Escolhidos para você

2 posts encontrados na tag Luigi’s Mansion

Fala pausadores, como vão? A Brasil Game Show 2019 ainda está rolando e fomos conferir no primeiro dia de evento o que havia de bom por lá. Mas hoje eu venho especificamente falar do estande da Nintendo e seu retorno ao evento. Sem dúvida uma das melhores partes da Brasil Game Show deste ano. Sim, é muito bom ver a Nintendo por aqui outra vez e ainda por cima fazendo muito bonito com seu belo estande vermelho repleto de game stations.

Nintendo trouxe diversos títulos de Nintendo Switch para o público

Bom, para começar, o estande da Nintendo estava realmente grande, amplo e espaçoso. Souberam utilizar bem a área que tinham, colocando o mínimo de balcões, paredes e painéis. Entretanto, colocaram o suficiente para deixar o ambiente bonito e acolhedor, tanto que os painéis podiam ser utilizados como background para fotos. Vide o painel de Link’s Awakening, onde você pode se agachar e tirar uma self com Link.

E por falar em painéis, Luigi’s Mansion ganhou dois. Sendo que um deles ficava bem ao fundo do mini palco para entrevistas com convidados. No dia de imprensa não rolou nada por lá, mas certeza que Charles Martinet (a voz de Mario, Luigi e outros) esteve ali.

Por outro lado, havia muitas game stations. O público podia conferir o melhor de Smash Ultimate, Mario Kart 8 DX, Super Mario Maker 2, Link’s Awakening, Super Mario Party e o demo de Luigi’s Mansion 3 que ainda não foi lançado. Se eu fosse chutar, diria que por volta de 40 game stations estavam no local, isto que as da demo do jogo do Luigi ficavam atrás de uma parede onde estavam as stations de Smash Bros.

Demo de Luigi’s Mansion

Falando nisso, conferimos em primeira mão a demo de Luigi’s Mansion 3. E para ser sincero, este jogo sem dúvida será o melhor da franquia. Digo isso porque deu para sentir um pouco da mecânica e da gameplay nos 15 minutos em que pudemos utilizá-lo. Pudemos inclusive testar o Gooigi, uma versão ectoplasmática do Luigi que não se fere tão facilmente. Ele é muito útil para atravessar espinhos, grades, e alcançar áreas complicadas.

Todavia, isto mostra também a capacidade que o jogo tem para o modo multiplayer, onde dois jogadores poderiam cooperar para vencer no game. Claro que um player só pode controlar tanto Luigi quanto Gooigi, mas a diversão a dois seria garantida tanto quanto.

Outra coisa que me agradou bastante foi a sensibilidade dos comandos, deixando o game ainda mais fluído e dinâmico. Não posso me esquecer também da dificuldade que foi de capturar os fantasmas, pois não está nada fácil, proporcionando assim um desafio ainda melhor. Começo a considerar de comprar o game num futuro não muito distante.

O que faltou?

Por fim, senti falta de uma lojinha. Sim, uma lojinha vendendo  produtos Nintendo oficiais. Coisa que dificilmente encontramos por aqui. Seria ótimo ter plushes oficiais, acessórios, games físicos e em cartão (que estavam em outro estande), acessórios para Switch e o próprio console sendo vendido ali no evento. Gostaria muito de ter comprado algo deles, mas só saí de lá mesmo com a recordação da foto com o fundo do novo jogo de Pokémon. Há uma área onde você pode tirar e pegar em mãos uma foto junto com um dos iniciais de Galar, ou então com um fundo de uma das cidades do novo continente.

Mas, para um retorno, ou melhor, um novo começo da presença da Nintendo em eventos de maneira oficial, estava de ótimo nível. Agora é pensar para o ano que vem e para mais eventos também. Podem vir, que adoraremos recebê-la, Nintendo.

 

E aí pausadores, tudo bem? Esta semana venho falar do retorno de Luigi’s Mansion, o clássico game de Nintendo Game Cube (GC), agora em sua versão melhorada para Nintendo 3DS. O lançamento do game aconteceu semana passada e você já pode comprá-lo para ajudar o nosso querido Luigi a caçar os fantasmas existentes na mansão, bem como os temíveis Boos.

Luigi’s Mansion é um clássico do GC. Tive a oportunidade de joga-lo quando adquiri o meu GC há mais de 10 anos atrás. Foi um jogo que veio de brinde na compra do console, como escolha do jogador. Eu na época desconhecia o game, e estranhei. Luigi, fantasmas, casa mal assombrada; o que tudo isso tem a ver? E fui descobrir logo no susto.

A base da história é a seguinte, Luigi ganhou a mansão em um concurso. Combinou de ir junto com seu irmão Mario para vê-la, entretanto ao chegar no local, a mansão não era bem a da foto. E Mario simplesmente não estava por lá também. Luigi adentra no local e é atacado por fantasmas, sendo então salvo pelo professor E. Gadd. A partir daí descobre-se que a mansão está tomada por diversos fantasmas, inclusive os que o professor já havia capturado e preso. Logo, o mesmo professor solicita a ajuda de Luigi para captura-los e ao mesmo tempo eles procuram pelo paradeiro de Mario.

Gostei bastante do jogo conforme fui progredindo. No começo era estranha a mecânica criada, e tive de me adaptar, tanto no uso das técnicas do Luigi com o Poltergust 3000 como no time para surpreender e capturar os fantasmas e também os Boos. Mas a maior dificuldade era de manter a o foco do aspirador turbinado para coletar o máximo de recompensas ao sugar os fantasmas que teimavam em escapar.

Acredito que agora, com esta nova versão teremos melhorias nos comandos, otimização das mecânicas e dos gráficos, é claro. Além disso haverá um modo co-op no jogo, caso você e seu amigo tenham uma cópia do jogo, poderão capturar juntos os fantasmas. E ainda há suporte para amiibos.

Então, fica a dica desse game “assustador” da Nintendo para o seu Nintendo 3DS. É isso aí.

“MAAAAARRIOOOOOOOOOO……”