6
dez
2017

Crítica: Dark (série da Netflix)

Postado em | Crítica, Netflix, Resenhas, Série, TV

Vocês lembram quando eu falei, nesse post aqui, sobre uma nova série original Netflix que tinha uma pegada Stranger Things chamada Dark? Pois bem, ela já saiu, eu já maratonei e agora vou contar pra vocês o que eu achei da primeira temporada!

Caso vocês não se lembrem, segundo a sinopse, o desaparecimento de duas crianças na pequena cidade alemã de Winden abre um abismo que muda completamente o conceito de tempo. A pergunta não é quem sequestrou as crianças… mas quando.

Vamos por partes… Acho que a primeira coisa a deixar claro aqui é que a série não tem muito a ver com Stranger Things. Ela tem cenas fortes e situações bem complexas que não dá pra qualquer idade assistir. Além disso, você precisa estar familiarizado com termos como Buraco Negro, Buraco Branco e Buraco de Minhoca e mesmo assim vai fritar uns miolinhos pra tentar entender tudo o que esta acontecendo.

Não foi nem uma, nem duas e nem três vezes que eu e minha digníssima demos pause pra discutir alguma cena e tentar entender o que se passava. E a forma como eles conduzem o começo da série não ajuda muito. Os personagens principais e suas famílias são todos introduzidos de uma vez e você fica meio perdido até conseguir identificar quem é filho, tio, irmão e parente de quem.

Mas depois que engrena, meu amigo…. O negócio é bem viciante. A série te prende e você fica tentando adivinhar quem é quem, que não é quem diz que é e quem não pertence ao lugar que está. E esse exercício de tentar entender a série é legal demais. Ela é complexa, mas felizmente, as respostas vão aparecendo ao longo da temporada.

Só tem uma coisa que me deixou um pouquinho decepcionado. Pelo menos ate agora, ninguém revolucionou nada sobre o conceito de tempo. Eles trabalham com viagens no tempo de forma bem tradicional até, dentro do que eu gosto de chamar de tempo cíclico – o mesmo tipo de viagem no tempo que vimos em Harry Potter por exemplo.

Claro que foi só a primeira temporada e muita coisa ainda pode mudar. E eu espero que trabalhem isso nas próximas temporadas. Mas se vocês querem uma boa série de ficção pra assistir, com uma pegada mais adulta e que vai te exigir um pouco de reflexão, Dark tem que estar entre as suas próximas escolhas.

Um detalhe: eu já assisti filmes em alemão e isso não me incomoda. Mas a Bru estava achando muito estranho, então o que fizemos? Deixamos a legenda em Português e mudamos o áudio pra inglês. Então, fica a dica caso a lokale klassische sprache esteja atrapalhando vocês!

Dark já tem os 10 episódios da primeira temporada disponíveis na Netflix e eu super recomendo!

Mais alguém já assistiu?







4
dez
2017

Altered Carbon, a nova série de Ficção Científica da Netflix

Postado em | Netflix, Série, TV, Vídeos

E aí, meus queridos? Como estão suas séries do Netflix? Estão em ordem, né? Porque aqui vem mais uma que a gente vai ser obrigado a assistir.

Altered Carbon tem aquela pegada clássica de ficção científica que a gente quase não gosta e já está na minha lista de séries que estou esperando ansiosamente que entre no catálogo para maratonar! Quer entender o motivo? Olha o trailer:

De acordo com a sinopse, a sociedade foi transformada pela nova tecnologia: consciência pode ser digitalizada; corpos humanos são intercambiáveis; morte não é mais permanente. Takeshi Kovacs é o único soldado sobrevivente em um grupo de guerreiros interestelares de elite que foram derrotados em uma revolta contra a nova ordem mundial. Sua mente foi presa, “no gelo”, durante séculos até Laurens Bancroft, um homem impossivelmente rico e muito vivido, oferece a Kovacs a oportunidade de viver novamente. Em troca, Kovacs deve resolver um assassinato … o do próprio Bancroft.

Vale ressaltar que Altered Carbon é baseada em um livro, um romance escrito por Richard K.Morgan. Esse romance inclusive é o primeiro de uma trilogia, então podemos esperar que se a série for bem, teremos bastante material pra ser adaptado em futuras temporadas!

A história é bacana, a produção parece bem feita e acho que tem tudo pra fazer sucesso!

Altered Carbon estreia dia 2 de fevereiro na Netflix e você pode saber mais informações no site oficial do seriado clicando aqui.

Estou bem animado! E vocês?







