Escolhidos para você

3 posts encontrados na tag Paramount Pictures

No último dia 29, estreou nos cinemas a nova comédia da Paramount Picures: De repente uma família, e o Pausa Para Nerdices foi convidado para assistir e contar para vocês o que achamos dessa produção com gostinho de programa de família!

Pete e Ellie, vividos pelos atores Mark Wahlberg e Rose Byrne, são um casal jovem, apaixonado e bem sucedido! Em resumo: são muito felizes. Eles acreditam que nada falta na vida deles até que começam a se perguntar: está na hora de termos filhos? Eles decidem adotar uma criança e ao procurar um curso para “futuros adotantes” acabam indo parar em uma feira destinada a proporcionar encontros entre crianças disponíveis para adoção e futuros pais. Lá eles acabam se encantando pela adolescente de gênio forte Lizzie, vivida com maestria pela atriz Isabela Moner, e decidem adotá-la, porém Lizzie tem um pequeno “pacote” que vem junto com ela, seus irmãos menores: o medroso Juan (Gustavo Queiroz) e a pestinha, Lita (Julianna Gamiz). Em um piscar de olhos, o que era pra ser uma experiência nova e encantadora se torna um pequeno pesadelo, onde Pete e Ellie precisam aprender muito mais do que ser apenas pais, eles precisam aprender a conquistar a confiança das três crianças para que a paz volte a reinar no seu lar perfeito!

Comédias com uma pitada de romance não são bem o meu tipo preferido de filme, por isso, acredito que eu tenha sido a melhor escolha para escrever uma crítica sobre De repente uma família! Não sou muito de me derreter à toa, mas esse filme conseguiu superar todas as minhas expectativas mais ambiciosas! Na contramão de comédias do tipo pastelão, o filme traz uma realidade baseada na vida real, pois, vários fatos foram inspirados na vida do diretor e roteirista, Sean Anders, e é tão tão tão realista que você, mesmo não sendo mãe nem pai, se identifica muito quando diz respeito a crianças em todas as fases da vida!

Das cenas cotidianas sobre as birras intermináveis da pequena Lita, reações exageradas de Juan, toda a negação e rejeição à adoção por parte da adolescente Lizzie, uma família que se mete mais do que deveria e dois pais de primeira viagem que não fazem a menor ideia do que estão fazendo para lidar com três momentos emocionais tão diferentes, você passa por momentos onde ri muito, se perguntando se você também teria comprado a boneca para a Lita parar de chorar ou sido tão dura com a Lizzie, e momentos onde você chora de mais (#real #oficial), pensando como seu coração se despedaçaria e se derreteria por cada momento chave do filme. É a melhor montanha russa emocional que eu já fui! Hahahah

Equilibradíssimo entre o drama das crianças com a mãe biológica, e dos pais adotivos que estão tendo dificuldades com como lidar com essa situação nova e as peripécias de cada uma das três personalidades super diferentes, o filme consegue te fazer rir ainda com lágrimas nos olhos e te fazer chorar enquanto ainda está rindo! Minhas salvas de palmas para o diretor, pois, esse equilíbrio tão gostoso e natural exemplifica perfeitamente o que deve ser estar na situação de Pete e Ellie: divido sempre entre momentos tristes, emocionantes e felizes! Sem nunca querer parar (mesmo quando você pensa que ser parar!). Os pontos mais engraçados são sempre os que todos estão juntos (ou as seções em grupo com os pais adotivos!), com menção honrosa para Juan, que na sua inocência descabida comete cada deslize que você mal consegue acreditar! Mas que aposto que conhece uma criança assim como ele, e se não conhece é porque provavelmente essa criança que fazia tudo errado era você! hahaha

Tenso nos momentos certos, com pitadas de suspense e surpresa, o filme consegue ser tão realista que não tem como não gostar! Fala das dificuldades pelas quais passam tanto os pais adotivos, na adaptação das crianças, quanto das crianças, principalmente aquelas que ainda tem pais biológicos vivos e que foram retiradas deles por motivos de segurança, como é o caso de Lizzie e seus irmãos e fala também sobre a dificuldade em se conseguir uma lar adotivo para adolescentes e como isso é essencial para a formação dos mesmos, essa rede de apoio chamada família que quando temos não damos o devido valor!

