Escolhidos para você

2 posts encontrados na tag Freeza

E aí pessoal, tudo bem? Dragon Ball Super – Broly está sensacional. Fomos conferir em primeira mão pela Fox Films do Brasil o mais novo longa de Goku e seus amigos, que desta vez enfrentarão Broly, o lendário saiyajin. Entretanto, veja abaixo o que achamos dessa nova animação e do que ela promete para a saga Dragon Ball.

Sobre o filme

Bom, vamos começar pelo começo, é claro. Em Dragon Ball Super – Broly temos uma história de origem dos saiyajins e do próprio Broly. Inclusive é muito importante para compreender o que ele se tornou no presente. O que por sinal não é ruim, usaram de um tempo coerente e de uma fórmula muito boa para incluir essa parte da história, inclusive no próprio anime em episódios. Algo que até então não havia visto nos demais filmes onde Broly está presente.

Considerando isso, o filme se passa logo após o torneio do poder, apresenta um pouco de nostalgia nas suas cenas e reformula alguns episódios do passado, à época do planeta Vegeta. Eu diria até que arruma alguns fatos, por assim dizer.

Sendo assim, o que nos apresentam é um Broly que foi totalmente criado apenas por vingança e desejo de luta e morte. Entretanto, os desejos são impostos a ele. Broly não é assim por natureza. No meu ver, este “novo” Broly, apesar de ser fenomenal e incrível na arte da luta e das batalhas, o seu desejo não é estar envolvido nelas. E isso para quem conhece muito bem os filmes de Dragon Ball vai bem para o lado oposto do que ele era.

Ainda devo ressaltar que fui surpreendido com as cenas de batalhas. As mesmas foram muito bem  laboradas e pensadas, apesar de super rápidas e já estar acostumado ao estilo do anime. Até eu fiquei meio perdido no meio delas, tentando acompanhar. Independente disso, você fica preso ao que se passa na tela, não tem como tirar os olhos dela, nem por um instante.

Para se pensar

E o filme ainda é capaz de surpreender ainda mais, portanto eu digo, vale a pena ir no cinema e assistir. Tanto que o roteiro está conciso e bem elaborado; já consigo até imaginar onde isso vai parar, ou melhor, “não vai parar”. Mas enfim, dessa vez temos até assuntos muito delicados sendo mostrados em cena. Assuntos que hoje estão muito em pauta nas mídias e gostei bastante dessa atenção vinda da equipe de produção.

 

O auge da animação fica por conta da fusão de Goku e Vegeta, levando ao aparecimento de Gogeta. E ainda tem cenas que só fizeram os fãs ficarem em alvoroço e querer ainda mais. Porém, não vou contar nada além disso.

Momento inesperado

Além de todo o filme do Dragon Ball Super – Broly, tivemos a grande e boa surpresa: a presença de alguns dubladores do anime. Dentre eles estavam: Wendel Bezerra, que dubla o Goku; Alfredo Rollo, que dubla o Vegeta; e a Tânia Gaidarji, que dubla a Bulma.

Foi muito legal ter a presença deles por lá e poder conversar com os mesmos logo depois da sessão. Um agradecimento especial à equipe de produção e aos dubladores que proporcionaram esse momento aos fãs e ao pessoal da imprensa que lá estavam.

E fora isso, ainda tivemos acesso à cenas exclusivas de Alita – Anjo de Batalha que estreia em fevereiro nos cinemas. Tendo como um dos produtores o cineasta James Cameron, de Avatar e Titanic, esse filme promete, viu! As cenas de interação de uma personagem em CGI com atores reais e cenários reais estão belíssimas. Com certeza estarei lá para conferir essa produção.

 

Por Clay Oliveira

Há pouco tempo foi anunciada a volta de Dragon Ball Z ao conjunto de séries de anime e isto ocorreu meses depois do lançamento do último filme, o 15º da franquia, chamado Dragon Ball Z – O renascimento de F.

Trailer-dublado-Dragon-Ball-Z-F1

Anteriormente chamado de O Renascimento de Freeza, a alteração do nome se deu por uma determinação da produtora Toei Animation para que se mantivesse o mais próximo do original. Este filme e o seu antecessor, A Batalha dos Deuses (2013), tiveram uma participação ativa do criador Akira Toriyama, o que pode deixar os fãs ainda mais animados quanto ao futuro do anime.

Resenha-DBZF4

De maneira geral o roteiro de Dragon Ball Z – O renascimento de F segue os moldes clássicos da série, onde um guerreiro muito poderoso surge (ou nesse caso, ressurge) em busca de vingança contra Goku e para variar a Terra, que passa por um breve momento de paz, está desprotegida.

Resenha-DBZF1

Destaco aqui a forma que o filme usa para prender a atenção dos espectadores. Levando em conta que o momento histórico se passa após a saga Majin Boo, Goku e seus amigos estão muito mais poderosos do que na época da luta em Namekusei. É muito importante levar isto em consideração para que não sejam feitas comparações errôneas com os demorados episódios que tivemos de assistir para poder ver pela primeira vez a transformação do Super Saiyajin; além disso, a história atual precisa ser contada dentro de cerca de 100 minutos.

Resenha-DBZF3

Sendo assim, os eventos acontecem praticamente sem pausas para respirar. Ao mesmo tempo, é preciso ficar atento a alguns diálogos para pegar pontos importantes que ligam os filmes e provavelmente servirão de base para a nova série que será lançada. Também ficam pairando no ar informações sobre certos personagens que podem vir a ser importantes futuramente.

Dragon-Ball-Super5

Mesmo depois de tanto tempo acompanhando a série, revendo episódios toda vez que bate a nostalgia, devo dizer que o mestre Toriyama conseguiu incluir elementos que me surpreenderam durante o filme e certamente irão te surpreender também. Fora isso, ainda há ainda momentos e diálogos cômicos, a nossa dublagem clássica e algo que não víamos desde Dragon Ball (o primeiro de todos): Mestre Kame em ação.

Resenha-DBZF2

Acreditando também que estes dois últimos filmes de DBZ são o pontapé inicial para a nova temporada que está por vir, nos restam algumas dúvidas muito importantes: como colocar algo coerente entre o fim da saga Z e o começo da saga GT, além desses longas que foram produzidos? Quem será o vilão? Alguém novo ou uma sombra do passado revivida? Será o Deus Super Saiyajin tão poderoso quanto o SSJ4?

Dragon-Ball-Super4

Ainda que muitos possam dizer que Dragon Ball deveria ter parado na saga Freeza, não há como negar que ao ouvir algo novo com as letras DBZ, aquela sensação boa explode dentro de nós a mais de 8000 de poder. Para quem quer acompanhar mais uma empolgante história na melhor qualidade a ida ao cinema será recompensada com um misto de novidade e nostalgia, muito bom para curtir com os amigos ou ainda para semear a curiosidade em quem não conhece muito bem a série. Sendo assim…

Não percam! O próximo episódio de Dragon Ball será…….