Escolhidos para você

27 posts encontrados na tag mangá

Sim, elas estão chegando! De acordo com a revista japonesa Champion Red, Saintia Shô, o spin-off de Cavaleiros do Zodíaco, chegara as telinhas japonesas ainda em dezembro desse ano.

A série é baseada no mangá Saint Seiya: Saintia Shō escrito e ilustrado por Chimaki Kuori, publicado pela editora Akita Shoten na revista Champion Red e apresenta uma nova classe de guerreiras de Athena conhecidas como Saintia – diferentes das guerreiras que apareciam no trabalho de Kurumada, chamadas de Amazonas. As Saintia são a Guarda pessoal de proteção à Athena, e só são vistas protegendo-a, por isso são consideradas lendas para os outros Cavaleiros.

Até o momento, a Toei Animation não confirmou se teremos um lançamento internacional, mas sabemos que o anime será transmitido através do serviço de streaming Animax on PlayStation.

Mas para criar um canal oficial de divulgação, a empresa lançou um site – nesse link aqui – onde deverá anunciar todas as novidades. De cara, já divulgaram imagens promocionais, o logo do desenho e quem serão as dubladoras das personagens principais.

Aina Suzuki dublara a protagonista Shoko de Cavalo Menor, M・A・O será Kyoko, Inori Minase viverá Saori Kido e Megumi Nakajima dará voz a Mii de Golfinho.

Eu já estou muito ansioso esperando por essa estreia!

E vocês?

A notícia da vez é o retorno do anime Super Campeões, ou pelo nome original: Captain Tsubasa. Isso mesmo, o famoso (e por que não, nostálgico) anime com base em partidas de futebol foi agora 100% confirmado em seu remake para Abril de 2018. Poderemos relembrar toda a saga do grande jogador Oliver Tsubasa e seus amigos: Genzou Wakabayashi, Kojiru Hyuga, Tarou Misaki e todos os outros.

Para quem ainda não conhece, irei comentar um pouco sobre o anime, que na verdade é uma adaptação do mangá originalmente escrito e ilustrado por Yoishi Takahashi, publicado no período de 1981-1988. Acredito que o mais importante foi o fato de que a série teve apoio da Associação Japonesa de Futebol e ao mesmo tempo foi de grande influência para aumentar o interesse pelo esporte naquela década, bem como incentivar a Seleção Japonesa, uma vez que esse é um dos pontos centrais da história.

Oliver Tsubasa é o personagem principal, que inicia sua carreira jogando futebol com os amigos por diversão e pelo time oficial da escola. Com o passar dos anos ele progredi e fica cada vez melhor, inclusive quando se depara com adversários que se mostram mais habilidosos, forçando-o a ser criativo nas jogados. Sua característica principal é nunca desistir e jogar até o fim, buscando a vitória. Sua carreira começa de fato quando ele conhece um ex-jogador da seleção brasileira: Roberto.

Captain Tsubasa teve outras duas versões chamadas Captain Tsubasa J e Captain Tsubasa: road to 2002. O que manteve a série sempre viva no decorrer dos anos. E agora poderemos rever as grandes jogadas com este remake de 2018.

Aliás, falando em grandes jogadas, esta é outra marca característica da série com cenas super dinâmicas das jogadas, o que para quem assistiu, certamente está gravado na memória e… admita, você se imaginava igual a um deles enquanto estava na aula de educação física ou jogando com os amigos na rua. Quem nunca se viu na pele de Oliver Tsubasa mandando um chute de trivela indefensável?

Confesso que fiquei bem empolgado com a confirmação definitiva e com o trailer de chamada, aquele gostinho de infância veio igual um chute tigre do Kojiru Hyuga na minha mente.

É isso aí pessoal, animados para o retorno de Captain Tsubasa?

Quando a turma do do canal RobotUnderdog2 postou seu primeiro vídeo sobre Dragon Ball no youtube, muita gente julgou o projeto como ambicioso demais. Mas felizmente, eles foram até o fim nos deram um material de muita qualidade.

Quando postei sobre eles no blog pela primeira veznesse link – lá em fevereiro de 2015, eles tinham acabado de lançar o piloto do que deveria ser uma série de 3 episódios de Dragon Ball Z: Light of Hope. Algum tempo depois, o canal abriu um financiamento coletivo no Indiegogo para ajudar a financiar o resto do projeto.

Lembrando agora, acho que essa foi a primeira vez que eu participei de uma vaquinha na internet. Eu queria muito que eles terminassem a série e digo com orgulho que fui uma das pessoas que contribuiu para que isso acontecesse! 🙂

E então hoje, quase 3 anos depois do vídeo original, saiu a versão final de Dragon Ball Z: Light of Hope, que uniu o que seriam 3 episódios em um filme de 35 minutos! Então da play ai embaixo para curtir o vídeo e não esqueça de ajustar a legenda para Português do Brasil (sim, ele tem legenda na nossa língua!! xD):

Cara, eu luto por uma internet com mais fãs desse tipo, que tem coragem, vontade e criatividade para fazer esse tipo de coisa! E quem sabe o pessoal de Hollywood não aprende uma ou outra coisinha sobre “adaptações”, não é mesmo?

Eu achei simplesmente incrível!

E vocês?