Escolhidos para você

11 posts encontrados na tag princesas

A cada ano, a Disney se mostra preocupada em retirar a imagem de donzelas indefesas de suas Princesas. Um exemplo recente é o filme WiFi Ralph, onde a cena com as princesas traz um monte de ironias acerca desses estereótipos e ainda mostra que todas elas conseguem não apenas se defender, como também serem verdadeiras heroínas salvando homens grandões em perigo.

Mas, ao mesmo tempo, sempre que surgem novos visuais promocionais das mesmas, parece que sempre incluem mais e mais brilho. Pensando nisso, o ilustrador e cartunista David Trumble “princesou” 10 das maiores mulheres influentes do mundo moderno e contemporâneo, mostrando que princesas não precisam de glitter para serem inspiradoras. São personagens reais, mulheres corajosas, pioneiras em diversas alas, feministas que lutaram pela igualdade de gêneros. Cada uma recebeu o seu título – mais que merecido – de Princesa da Vida Real.

Marie Curie “Nobel Princess” – primeira mulher a ganhar um Prêmio Nobel;

Anne Frank “Diary Princess” – jovem vítima do holocausto;

Ruth Ginsburg “Supreme Princess” – primeira mulher judia a ser nomeada juíza na Suprema Corte dos EUA;

Harriet Tubman “Abolition Princess” – lutou contra a escravidão e racismo e pela inclusão de mulheres no sufrágio;

Malala Yousafzai “Defiant Princess” – jovem paquistanesa que luta pelos direitos da mulher;

Hillary Clinton “Princess 2016” – primeira senadora mulher a representar Nova Iorque e duas vezes listada como uma das 100 advogadas mais influentes dos EUA;

Jane Goodall “Jungle Princess” – britânica primatóloga, etóloga, antropóloga e mensageira da paz das Nações Unidas;

Gloria Steinem “Trailblazer Princess” – escritora, jornalista, ativista social e figura política norte-americana reconhecida como líder e porta-voz para a mídia do movimento da libertação das mulheres nos anos 60 e 70;

Rosa Parks “Equality Princess” – símbolo do movimento dos direitos civis dos negros nos EUA;

Susan B. Anthony “Suffrage Princess”– sufragista, abolicionista e ativista de reformas educativas e trabalhistas.

Obviamente, por ser norte-americano, o artista focou apenas em personalidades de sua nacionalidade e poucas estrangeiras. Mas aqui no Brasil nós temos muitas figuras femininas que mereciam um título de princesa! Marielle Franco e Maria Quitéria são alguns exemplos. Quem mais a gente deveria enaltecer? Deixem nos comentários!

Todo mundo já ouviu falar de algumas teorias por trás das grandes animações da Disney. Por causa dos diversos easter eggs já encontrados nos filmes, as pessoas começam a imaginar ligações entre uma história e outra.

Uma das teorias mais famosas foi elaborada há uns anos por um cara chamado Jon Negroni, na qual ele intitulou simplesmente de Teoria Pixar. O norte-americano afirma que todos os longas do estúdio acontecem no mesmo universo, o que significa que todos os acontecimentos em todos os filmes podem ter, ou não, consequência uns nos outros. É meio difícil de entender e, apesar de fazer bastante sentido, dá um nó enorme no cérebro! O texto original pode ser lido aqui, porém, o Canal Nostalgia criou um vídeo super bem explicado sobre o tema, o que dá uma facilitada na hora de entender esse assunto complexo:

Ainda sobre a Pixar, outra teoria de Jon Negroni se tornou viral na internet envolvendo Toy Story. De acordo com ele, a mãe do Andy é, na verdade, a Emily, antiga dona da boneca Jessie.

Tudo porque no segundo filme da saga, vemos Emily usar um chapéu cowboy idêntico ao de Andy, que por sua vez é uma reprodução do chapéu de Jessie. Visto que a turma do Woody é inspirada num desenho antigo, a mãe do garoto realmente poderia ter doado seus brinquedos na adolescência e, por ironia do destino, os mesmos foram parar no quarto do seu filho. O texto original, com imagens que provam a teoria, pode ser conferido aqui.

Agora vamos as teorias com as Princesas Disney!

Logo quando as primeiras imagens de Frozen foram divulgadas, muita gente reclamou do fato de Anna ser muito parecida com a Rapunzel, de Enrolados (2010). Pode ter sido proposital, pois quando a animação estreou, todos repararam na presença da própria Rapunzel e seu marido Flynn Rider na cena em que a coroação de Elsa estava sendo preparada.

Isso já foi suficiente para diversas teorias pipocarem por aí. A primeira conta que as irmãs Elsa e Anna seriam primas de Rapunzel por parte de mãe – ou seja, as Rainhas de Arendelle e de Corona seriam irmãs.

A partir daí, muitos outros pontos foram ligados.

