Escolhidos para você

2 posts encontrados na tag Enrolados

Todo mundo já ouviu falar de algumas teorias por trás das grandes animações da Disney. Por causa dos diversos easter eggs já encontrados nos filmes, as pessoas começam a imaginar ligações entre uma história e outra.

Uma das teorias mais famosas foi elaborada há uns anos por um cara chamado Jon Negroni, na qual ele intitulou simplesmente de Teoria Pixar. O norte-americano afirma que todos os longas do estúdio acontecem no mesmo universo, o que significa que todos os acontecimentos em todos os filmes podem ter, ou não, consequência uns nos outros. É meio difícil de entender e, apesar de fazer bastante sentido, dá um nó enorme no cérebro! O texto original pode ser lido aqui, porém, o Canal Nostalgia criou um vídeo super bem explicado sobre o tema, o que dá uma facilitada na hora de entender esse assunto complexo:

Ainda sobre a Pixar, outra teoria de Jon Negroni se tornou viral na internet envolvendo Toy Story. De acordo com ele, a mãe do Andy é, na verdade, a Emily, antiga dona da boneca Jessie.

Tudo porque no segundo filme da saga, vemos Emily usar um chapéu cowboy idêntico ao de Andy, que por sua vez é uma reprodução do chapéu de Jessie. Visto que a turma do Woody é inspirada num desenho antigo, a mãe do garoto realmente poderia ter doado seus brinquedos na adolescência e, por ironia do destino, os mesmos foram parar no quarto do seu filho. O texto original, com imagens que provam a teoria, pode ser conferido aqui.

Agora vamos as teorias com as Princesas Disney!

Logo quando as primeiras imagens de Frozen foram divulgadas, muita gente reclamou do fato de Anna ser muito parecida com a Rapunzel, de Enrolados (2010). Pode ter sido proposital, pois quando a animação estreou, todos repararam na presença da própria Rapunzel e seu marido Flynn Rider na cena em que a coroação de Elsa estava sendo preparada.

Isso já foi suficiente para diversas teorias pipocarem por aí. A primeira conta que as irmãs Elsa e Anna seriam primas de Rapunzel por parte de mãe – ou seja, as Rainhas de Arendelle e de Corona seriam irmãs.

A partir daí, muitos outros pontos foram ligados.

Começando pelo início (duh!)… A história de Enrolados se passa num reino fictício chamado Corona, e Frozen em Arendelle. Porém, podemos dizer que, já que Enrolados foi inspirado no conto de Rapunzel, que se passa na Alemanha, e Frozen fora baseado em Rainha do Gelo, que se passa na Noruega, então ambas histórias se passariam nessas respectivas regiões.

Os pais de Elsa e Anna morreram numa trágica tempestade que naufragou o navio que levava os dois. O filme não diz o lugar exato de onde eles estavam indo, mas levando em conta que esse acontecimento foi 3 anos antes dos acontecimentos do filme, sugere-se que o casal estava indo para Corona para prestigiar o casamento de Rapunzel e Flynn. Isso explica o fato de, três anos mais tarde, Rapunzel ter aparecido na coroação de sua prima Elsa, como um gesto de condolência e apoio.

Agora, indo mais longe… A história de A Pequena Sereia foi escrita originalmente pelo mesmo autor de Rainha do Gelo, Hans Christian Andersen, e se passa na Dinamarca. O país fica bem entre a Noruega e a Alemanha, portanto, faria muito sentido se o navio que Ariel explora no início de seu filme fosse, na verdade, o navio que levava os pais de Elsa e Anna!

Também existe a teoria que os pais de Elsa e Anna sobreviveram ao naufrágio e foram parar na África, dando a luz, mais tarde, ao Tarzan. Eu, particularmente, acho essa forçada demais, kkkk. Mas por incrível que pareça, logo essa foi confirmada pelo diretor de ambas as animações, Chris Buck, em uma entrevista para a MTV:

“Quando você está trabalhando em um novo projeto, você tem muito tempo para pensar sobre coisas, porque leva quatro anos para fazer. Então pensei em juntas as duas história. É claro que os pais de Anna e Elsa não morreram. Sim, houve um naufrágio, mas eles estavam no mar mais tempo do que pensamos porque a mãe estava grávida, e ela deu à luz no barco, a um menino. Eles naufragaram, e de alguma forma eles realmente foram parar muito longe das águas escandinavas, e acabaram parando na selva. Eles constroem uma casa na árvore e são mortos por um leopardo, por isso seu bebê é criado por gorilas. Na minha pequena cabeça, o irmão de Anna e Elsa é o Tarzan… Esse é o meu pequeno mundo divertido. Esse é o espírito da Disney.” – Chris Buck

E você, o que acha dessas teorias? Concorda com elas? Conhece mais alguma? Deixe sua sugestão nos comentários!

