Escolhidos para você

2 posts encontrados na tag Vampire

Hoje vou falar um pouco sobre o assunto que talvez seja o mais fácil deles com relação ao vampirismo: o RPG de livro “Vampiro a Máscara”.

Vampiro-a-mascara-1

A primeira vez que joguei Vampiro, eu devia ter por volta de uns 15 anos. E virou o meu maior hobby, desde a primeira rolada de dados D20 (o que aconteceu só no segundo encontro do grupo, porque o primeiro foi só pra montar a ficha do personagem! xP). Se você não sabe nada sobre o assunto, vou dar uma breve explicação!

Vampiro-a-mascara-2

RPG é a sigla de “Roleplaying Game” e significa “Jogo de Representação“. Um “mestre” (jogador criativo e mais experiente) inventa uma história e os jogadores, cada um representando um vampiro, é conduzido por ela, com dificuldades, decisões, dúvidas, vitórias e derrotas. A diversão do jogo é justamente decidir o que você vai fazer e contar com a sorte num lance de dados para ter sucesso. Além de muito legal, esse tipo de jogo ainda estimula a concentração e a criatividade! xD

Vampiro-a-mascara-3

O mundo de Vampiro a Máscara, conhecido como “Mundo das Trevas” é superficialmente muito parecido com o nosso: existem as mesmas empresas, os mesmos artistas, os mesmo monumentos…. Talvez a diferença mais drástica seja que no Mundo das Trevas, os vampiros existem (se assumirmos que no nosso mundo eles não existam! xP). Nesse jogo, existe apenas uma regra, chamada de “Regra de Ouro”, que é: “Não existem regras”.

Vampiro-a-mascara-4

Os vampiros estão divididos em seitas, que por sua vez, estão divididas em clãs. As seitas são: Camarilla, Sabbat e Independentes. A Camarilla reúne vampiros que acreditam que a melhor forma de se viver no mundo é mantendo a “máscara”, ou seja, se fingindo de humanos, vivendo no meio deles e ocultando sua existência. Já o Sabbat, acredita que vampiros são seres superiores e que devem subjugar a raça humana, afinal, trata-se apenas de comida. Eles não se importam de se esconder e gostam mesmo é de tocar o terror. Disputam territórios com a Camarilla e ambos fazem uma verdadeira guerra de poder. Já os independentes, como o próprio nome sugere, preferem ficar de fora e ver as duas seitas se matarem. Eles só servem aos seus próprios princípios e por vezes podem seguir as inclinações de ambas as seitas sem se preocupar com isso.

Vampiro-a-mascara-7

Aqui eu poderia me alongar e falar um pouco sobre cada clã, mas acho melhor deixar para um outro post, né? Rs! Já deu pra ter um gostinho do que é o jogo? Não? Então me deixem criar uma situação para exemplificar: “você tem uma posição de respeito dentro de um dos clãs da Camarilla e descobre que um grupo do Sabbat chegou aterrorizando a sua cidade e existe até uma recompensa pela captura/morte desses arruaceiros… O que você faz? “ – pronto, com essa pergunta o jogo começa! xD

Vampiro a mascara 6

Sinceramente, lá se vão bons anos desde a ultima vez que eu joguei e sinto muita falta!

Alguém aí topa uma partidinha? xD

Minha fixação pelos Vampiros sempre me acompanhou em todas as vertentes possíveis. Como eu falei na coluna anterior – aqui, lembram? eu comecei na TV, com a Novela Vamp.

Vamp-3

Foi uma sequencia inevitável: Vamp – filmes – livros – jogos. Como já falei sobre o primeiro assunto, vou falar sobre os outros três, começando com foco no que foi o mais importante para mim em cada um deles. Hoje falaremos de filme, mais especificamente sobre “Entrevista com o Vampiro”.

Entrevista-com-o-Vampiro-1

O filme é homônimo de um livro da escritora Anne Rice no qual foi inspirado e conta a história do atormentado vampiro Louis (interpretado por Brad Pitt). Ele convida um jornalista para ouvir sua história e revelar ao mundo que os Vampiros existem. Quando consegue convencer o jornalista de que o assunto é sério, ele narra sua trajetória e conta um pouco sobre sua convivência com o responsável pela sua transformação, o “insensível e malvado” Lestat (Tom Cruise).

Entrevista-com-o-Vampiro-2

Esse filme foi extremamente marcante para mim, pois me jogou direto para dentro da literatura vampírica. E ele retrata os filhos da noite exatamente do jeito que eu considero “o certo”: eles morrem decapitados, queimados ou em contato com o sol, podem se alimentar sem matar, e para criar novos vampiros é necessário um processo complexo que envolve uma “troca sanguínea”. Fora que além da personalidade clássica de Louis do tipo sofredor (ohhh, não queria ser assim, isso é uma maldição, como sofro por ter que tomar sangue) existe o contraponto de Lestat, um cara perfeitamente contente com sua condição e que considera o vampirismo uma benção.

Entrevista-com-o-Vampiro-3

Além disso tudo, ainda tem a doce e amável Claudia, uma vampira transformada ainda criança e que apesar de crescer por dentro, acaba presa dentro de um corpo de criança durante décadas! A primeira vez que assisti a esse filme, aprendi a amar a Kirsten Dunst….. S2

Entrevista-com-o-Vampiro-4

Esse foi o primeiro longa que eu assisti onde a história do vampiro é vista através da perspectiva dele e não de um caçador ou qualquer coisa do tipo. O foco foi a vida de Louis e todo seu sofrimento. E para mim, é uma das melhores adaptações de livro para o cinema (ok, o personagem Armand, interpretado pelo Antonio Banderas tem na verdade 16 anos, mas isso é um mero detalhe… xP).

Entrevista-com-o-Vampiro-5

Entrevista com o Vampiro é um marco da história vampírica e pode ser considerado um dos clássicos do gênero. Está com certeza no meu TOP 3 da categoria e é o único que eu tenho o DVD e assisto toda vez que estiver passando na TV.

E vocês? O que acham desse filme?