acessórios para o protagonista, quando na verdade eles tinham um impacto muito mais emocionante e forte na história original! Oi, Gina!

E ai, qual a sua escolha? Divide com a gente! #TeamFilmes ou #TeamLivros ?

A mais uma vez agradecimento especial para a Clayci, nossa colunista, fotógrafa e responsável por todas as fotos que ilustram o post de hoje! Passem lá no instagram dela! S2

Beijos e até a próxima!