Escolhidos para você

8 posts encontrados na tag instagram

A Disney se viu obrigada a adiar todos os seus lançamentos, mas deu um jeito de continuar entretendo o público infantil com conteúdo inédito. Nas redes sociais oficiais da empresa, estão sendo postados vídeos de atores e dubladores contratados do estúdio fazendo contação de história. Alguns que já participaram são Elizabeth Olsen, a Feiticeira Escarlate da Marvel, contando uma história de Toy Story; Daisy Ridley, a Rey de Star Wars, contando uma história da saga; e Ginnifer Goodwin, a Branca de Neve de Once Upon A Time e dubladora da Judy de Zootopia, contando uma aventura da coelhinha.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Disney (@disney) em 12 de Abr, 2020 às 12:01 PDT

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Disney (@disney) em 10 de Abr, 2020 às 12:01 PDT

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Disney (@disney) em 8 de Abr, 2020 às 12:01 PDT

Tem muitos outros no Instagram @Disney.

E além disso, também tem uma novidade muito legal para os fãs de Frozen. O Olaf, agora, pode se autointitular o mascote preferido da Disney, pois ele foi o escolhido para estrelar diversos curtas-metragens produzidos especialmente para a quarentena. A série se chama Em Casa Com Olaf e está sendo produzida diretamente das casas dos animadores. É, a Disney ta levando a sério esse papo de quarentena e isolamento, e você deveria levar também.

Em cada episódio, o boneco de neve aparece se divertindo sozinho de diversas maneiras. Todos estão sendo publicados no canal oficial da Walt Disney Animation Studios no YouTube, mas infelizmente ainda não há uma versão dublada nacional (acredito que seja questão de tempo, hehe!). Por enquanto, cinco vídeos já foram lançados. Assista todos no player abaixo:

Muito interessante essa iniciativa da Disney, pois não é apenas sobre oferecer conteúdo, e sim disponibilizar gratuitamente. O público agradece!

A gente achou que teria que esperar até agosto para saber novidades sobre os live actions de Mulan e A Pequena Sereia, mas não precisou. Essa semana vazaram algumas informações sobre a produção de Mulan e, hoje, a Disney confirmou o elenco de A Pequena Sereia. Vem saber tudo tintim por tintim!

MULAN

Logo quando o filme foi anunciado, havia sido noticiado que não seria um musical. Depois de muitas críticas, voltaram atrás na decisão. O longa terá, sim, as músicas da animação, porém, ao que parece, elas não serão cantadas pelo elenco. Outra novidade é que Mushu será uma fênix e Mulan terá uma irmã mais nova. Isso me faz pensar que, talvez, essa irmã substitua o cãozinho de Mulan, que na animação se chama Irmãozinho. O live chega aos cinemas já no ano que vem.

A PEQUENA SEREIA

Finalmente o elenco foi confirmadíssimo pelo Instagram – logo hoje que todas as redes sociais do Mark Zuckerberg estão instáveis, mas tudo bem. Preparem-se para conhecer a nova Ariel, Halle Bailey. Ouçam essa voz!!!

Halle tem apenas 19 aninhos, o que a torna a princesa mais jovem dos live-actions. Ela é famosa nos Estados Unidos por fazer parte da dupla musical Chloe X Halle, junto com sua irmã (que, inclusive, a Disney já podia escalar pra ser uma das irmãs da Ariel também), e também por ter ligação com Rihanna e Beyoncé. Ela já se mostrou super feliz com o papel, postando uma imagem da Ariel negra em seu Instagram.

A vilã Úrsula será interpretada por Melissa McCarthy, já o melhor amigo de Ariel, Linguado, será vivido por Jacob Tremblay, conhecido pela sua interpretação impecável em Extraordinário. A maior mudança, por enquanto, fica por conta do personagem Sabidão, que no live action terá uma versão feminina dublada pela rapper Awkwafina – mas essa não é a sua primeira vez se aventurando no cinema, já tendo participado do filme Oito Mulheres e Um Segredo.

