Escolhidos para você

3 posts encontrados na tag metal

Faz tempo que não falamos de pokémon por aqui né? xP! Mas é que dessa vez, o assunto merece ser abordado! Estava eu aqui navegando pela internets da vida e achei uma versão dos monstrinhos de bolso que preciso compartilhar com vocês!

pokemons_hibridos_metal (8)

Um site chamado Frame Wars criou uma versão muito badass de alguns monstrinhos como híbridos de metal, ou seja, eles ganharam uma armadura metálica personalizada! O site criou uma história onde, depois de um cataclisma cósmico, uma substância metálica alienígena chamada Terranium se fundiu com o animais existentes no planeta criando a Neo Terra.

frmewars pokemon armadura metalica

Por isso, cada pokémon que existia antes ganhou um tipo de armadura muito legal e super poderosa para batalha nesse novo mundo. Confiram:

pokemons_hibridos_metal (1)

Se liga nesse Blastoise! BLASTOISEEEEEEEEEE! O bicho ficou ultrapoderoso! Eu teria medo de ver isso saindo/arrebentando uma pokébola.

pokemons_hibridos_metal (2)

Charizard ficou incrível com essas asas irregulares! Legal foi que conservaram a chama na ponta do rabo, marca característica da espécie durante todos os estágios da evolução.

pokemons_hibridos_metal (3)

Se liga no tamanho do venussauro! E eu nem quero saber o que sai desses tentáculo ai!

pokemons_hibridos_metal (4)

Gyarados ficou até que bem parecido, só que mais Overpower! Notem o detalhe da cauda, ficou bem legal.

pokemons_hibridos_metal (5)

Não sei o que dizer, apenas sentir… Medo! Essa coisa ai que chamaram de Mewtwo é tensa!

pokemons_hibridos_metal (6)

Lá se foi a fofura do Lapras! Agora ele é um pokémon arrancador de cabeças!

pokemons_hibridos_metal (7)

E até mesmo o Snorlax conseguiu ficar badass! Pois é, na Neo Terra não tem mais espaço para os dorminhocos! 

E ai curtiu essa nova versão dos pokémons? Qual o seu favorito??

Imagina a cena: uma multidão corre como se não houvesse amanhã diretamente ao encontro de uma haste de metal que gira no meio de um pátio. O que acontece?

idiotas-correndo

Um vídeo com esse quadro está rodando a internet desde o fim de outubro e as imagens são demais!! Muita gente afirmou que o vídeo é fake, outros acham que é verdadeiro e ainda formulam diversas teorias: trata-se de uma metáfora para o capitalismo selvagem do mundo atual? Talvez represente a futilidade existencial? Seria a comprovação de que o ser humano não tem medo, se bem motivado? Ou que estamos prontos para qualquer batalha, mesmo que impossível de vencer? É a formalização do ditado: “pessoa mole em haste dura, tanto bate até que…. se esborracha”? Confiram o vídeo:

Na verdade, isso não passa de uma animação chamada “I’ve fallen, and I can’t get up!”(algo como “eu caí e não posso levantar”), do artista Dave Fothergill. David é responsável pelos efeitos visuais de alguns documentários da National Geographic.

idiotas-correndo-2

O mais legal é que outro artista, Andy Baio , com o intuito de melhorar o vídeo original, criou uma versão alternativa com trilha sonora aleatória (as duas vezes que eu assisti, dei sorte! Peguei com Jump e Footlose! xD) e acrescentou um efeito de pessoas gritando. Você pode acessar essa obra de arte clicando aqui!

idiotas-correndo-3

Agora o que realmente interessa: qual é a verdadeira motivação por trás disso tudo? Nenhuma! Isso mesmo, é apenas uma multidão de idiotas que correm em direção a uma haste de metal.

Por mais frustrante que pareça, nem tudo no mundo tem que significar alguma coisa…. Certo? xD

Por Felipe Takeo

Olá classe! Tudo joia com vocês, crianças?

os-nerds-e-a-musica-1

Hoje vamos discorrer sobre um assunto que eu particularmente gosto muito! Música! Por hora, falarei um pouco dos gêneros que mais são conhecidos.

Como já disse Nietzche “A vida sem música seria um erro” e, mais uma vez, eu concordo com esse maluco.

Independente do gosto, antes de qualquer coisa, respeito é sempre bom e mantém os dentes no lugar. Pense nisso antes de falar que algum tipo de música é uma bosta.

Ah, a relação com os “nerds” vem depois, vamos por partes desta vez.

os-nerds-e-a-musica-2

Eu, como bom adolescente revoltado que fui, ouvi muito Metal e Punk durante essa fase complicada da vida. Ainda ouço e gosto muito, mas minhas fronteiras estão beeeem ampliadas hoje em dia. Já digo que musica clássica e Blues são meus favoritos.

Blues é meu amor, e o Rock minha amante safada.

os-nerds-e-a-musica-3

O Heavy Metal começou com o Black Sabbath nos anos 70, e de lá pra cá convergiu e divergiu em muitos outros ramos, cada qual com seu expoente e sua fase.

Textos sobre eles existem aos milhares, não vou discutir isso. Sou muito fã de Helloween, Pantera e Slipknot.

os-nerds-e-a-musica-4

Um estilo que ouvi muito foi Sertanejo, e se quer saber, eu gosto. Ouvi muito, talvez porque moro no interior, e sempre tinha apresentação do Tonico e Tinoco perto de casa. Ou quando estava aprendendo a desenhar, a avó do meu professor só ouvia moda de viola na rádio. Chitãozinho e Xororó, Leandro e Leonardo, Gino e Geno, Milionário e José Rico, todos esses cláááássicos do interior heheheh! Sertanejo Universitário, que é mais pra arrocha do que pra Sertanejo, nem quero discutir também.

Só acho que mulher gosta de sanfona, deve ser algo genético ou místico.

os-nerds-e-a-musica-5

Outro estilo que fui começar a gostar depois da adolescência foi o RAP. Todo o movimento Hip-Hop foi uma das mais gratas “descobertas“, que além de conhecer um estilo musical forte me permitiu ver outra realidade além da minha. Vale ressaltar que o grafitti, o break e o modo de vestir também são parte do Hip-Hop.

O movimento negro que começou nos anos 60, com o ativismo do Malcolm X e Martin Luther King, abriu espaço para mais uma vez os negros ditarem o mundo da música, influenciando na Disco, que mais tarde com suas batidas, se juntaram aos mixers stereos do gueto e rimas criando assim uma linguagem musical com atitude e protesto, conhecida hoje como RAP (Rhythm And Poetry). Atualmente ouço muito Criolo e MC Marechal, recomendo muito.

os-nerds-e-a-musica-6

Agora vou voltar a falar de blues! Por que mais uma vez? Por causa da sua importância histórica.

Esse estilo de música triste (daí o nome Blues, de triste, melancólico) começou com a lamentação dos negros escravos africanos levados para o EUA, mais especificamente na região delta do rio Mississipi no estado da Louisiana, sul dos Estados Unidos. Um dos estilos de música mais lindos (na minha opinião) e que tem muita força e sentimento. A lista dos meus ídolos do blues é extensa, começando com Eric Clapton, Robert Johnson, Stevie Ray Vaughan, Howlin’ Wolf e obviamente B.B. King. Assim, o nascimento desse ritmo, anos depois, vai influenciar o Jazz e no Soul, e principalmente um garoto de Memphis (que merecia um texto só pra ele, afinal ele é o Rei) e começar o Rock and Roll.

os-nerds-e-a-musica-7

E vamos terminar por aqui, o resto vem na parte dois do texto!