Escolhidos para você

3 posts encontrados na tag vlad

Na ultima coluna, falei sobre o filme “Drácula – A História Nunca Contada” – nesse link aqui – e agora vou falar um pouco sobre a história do verdadeiro Vlad Tepes e essa associação dele ao famoso conde criado por Bram Stoker.

Verdadeiro-Dracula-1

A princípio, vamos esclarecer algumas das denominações usadas na história. O nosso Vlad em questão chamava-se Vlad III, filho, obviamente de Vlad II. Tepes não é o sobrenome dele! A palavra significa “empalador” em romeno. Tampouco, seu sobrenome era Drácula. Acontece que seu pai foi ordenado “Cavaleiro da Ordem do Dragão” pelo imperador romano, passando a ser conhecido como Vlad Dracul (dracul = dragão). Portanto, seu filho acabou sendo conhecido como Vlad Draculea (em romeno e Drácula em português), cujo significado é “filho do Dragão”. Dracarys!!

Verdadeiro-Dracula-2.3

Isso dito, vamos aos fatos! Vlad III era o Príncipe da Valáquia além de ser realmente um guerreiro notável. Nos campos de batalha, ele era cruel e muitas das suas vitórias foram alcançadas com jogos psicológicos, como quando ele empalou mais de 300 soldados turcos para que o reforço otomano ficasse assustado quando chegasse.

Verdadeiro-Dracula-3

De acordo com os registros históricos, estima-se que ele tenha exterminado cerca de cem mil pessoas, o que na época, representava boa parte da população do local. Além disso, ele ficou conhecido por outras extravagancias que realizou durante a vida.

Verdadeiro-Dracula-4

A história conta que o pai de Drácula foi assassinado pelos Húngaros e assim, ele chegou ao trono de Valáquia. Mas ao invés de guerrear com os Húngaros, ele uniu forças com os antigos inimigos para poder enfrentar os Turcos. E para evitar problemas com os boiardos (aristocratas donos de propriedades feudais), Tepes os convida para um jantar. Durante a cerimônia, os convidados foram surpreendidos pela guarda do Rei. Alguns são obrigados a andar por mais de 80km e os que sobreviveram a viagem, tornam-se escravos e trabalham na construção de seu castelo (que hoje o famoso Castelo de Drácula). Os que ficaram para trás, incluindo idosos, mulheres e crianças, foram empalados na sala de jantar. Essa forma de assassinato é tão cruel que algumas das pessoas demoraram até 3 dias para morrer.

Verdadeiro-Dracula-5

Algumas histórias, ainda que não oficiais, dão conta de que o Rei gostava de ver os prisioneiros sofrerem e inclusive assistia as torturas e desmembramentos. Também dizem que ele gostava de comer carne humana, beber o sangue dos condenados além de ser imortal. Mas o mito da sua imortalidade provavelmente se deve ao fato de que ele era muito parecido com o pai. Então, após alguns anos da morte de Vlad II, seu filho volta para assumir o trono e a população se confunde achando que era na verdade seu antigo rei voltando à vida.

Verdadeiro-Dracula-6

Drácula foi morto em batalha contra os turcos em dezembro de 1476 em circunstâncias duvidosas. Algumas fontes indicam que ele foi assassinado por burgueses valaquianos enquanto outras dizem que ele foi morto acidentalmente por um de seus próprios homens ou ainda que foi assassinado premeditadamente por alguns de seus soldados. De qualquer forma, em muitos lugares ele é considerado um herói e libertador por ter sido uma das últimas resistências cristãs contra o avanço dos muçulmanos. Alguns acreditam que, se não fosse por ele, a Europa hoje seria totalmente diferente. Mas mesmo assim, em romeno contemporâneo, “dracul” significa “diabo”.

Verdadeiro Dracula 7

Sobre a obra de Bram Stoker, também há um certo mistério. Algumas pessoas dizem que ele baseou o livro na história de Vlad III, enquanto outras afirmam que o livro já estaria pronto e com outro nome, quando ele se deparou com a história do Rei Empalador e resolveu acrescentar elementos da vida dele para tornar o livro mais verídico. De qualquer forma, virou um clássico! xD

Eu já conheço essa história desde criança! E vocês? Sabiam de tudo isso? xD

Essa semana a Coluna Vampírica vai ser diferente! Porque eu fui assistir “Drácula – A História Nunca Contada” e vou aproveitar a coluna para fazer a resenha crítica.

Drácula-A-História-Nunca-Contada-1

Expectativa: ver a história do mais famoso dos vampiros recriada com muitos efeitos especiais e com uma releitura bem diferente de tudo o que sabemos da história de Drácula e mesmo de Vlad, o empalador.

Realidade: o filme tem pontos negativos, mas talvez pelo fato de falar de 2 mitos muito importantes para mim, eu sai do cinema satisfeito! Não é o melhor filme do ano e nem muito menos um dos Dráculas que ficará marcado na história, mas da pra se divertir.

Drácula-A-História-Nunca-Contada-2

O longa conta a história de Vlad Tepes, o governante da Transilvânia. Ele governa em paz até que o rei turco exige que 100 crianças sejam entregues para serem violentamente treinados para integrar o exército. Entre eles, está o filho de Vlad. O príncipe se recusa e, com isso, inicia uma guerra que não tem condições de vencer. Como ultima alternativa, ele recorre a um ser das trevas que vive pela região. Após beber o sangue dele, Vlad se torna um vampiro e ganha poderes sobre-humanos.