Começando pelo início (duh!)… A história de Enrolados se passa num reino fictício chamado Corona, e Frozen em Arendelle. Porém, podemos dizer que, já que Enrolados foi inspirado no conto de Rapunzel, que se passa na Alemanha, e Frozen fora baseado em Rainha do Gelo, que se passa na Noruega, então ambas histórias se passariam nessas respectivas regiões.

Os pais de Elsa e Anna morreram numa trágica tempestade que naufragou o navio que levava os dois. O filme não diz o lugar exato de onde eles estavam indo, mas levando em conta que esse acontecimento foi 3 anos antes dos acontecimentos do filme, sugere-se que o casal estava indo para Corona para prestigiar o casamento de Rapunzel e Flynn. Isso explica o fato de, três anos mais tarde, Rapunzel ter aparecido na coroação de sua prima Elsa, como um gesto de condolência e apoio.

Agora, indo mais longe… A história de A Pequena Sereia foi escrita originalmente pelo mesmo autor de Rainha do Gelo, Hans Christian Andersen, e se passa na Dinamarca. O país fica bem entre a Noruega e a Alemanha, portanto, faria muito sentido se o navio que Ariel explora no início de seu filme fosse, na verdade, o navio que levava os pais de Elsa e Anna!

Também existe a teoria que os pais de Elsa e Anna sobreviveram ao naufrágio e foram parar na África, dando a luz, mais tarde, ao Tarzan. Eu, particularmente, acho essa forçada demais, kkkk. Mas por incrível que pareça, logo essa foi confirmada pelo diretor de ambas as animações, Chris Buck, em uma entrevista para a MTV:

“Quando você está trabalhando em um novo projeto, você tem muito tempo para pensar sobre coisas, porque leva quatro anos para fazer. Então pensei em juntas as duas história. É claro que os pais de Anna e Elsa não morreram. Sim, houve um naufrágio, mas eles estavam no mar mais tempo do que pensamos porque a mãe estava grávida, e ela deu à luz no barco, a um menino. Eles naufragaram, e de alguma forma eles realmente foram parar muito longe das águas escandinavas, e acabaram parando na selva. Eles constroem uma casa na árvore e são mortos por um leopardo, por isso seu bebê é criado por gorilas. Na minha pequena cabeça, o irmão de Anna e Elsa é o Tarzan… Esse é o meu pequeno mundo divertido. Esse é o espírito da Disney.” – Chris Buck

E você, o que acha dessas teorias? Concorda com elas? Conhece mais alguma? Deixe sua sugestão nos comentários!

Semana que vem, mais precisamente no dia 3, os cinemas brasileiros recebem a nova animação da Disney, WiFi Ralph – Quebrando a Internet, que é a sequência de Detona Ralph, de 2012. Enquanto o primeiro longa é ambientado em video-games antigos, o segundo traz os personagens desbravando a internet. O grande destaque fica por conta de uma cena em particular com as Princesas Disney. Todas elas aparecem em novos visuais e também com seus vestidos tradicionais quando Vanellope e Ralph visitam o site Oh My Disney, que é o blog oficial da Disney.

E é claro que aproveitariam todo esse hype para lançarem novas bonecas colecionáveis, né?! Por enquanto, duas coleções já chegaram as lojas, ambas retratando as princesas em suas roupas casuais. Trata-se das bonequinhas Rock Candy, da Funko, e de uma box oficial da Disney Store que vem todas elas juntas.

Como diriam as blogueiras, infelizmente a box da Disney Store não vende no Brasil. E ela também não inclui a Elsa e a Anna, pois as irmãs de Frozen, apesar de aparecerem em WiFi Ralph, não fazem parte da franquia Disney Princesas, e sim da própria franquia Frozen.

Já as bonequinhas Rock Candy podem ser facilmente encontradas a venda online, pois são fabricadas pela Funko. Na CCXP, muitos estandes estavam vendendo! A parte ruim é que algumas delas, como a Pocahontas, a Branca de Neve, a Elsa, a Anna e a Aurora, são exclusivas de lojas ou convenções norte-americanas ou são edição limitada (uma tática muito usada pela Funko), e isso significa que essas, em particular, são mais caras por serem raras. Os preços variam de vendedor para vendedor.

A Funko é mais conhecida pelos seus bonecos cabeçudos, popularmente chamados de Funko Pop!, e eu posso estar enganada, mas se eles lançaram as princesas na linha Rock Candy, é bem capaz de, em breve, termos as mesmas na linha Pop. Meu coração espera que eu esteja certa, mas meu bolso prefere que seja apenas uma ilusão, hehe!

As Princesas em looks casuais tá fazendo tanto barulho que, além das bonecas, a Disney Store está lotada de produtos em seu catálogo com as estampas que elas usam em suas roupas. E já que não entregam para o Brasil, a gente te ajuda disponibilizando todas as estampas para que você possa personalizar seus próprios artigos! De nada <3