28
out
2017

Tudo o que você precisa saber sobre a nova temporada de Stranger Things

Postado em | Clay Oliveira, Série

Olá pessoal, aqui é a Clayci. Como vocês estão? Já finalizaram a segunda temporada de Stranger Things? Passei o dia maratonando a série e vim trazer as minhas impressões aqui no Pausa Para Nerdices. Mas caso você ainda não tenha assistido, fique tranquilo, pois não soltarei nenhum spoiler comprometedor.

O final da primeira temporada deixou vários questionamentos. Finalizamos a série especulando o que teria acontecido com Eleven (Millie Bobby Brown), porém não ficamos sabendo de fato o que ocorreu depois de explodir o demogorgon. E tivemos a volta do pequeno Will (Noah Schnapp). Ele foi resgatado, contudo deixou claro que trouxe algo do mundo invertido com ele (já que na anterior terminou com ele vomitando uma criatura estranha, vocês se lembram?).

Entretanto por mais que Will tenha voltado ao mundo real ele continua tendo visões do Mundo Invertido (e dessa vez essas visões estão mais fortes) e por conta disso teve que ser submetido a um tratamento e vive em observação por causa das suas crises. Mesmo assim ele tenta retomar a sua rotina ao lado dos seus amigos (Dustin, Lucas e Mike), mas não está sendo fácil; Sua mãe está mais protetora do que nunca e quase não dá espaço e além disso ele começou a sofrer bullying no colégio.

Eleven também está de volta, mas não estará tão presente na turma. Nessa temporada ela terá sua jornada individual. Ela quer conhecer mais sobre o seu passado e por isso vai atrás de respostas. E enquanto tudo isso acontece, o xerife Hopper (David Harbour) investiga algo inexplicável: as plantações locais estão apodrecendo estranhamente.

É claro que eu não vou entregar o mistério principal, porém preciso comentar sobre os personagens que foram introduzidos nessa temporada. A turma ganhou uma nova amiga chamada Max interpretada por Sadie Sink (inclusive foi ela que deu o nome do primeiro episódio “Mad Max”) e apesar de ter um jeito de durona é fácil se apaixonar por ela. Ao contrário do seu irmão, Billy (Dacre Montgomery), que entrou para causar e ser inconveniente.

Provavelmente a família de Max será melhor explorada na próxima temporada. Nessa, mesmo os produtores não focando neles, deu para sentir o clima pesado na residência deles. Billy é agressivo, mas possui o mesmo temperamento do pai (que deixa claro o tema: violência doméstica).

Temos também o eterno gonnie (alguém se lembra desse filme?) Sean AstinEm Stranger Things ele é o personagem Bob Newby e aparece como namorado da Joyce (Winona Ryder). E é claro que tinha que ter essa referência, não é mesmo? Só achei que o papel dele foi pouco aproveitado, pois só conseguimos entender a sua importância perto do final.

Há também uma outra personagem muito importante – que será apresentada logo no primeiro episódio – mas não irei falar a respeito para não estragar a surpresa. Mas posso dizer que ela é poderosa!

Deixando os novatos de lado é importante citar o amadurecimento de alguns personagens que já conhecemos bem. Nancy (Natalia Dyer) mudou bastante e foi muito bom vê-la tomando a frente em várias situações. E se você for fã da Barb (como nós) saiba que ela não foi esquecida.

A turma continua unida como sempre, mas como estão na fase de descobrimento há alguns atritos. Mike (Finn Wolfhard) não aceita Max no grupo logo de cara. Já Dustin (Gaten Matarazzo) e Lucas (Caleb McLaughli) fazem de tudo para chamar a atenção dela. Will tenta mostrar que está bem para todos, mas fica nítido o peso que carrega dentro dele.

Enfim, vou parar por aqui porque eu acho que já falei demais e já deu para ter uma pequena ideia do que essa fase promete. Eu gostei bastante da segunda temporada de Stanger Things e confesso que estou curiosa sobre como será a terceira. Admito que achei um episódio completamente desnecessário e houve alguns personagens que foram pouco explorados (quero acreditar que tenha sido proposital).

E o que falar da fotografia? Ver a preocupação em manter o ambiente nostálgico, com efeitos e tons leves é incrível. Deve ser muito difícil usar a tecnologia que temos hoje, para ambientar algo antigo. E só para te deixar com mais vontade de assistir, nessa temporada teremos referências como: Ghosts Busters, Tubarão, Punky Brewster, Exterminador do Futuro, ET…

Assista o trailer de Stranger Things 2

E conte nos comentários o que você achou dessa temporada.

Beijos

Siga a Clay nas redes sociais

BlogSai da Minha Lente
Facebook: www.facebook.com/saidaminhalente
Instagram: @clayci