Drácula-A-História-Nunca-Contada-3

Não espere um super roteiro bem desenvolvido, a história é toda essa que eu contei. Sem reviravoltas ou surpresas a grande novidade do conto é o fato de Vlad ser um cara legal! Ok, ele empalou muitas pessoas (com uma boa intenção, claro), mas mesmo esse fato só serve para enaltecer o personagem. Ele é um bom e justo governante, um grande amigo e principalmente um pai e marido amoroso.

Drácula-A-História-Nunca-Contada-4

Essa humanização de Drácula é o que faz o longa ser bacana e diferente, é a primeira vez que vemos o personagem dessa forma. E depois que ele ganha os poderes, ele os usa única e exclusivamente para salvar seu povo e sua família, resistindo à tentação do sangue e não se deixando levar pelo mal em nenhum momento. Mas parece que a nova mania de Hollywood é transformar vilões em mocinhos Malévola cof cof….

Drácula-A-História-Nunca-Contada-5

Apesar de algumas coisas ficarem confusas e o elenco não ter conseguido imprimir tanta emoção em algumas cenas, os efeitos especiais e as caracterizações dos vampiros dão conta do recado e no fim das contas, acho que o saldo acaba ficando positivo!

Drácula-A-História-Nunca-Contada-6

Resumindo: Drácula – A História Nunca Contada é um filme de ação. Melhor ainda, é um filme de super-herói. O vampiro mais temido e conhecido do mundo sai do lado negro da força e vai fulgurar entre os heróis das telonas. Tenha isso em mente e com certeza você vai aproveitar muito essa história de amor, coragem e sacrifício.

E na próxima coluna, que tal falarmos um pouco sobre o verdadeiro Vlad?

E sobre o filme? O que vocês acharam??

Já que eu comecei falando sobre minha história e citei o meu primeiro contato com os Vampiros, vou explanar um pouco mais sobre a novela que me fez conhecer os mortos vivos. Vamp era sensacional!

Vamp-1

Em 15 de julho de 1991, ás 19h na TV Globo, estreava a novela que logo em seu primeiro capítulo, conseguia chamar a atenção através de uma trama diferente e inovadora. A comédia sobre vampiros misturava suspense e rock para abordar conflitos familiares e dramas típicos da juventude. E com isso, acabou conquistando públicos de todas as idades. Lembram da abertura?

A história se passava na cidade de “Armação dos Anjos”, litoral do rio de Janeiro, e tinha como protagonistas o capitão Jonas Rocha (vivido por Reginaldo Faria), a cantora de rock Natasha (Cláudia Ohana s2) e o chefe dos vampiros conde Vladymir Polanski (Ney Latorraca), também conhecido como Vlad ou Otavinho Freire. Natasha era uma popstar que vendeu sua alma a Vlad para fazer sucesso na carreira como cantora. E o Capitão Rocha era o único que poderia ajuda-la a se livrar da maldição.

Vamp-2

Não vou entrar em detalhes da trama, mas quero citar alguns pontos que foram extremamente marcantes para mim.

•  Rita Lee aparece no início da novela, interpretando ela mesma e depois acabamos descobrindo que ela também é uma vampira!

•  A família Matoso era a melhor da novela! Matoso tinha apenas um canino prolongável e isso era hilário demais! Mary Matoso era meio Bruxa, Matosão um orgulhoso vampiro badboy e o filho mais novo, Matosinho, era a vergonha da família porque era bondoso! xP

Vamp-3

•  Eu amava a Natasha! E não era só eu… O personagem da Claudia Ohana era tão querido que durante as gravações da novela, a atriz não podia sair de casa por conta do assédio dos fãs.

Vamp-4

•  Outro personagem extremamente carismático era o Padre Garotão! Nuno Leal Maia interpretava um bandido que fingia ser padre e dava uns amassos com a personagem Marina (Vera Zimmermann)! Imagina se fosse hoje em dia?

•  Minha personagem preferida no começo da novela, era Ms. Penn Taylor (Vera Holtz) e eu sempre achei que tinha um trocadilho no nome dela com “Pentelho”, sei lá por que.

Vamp-5

•  Quando decidi que não queria mais ser caçador, troquei de personagem preferido para o Gerald Lamas (Guilherme Leme) e torcia pra ele ficar com a Scarleth (Bel Kutner)! xD

•  Achava muito legal eles dormirem em caixões e na época, não ligava para o fato de vampiros poderem ficar acordados de dia… Pelo menos eles não brilhavam! xD

•  Visando atingir o publico infantil – aparentemente com sucesso – a Globo chegou a lançar um álbum de figurinhas da novela. Álbum esse que eu completei e TENHO ATÉ HOJE.

Vamp-6

•  Musicas da trilha sonora como Noite Preta (Vange Leonel), Suga Suga (João Penca e Seus Miquinhos Amestrados) e Chacal Blues (Evandro Mesquita) fazem parte até hoje da minha playlist de musicas nacionais e são tocadas com frequência.

•  A cena que eu lembro como sendo a mais marcante foi a morte do Vlad… Talvez porque eu sabia que a história ia acabar ali…. xP

vamp-7

Enfim, Vamp foi a primeira novela que realmente lembro de ter assistido. E ela foi extremamente marcante ao ponto de me dar uma das minhas maiores paixões de hoje em dia. Claro que a coluna de hoje tem cheiro de nostalgia e me fez mergulhar numa época mágica da minha vida.

Na outra coluna vi muita gente comentando que também assistia e adorava! Por isso me digam, qual a cena que mais marcou vocês?