Escolhidos para você

2 posts encontrados na tag vaquinha

Eu adoro ficar fuçando em sites de financiamento coletivo para ver os projetos mais legais que estão surgindo por ai e hoje, dando uma olhado no americano Kickstarter, eu encontrei o Fairy Drone.

Na verdade, ele não é muito diferente dos outros drones que já existem por ai! Mas o que faz essa fada ter conseguido a marca de 600% de financiamento (ou seja, 6x mais do que os donos do projeto esperavam alcançar) é que ele é relativamente barato e tem as funções mais legais que os drones tops de linha tem.

A ideia dos idealizadores é que os iniciantes no mundo dos drones não precisem gastar rios de dinheiro com o aparelho, sem saber se vai conseguir usar, se vai ser útil e se não vai quebrar logo. O Fairy é barato e tem funções suficientes pra agradar qualquer novo usuário. Confiram o vídeo:

As melhores características do drone são:

  • Imagens incríveis e vídeos aéreos 1080p FHD e 8 megapixels com facilidade em qualquer lugar, a qualquer hora.
  • Projetado para sua portabilidade, o Fairy pode ser dobrado no tamanho de um telefone
  • Com um único toque, você pode definir o Fairy para rastreá-lo enquanto tira fotos ou vídeo.
  • O Fairy vem com um modo de controle de movimento. Você consegue controlar o drone movendo seu celular.
  • A Fada para retornar ao seu local de origem com um único toque. Além disso, se estiver fora de alcance ou se o sinal for perdido, ele também retorna ao ponto de partida.
  • O drone é projetado para durar mais do que outros drones de bolso no mercado. Ele tem até 16 minutos de autonomia de vôo com uma única carga.
  • Compartilhe seus vídeos e fotos em sua mídia social favorita com um único toque, graças à sua função EasyShare.
  • Eles entregam no mundo todo, até no Brasil.

Eu não resisti e ajudei a financiar o projeto! Admito que estou feliz em ter meu primeiro drone! Então, se vocês quiserem ajudar e garantir sua fada também, basta clicar nesse link aqui!

Vocês já têm um drone pra chamar de seu? Como é a experiência?

Financiamento coletivo é assim: você aposta que a sua ideia é boa e que outras pessoas vão concordar com você e colaborar para que seu projeto de certo. E grande parte das vezes, tem que torcer e ficar na expectativa de que consiga arrecadar o valor antes de terminar o prazo do financiamento. Mas não foi isso que aconteceu com o pessoal da Histeria Games – a fabricante de games famosa por “Masmorra de Dados“.

Caçadores-da-Galaxia1

Eles lançaram uma campanha de financiamento através da Kickante para financiar a fabricação de seu jogo de tabuleiro chamado “Caçadores da Galáxia”. A meta de 25 mil reais foi alcançada em meia hora após o lançamento da campanha.

Caçadores da Galaxia478

Faltando ainda mais de 50 dias para terminar a campanha, o projeto já arrecadou mais de 85 mil reais e pelo visto, vai arrecadar ainda mais. Detalhe que esses valores constituíram um recorde de arrecadação no portal de financiamento.

Caçadores-da-Galaxia2

Mas o que faz de Caçadores da Galáxia um jogo tão desejado? Para começo de conversa, ele é de autoria do Game Designer Daniel Alves e produção da Histeria Games em parceria com a Taberna do Dragão. Ele foi pensado de maneira minuciosa, para trazer diversão e a melhor experiência possível aos jogadores. Confiram o trailer:

Caçadores da Galáxia é um jogo de 20 a 30 minutos por pessoa sobre gerenciamento de recursos e pode ser jogado de 2 a 4 jogadores (podendo adicionar o 5º jogador com a expansão “Fronteiras”). Com inspirações robóticas e batalhas colossais, Caçadores da Galáxia apresenta-se com uma mecânica de gerenciamento de recursos, elementos gráficos atrativos, baixa dependência do fator sorte e ênfase em planejamento estratégico e execução.

Caçadores-da-Galaxia3

Ao todo, são dezenas de opções de contribuição, com valores para todos os bolsos e prêmios diversos que variam desde canecas e camisetas a edições especiais de colecionador. Portanto se você quiser fazer parte dessa história e colaborar com o projeto, basta clicar nesse link aqui. As entregas estão previstas para 30/11/2015.

Mais alguém correndo para contribuir?