Sim, pelo visto teremos lives indo por caminhos diferentes das animações, tanto em Mulan como em A Pequena Sereia. Mas não devemos ver isso como algo ruim, mesmo porque só conseguimos ter uma opinião formada depois de assistirmos. Vale lembrar que as animações já são clássicos consagrados e nunca vão mudar, elas estarão ali do jeitinho que sempre foram quando a gente sentir saudade. Os live actions, apesar de serem baseados nesses clássicos, são releituras e devem ser vistos como produções completamente novas, a mesma história sendo contada de forma diferente. Imaginem se fossem seguir tudo igualzinho, seria muito previsível, né?! A Disney já mostrou que esses lives todos servem para atualizar as narrativas com um olhar mais contemporâneo, e isso é ótimo, nos trazendo personagens femininas mais fortes e empoderadas. Quantas vezes a história de Cinderella, por exemplo, já foi contada, não é mesmo?! E falando nela… Lilly James, a Cinderella do live action da Disney, não se assemelha fisicamente com a personagem do desenho e fez um excelente trabalho. Ou seja, não vamos julgar antes de assistir!

Sobre a Ariel sendo negra, também merece textão! Pra começar, Ariel não tem etnia. O filme é da Disney e baseado em sua adaptação animada, e nela não é especificado o país em que se passa, apesar do autor do conto original ser da Dinamarca e considerarem que ela é de lá também. Porém, estamos falando da adaptação da Disney que é bem diferente (inclusive, o cabelo vermelho é invenção deles, já que no conto isso também não é especificado). Outro ponto é que a etnia da personagem não influencia na história. Se ela tiver pele azul e cabelo roxo não vai mudar em nada, diferente se mudassem a etnia da Mulan ou do Pantera Negra, por exemplo. Ela é uma sereia (!) de um lugar fictício (!), pode ser ruiva com irmãs loiras e um pai negro e ninguém pode questionar porque ninguém é conhecedor da genética das sereias, rs. Ter uma Ariel negra no live action não descaracteriza a personagem do desenho. Afinal, o que uma atriz deve ter para “se parecer” com a Ariel? Apenas os traços mais marcantes, que são o cabelo vermelho e a cauda verde. Se parecer fielmente com um desenho é impossível e caricato, e nem a Disney se importa com isso. Cor da pele, nesse caso, é só um detalhe. A única coisa que a gente faz questão é um live tão memorável quanto a animação!!!

Se você tivesse a oportunidade de ficar de frente com o seu “eu” do passado, como você reagiria? Ard Gelinck, um artista holandês, está tornando a ideia de “viagem no tempo” em realidade usando o Photoshop. Ele é um artista digital que se diverte ao retocar fotos recentes de celebridades ao lado da sua versão mais jovem.  Ficou confuso? Vou dar alguns exemplos:

Esse tipo de montagem não é uma novidade, mas Ard Gelinck mostra muito talento e dedicação ao criar as suas edições. Você já brincou do desafio #10YearChallenge? Agora imagina juntar as suas duas versões em uma foto, de uma forma que pareça que você realmente voltou no tempo.

Quando acompanhamos a carreira de uma celebridade, dificilmente reparamos em como o tempo está passando pra ela. Não é difícil reconhecer um artista em momentos diferentes da sua carreira. No entanto, quando colocamos duas fotos de épocas diferentes, conseguimos notar o que mudou nesse período.

Mais fotos do Ard Gelinck

Ele está conseguindo se destacar e mostrar o objetivo do seu trabalho. Vários artistas já repostaram as suas fotos e esta “brincadeira” está inspirando várias pessoas. Há várias edições no perfil dele e foi impossível escolher a minha favorita, mas escolhi uma que ele postou recentemente. 

O objetivo do #10YearChallenge é mostrar como você mudou nesses últimos 10 anos. Fazer uma pequena comparação com a sua versão do passado. Entretanto, em 2009, sofremos com algumas perdas e é triste lembrar que Michael Jackson partiu há 10 anos atrás. E confesso que quando vi esta homenagem no perfil do Ard me emocionei.

Você domina o Photoshop para criar artes assim? Agora quero que você entre no perfil do artista e veja todo o seu trabalho.

Beijos.