Entre ensinar limites para uma pequena de gênio forte, convencer um jovem rapaz que tudo bem errar as vezes e “deixar ir para o mundo” uma adolescente que você mal pôde proteger ou instruir, De repente uma família te mostra tudo pelo qual cada pai passa, sejam pais biológicos ou não, apenas agravado pelo fato que que pais adotivos não tiveram uma vida inteira dos filhos para errar e acertar, e tudo vem de uma vez só! Mas Pete e Ellie acabam entendendo que uma família é muito mais do que pais que mandam e filhos que obedecem! Eles aprendem tanto com os três novos filhos quanto às crianças com eles e isso torna o filme tão inspirador e emocionante.

E ai, ficou curiosos para saber os mil casos de família que essa delícia de comédia tem? Gostam desse tipo de filme? Eu fiquei mais do que encantada! <3

Obrigada Pelo convite, Paramount Pictures, eu adorei! 😀

A Paramount Pictures e a Bad Robot anunciaram hoje que adquiriram os direitos de adaptação para os cinemas do anime japonês “Your Name”. As duas trabalharão em conjunto com a produtora responsável pela animação original, a Toho Co., Ltd., para desenvolverem uma versão live-action da história que cativou o publico no mundo todo.

Your Name” é uma história original criada, escrita e dirigida por Makoto Shinkai. O anime conta a história de um garoto e uma garota adolescentes de diferentes origens, que descobrem que podem trocar de corpos. Eles ficam desesperados para cruzar o espaço e o tempo e achar uma maneira de se encontrarem e impedir um desastre iminente.

O time da Bad Robot será encabeçado por J.J. Abrams e Lindsey Weber, juntamente com Genki Kawamura, produtor do anime original. Eric Heisserer, roteirista e diretor indicado ao Oscar por “A Chegada”, assinará o roteiro.

Se você nunca ouviu falar de Your Name, vou te contar porque ele é tão importante: desde o seu lançamento em 2016, o longa se tornou o filme de animação de maior arrecadação nas bilheterias mundiais, rendendo mais de US$ 355 milhões. Então, da pra esperar coisas boas do filme nas mãos de J.J. Abrams.

O projeto ainda está na fase inicial e deve demorar para ficar pronto, mas a animação deve chegar aos cinemas brasileiros no começo do mês que vem.

Eu já fico aqui ansioso e torcendo para que a versão hollywoodiana seja tão incrível quanto a original!

E vocês? O que esperam do filme de Your Name?

Planejar viagem para a Disney é coisa do passado! Ou será a partir de 2020. Pelo menos é o que pretende a London Resort Company Holdings, que está construindo um complexo chamado de Resort Paramount Pictures, um parque de 3,6 km² que promete combinar o glamour Hollywoodiano com o melhor da cultura britânica.

Parque-Dr.-Who1

Mas porque isso vai ser tão legal a ponto de merecer tanto destaque aqui no PPN? É que a London Resort firmou um acordo com a BBC e com o estúdio Paramount Pictures, conseguindo assim o direito de exploração de imagem dos seriados Sherlock e Dr. Who e de filmes como Missão Impossível, Star Trek, Shrek e Transformers.

Parque Dr. Who 327

Sério, você consegue imaginar um parque temático misturando Dr. Who, Star Trek e Transformers? E pelo visto, o negócio vai ser muito bem feito, pois a empresa está desembolsando mais de 2 bilhões de libras na construção do complexo.

Parque-Dr.-Who2

O Resort Paramount Pictures está sendo construído na península Swanscombe, na província de Kent, Reino Unido, há 40 quilômetros de Londres. Além das atrações principais do parque, o plano é que ele ainda abrigue um teatro, mais de 5 mil quartos de hotel e atrações aquáticas.

Parque-Dr.-Who3

E como parte do acordo, os atores que interpretam os personagens das séries Doctor Who e Sherlock Holmes também devem marcar presença no complexo vez ou outra.

Mickey que me desculpe, mas… Já dá pra comprar pacote pro RPP em 2020?