Escolhidos para você

16 posts encontrados na tag playstation

Na sexta feira passada tivemos um dos lançamentos mais aguardados de 2020 do primeiro semestre. Saiu o remake de Resident Evil 3, jogo clássico da franquia que tem um dos personagens mais amados dos games, o Nemesis. Joguei o jogo e venho contar para vocês o que eu achei.

O jogo é ambientado ainda em Raccon City, mesmo cenário de remake do Resident Evil 2, como já sabemos, porém agora vamos ter acesso a outros lugares que não fomos nem com Leon e nem com a Clair.  Agora vamos jogar na pele de Jill Valentine e Carlos (o BR do jogo, VAI BRASIIIL) Para quem jogou a primeira versão do jogo vai notar algumas diferenças, sendo ela a mais obvia e gritante os gráficos. Não tem o que falar dos gráficos, o jogo esta incrível! Muito bonito em todos os sentidos, as personagens são super realistas (inclusive acho que a Jill esta a cara da Mila Jovovich, seria isso uma coincidência ou uma homenagem??), o Nemesis então, nem se fala, o bicho da medo! Agora, uma coisa que eu não pude deixar de notar é como zuaram o cabelo do Carlos… coitado.

A ambientação do jogo é bem legal, as musicas ajudam a criar o clima de tensão nos momentos certos, ou de desespero, quando o Nemesis esta te perseguindo, e uma diferença bem grande do remake é que o Nemesis agora esta no seu pé desde os 5 primeiros minutos do jogo, o que deixa tudo mais tenso, o que só acontecia no meio da primeira versão. Explorar os cenários agora se tornou uma tarefa bem mais tensa. De uma certa forma, podemos ver que a Capcom percebeu o que deu certo no remake de R.E 2 e trouxo melhorias e novas mecânicas para essa nova versão de R.E 3. a esquiva é a grande novidade que também foi apresentada na primeira versão do jogo. Porém o inventário desse jogo é menor, o que te obriga a pensar muito bem no que vai ficar carregando por ai.

A maior mudança mesmo veio na história do jogo, como disse ali em cima o Nemesis agora te persegue desde o começo, além de que o jogo passou por alguns cortes, onde áreas antigas foram removidas e algumas novas foram adicionadas, o que vai de encontro com a promessa que a Capcom fez logo no início dos anuncio, que esse remake seria uma reimaginação do jogo original, então era de se esperar que algumas alterações fossem acontecer mesmo. Porém várias pessoas, e eu também sentimos falta de mais puzzles, que sempre foi uma marca bem improntante da franquia, além da cena da torre do relógio, que nessa versão é apenas um pano de fundo.

Uma das maiores reclamações, é que em comparação com o remake do 1 e do 2, esse jogo veio bem menor que os outros. Em 4-5 horas você consegue zerar o jogo com tranquilidade. Esse foi um fator que não agradou muito os fãs. Porém para uma nova geração de fás que vem crescendo com o lançamento do remake ele deve ser bem satisfatório. O jogo esta disponível para todas as plataformas (Playstation, C-box One e PC) e esta na faixa dos 249,50 e R$ 129,99 (esse último para pc)

 

O que você achou do jogo?

 

 

 

A Square Enix recebeu um pouco de hate por ter adiado o lançamento do Remake de Final Fantasy VII, um dos jogos mais aguardados do ano. Mas para não deixar os fãs na mão, eles soltaram uma demo gratuita para todos que estão aguardando ansiosamente, o os que estão curiosos a respeito desse clássico dos jogos. Eu joguei a demo e vim contar para você tudo que eu achei.

Primeira consideração que eu gostaria de fazer é: Prepare seu PS4, por que esse jogo vai ser PESADO! Sim, a demo já me pegou um monte de espaço e o jogo completo estará com 100GB, ou seja, vale a pena dar uma limpada no ps4 se você esta pensando em comprar o jogo inteiro.

Em relação ao jogo, ele esta simplesmente incrível! A demo tem mais ou menos 1 hora e 15 minutos, e sério, jogando parece que foram apenas 15 minutos! a jogabilidade esta sensacional, muito confortável, é possível   trocar de personagem no meio das batalhas (Cloud ou Barret), e eu achei que fosse muito complexo isso, mas é muito fácil e não fica nada confuso! Na temos fazemos o primeiro assalto e Shinra Company, então é bastante ação e um boss fight bem legal!

Os gráficos nem preciso falar né! tudo lindo demais, melhor que o filme Advent Children. Estão bem parecidos com FF15. Então se você parar para observar os detalhes, vai se surpreender. Um ponto que me deixou um pouco chateada foram as musicas. Sei que estão remixadas, mas senti um pouco de falta das musicas clássicas, ou delas se parecerem um pouco mais com as antigas. Mas nada que atrapalhe a jogabilidade.

A demo veio só em inglês, que foi o ponto que eu menos gostei. Espero que o jogo venha com opção de áudio, por que eu gosto de jogar esses jogos em japonês, apesar da dublagem em inglês não estar tao ruim, prefiro o áudio original!

 

Me conta ai o que você achou da demo e o que espera para o jogo final.

Os jogos grandes não estão com nada ultimamente, o interessante agora é cavar as lonjas virtuais, seja ela no Playstation ou no X-Box. A descoberta do mês foi Hollow Knight. De inicio me pareceu um jogo bem simples, uma jogabilidade até que simples, e no formato plataforma. Mas é ai que as coisas ficam melhores.

Desenvolvido pela Team    Cherry (que é composta por 3 pessoas) Hollow Knight é um jogo extremamente profundo com uma história sensacional e um mapa pra á de grande. A história é contada aos poucos e não sabemos no nome do personagem com quem jogamos, no começo do jogo a única informação que temos é que existe uma infeção na cidade e que ela precisa ser contida. Ao longo do jogo, vamos descobrindo mais sobre a história daquele mundo, sobre a infeção e também da história do nosso personagem.

É muito importante que você vasculhe casa centímetro do mapa pelo menos duas vezes, pois cada nova visita é uma nova informação descoberta. O jogo vai te dando novos poderes ao longo dele, e inclusive umas das coisas que mais me deixou intrigada, foi que mesmo o mapa e seus itens devem ser conseguidos. O design do jogo é de tira o folego, e cada cantinho do jogo conta com um detalhe único.

A história é bem complexa, e você não vai entender ela logo de cara, pois vem fragmentada e um pouco fora de ordem, mas se esse é o seu estilo de jogo, continue jogando que aos poucos as peças vão se encaixando e tudo começa a fazer sentido, e então vemos como esse mundo é muito maior do que ele se projeta de inicio para nós. Curiosamente o jogo foi feito a partir das mecânicas de jogo que os criadores queriam e a história foi aplicada depois.

O jogo esta disponível para todas as plataformas e eu super recomendo que você vá explorar esse mundo novo.