Não se fala em outra coisa! Frozen – Uma Aventura Congelante – é sucesso absoluto em todas as bilheterias (e vamos combinar que o filme já estava bombando na rede muito antes do lançamento). A culpa disso é que o longa é inspirado em um clássico da literatura que ainda não tinha ganho uma versão by Disney, o conto “A Rainha da Neve”, publicado em 1844 por Hans Christian Andersen (o mesmo cara que escreveu “A Pequena Sereia”).

frozen-01

Frozen é baseado nele e também tem uma poderosa Rainha da Neve. Mas na animação da Disney a história é um pouco diferente. Basicamente (sem fazer muito spoiler) o enredo é centralizado no relacionamento de duas irmãs, Anna e Elsa. Anna é uma garota comum, alto astral e super divertida (e que lembra muito Rapunzel, a protagonista de Enrolados). Elsa é mais fechada e adulta, culpa da maldição que nasceu com ela. Tudo que Elsa toca vira gelo. Por isso ela se isola por anos, até a hora em que tem que assumir o trono e se expor (leia-se tentar controlar os poderes). Depois disso acontece uma monte de coisa que eu não vou contar, né? Hehe.

frozen-03

Por outro lado, “Rainha da Neve” (o original!) conta a história de dois irmãos, um menino e uma menina. Após um conflito com a irmã o garoto é levado por cacos de um espelho mágico para o castelo da Rainha da Neve. A irmã vai atrás dele (e passa por váriasssssssssss coisas até chegar lá), e o amor dela salva o irmão das garras da Rainha. Eles fazem as pazes e fica tudo lindo. Basicamente isso! Ou seja, rolou uma mudança no roteiro, mas assistindo o filme completo você consegue identificar várias referência ao clássico. Além do cenário glacial MARAVILHOSO e de uma Rainha da Neve super diva.

frozen-05

O legal de Frozen é que o filme não é óbvio. Ele tem reviravoltas inesperadas e um final surpreendente que vai na contramão de todos os clássicos que estamos acostumados a ver. Frozen é apaixonante, dinâmico e muito divertido. Uma animação que segue o mesmo estilo de Enrolados, tanto no desenho como no roteiro lotado de humor e de amor na medida certa (não do tipo meloso, saca?).

frozen-02

A semelhança é tanta que em uma das cenas (quando o castelo abre os portões para coroação da Elsa) aparece bem rapidinho a Rapunzel (com os cabelos curtinhos) e Flynn Rider. Ela deve ser tipo prima da Elsa e da Anna rsrsrs. Adoro!

frozen-08

A diferença é que Frozen é ainda melhor. Tanto no roteiro, como no desenho. É impressionante a riqueza de detalhes, começando pelo vestido maravilhoso da Elsa, o mais lindo de toda a história da Disney (desculpa homarada, não dava pra deixar esse detalhe passar rsrsrs).

frozen-04

Fora que os personagens estão bem construídos. Anna é extremamente carismática. Faz um monte de besteira mas a gente segue amando ela, tipo gente como a gente, sabe? Maluquinha!

frozen-10

Elsa é uma diva. Suas cenas poderiam ter sido mais exploradas, mas o musical “Let it Go” já vale. De arrepiar (e pra mim leva o Oscar fácil!). Na versão original quem canta é a maravilhosa Idina Menzel, a mãe de Rachel em Glee e uma das atrizes/cantoras mais renomadas na Broadway. Na versão dublada quem arrasa é a Taryn Szpilman (já virei fã!).

“Do You Want to Build a Snowman?” é outra música que fica na nossa cabeça. Muito fofa!

O filme todo no geral é muito musical (inclusive estou sonhando com uma versão dele para Broadway, funcionaria demais). O fofo Jonathan Groff (de Glee) também participa fazendo a voz do mocinho Kristoff.

frozen-07

Além de Anna, quem garante super bem a parte humorística do longa é o boneco de neve Olaf. Ah gente, ele é muito engraçado. As crianças saem do cinema amando (se tiver boneco vai vender que nem água! rsrs). No Brasil foi dublado pelo Fabio Porchat e eu adorei a dublagem. Sério! Ele conseguiu dar um novo tom para o personagem. O Leandro mesmo nem percebeu que era ele, eu que tive que avisar (porque eu tinha lido). E olha, ele manda bem cantando, viu? Adorei a versão de “In Summer” que ele fez, aliás, só eu reparei que rolou uma super referência ao clássico Mary Poppins? O musical me lembrou muito o estrelado por Dick Van Dyke. Curti!

Detalhe: quem dubla a Anna é a Kristen Bell, a Gossip Girl. No Brasil é a Érika Menezes quem dá voz a personagem (ela é top, olha o currículo!).

Ufa, acho que resumindo é isso! Com certeza Frozen (aka Rainha da Neve) ganhou lugar cativo ao lado dos outros clássicos da Disney.

Estou apaixonada e já quero o DVD pra ficar dando replay em Let it Go (me julguem!).

Vocês já viram? Me conta o que acharam!

*este texto foi escrito pela minha esposa Penny (do Pausa para Feminices). Apenas esclarecendo… xD