Escolhidos para você

2 posts encontrados na tag duas-caras

Por Rafael Borges

Dentro de cada um de nós, há uma luta incessante entre o bem e o mal. Todas as nossas ações são o resultado de uma série de ponderações sobre o que achamos moralmente correto e os princípios éticos que acabamos deixando de lado no decorrer de nossas vidas. Pode parecer piegas, mas é impossível escapar da imagem do anjinho e do demônio sentados em nossos ombros, tentando influenciar cada uma de nossas decisões.

Batman-75-anos-duas-caras1

Não seria mais fácil simplesmente adotar essa dualidade? Como seria nossa vida se fôssemos capazes de aceitar com a mesma naturalidade nossas boas intenções e os impulsos de crueldade? Assim é a vida de Harvey Dent.

Batman-75-anos-duas-caras2

O antigo promotor público de Gotham City teve seu rosto deformado por ácido por um integrante da máfia. Jamais saberemos se a destruição de sua imagem própria o levou à completa perda de identidade ou se o trauma físico despertou sintomas extremos da uma esquizofrenia contra a qual ele já lutava. O fato é que, como Duas-Caras, ele abraçou na mesma medida toda a bondade e maldade de sua alma.

Batman-75-anos-duas-caras3

Mas como uma pessoa que dá o mesmo valor para o bem e para o mal pode escolher entre eles? Ainda mais se for uma pessoa traumatizada que perdeu completamente as referências que levaram à construção de seu caráter? A resposta é simples: Harvey não é capaz de escolher.

Batman-75-anos-duas-caras4

A solução que ele encontrou para escapar desse dilema que considera insolúvel é deixar todas as escolhas para o acaso. Uma vez que ele enxerga a vida como uma sucessão de dualidades, ele opta por tomar cada decisão com base no cara e coroa. A moeda é quem decide a respeito de cada um de seus passos.

Batman-75-anos-duas-caras5

Por mais exagerado que possam parecer, as dúvidas de Harvey Dent estão presentes em nossas próprias mentes. Todos nós temos a tendência de ver o mundo de forma bifurcada, com uma opção representando o bem e outra representando o mal. Bom ou ruim? Pra cima ou pra baixo? Preto ou branco?

Batman-75-anos-duas-caras6

A grande mensagem que podemos aprender com o Duas-Caras é que essa visão de mundo é falha. Nossa realidade é recheada de tons de cinza, aspectos em que a noção de bem e mal simplesmente não se aplicam. E ao reduzir nossas decisões ao formato binário, acabamos por deixar grande parte das nossas ações ao acaso.

Ou não?

Por Rafael Borges

Dizem que é possível avaliar um herói pelos seus adversários. No caso do Batman, isso é particularmente verdade. O Homem-Morcego reuniu para si a melhor galeria de vilões das histórias em quadrinhos. Antagonistas que são capazes de rivalizar em popularidade com o herói e – algumas vezes, até roubar a cena.

Batman-inimigos-1

Desde a tradição do “vilão especialmente convidado da semana” – no clássico seriado dos anos 60 com Adam West – os criminosos de Gotham City mostram que merecem todo o destaque que conquistaram. Se você tem alguma dúvida sobre isso, é só pensar na lista de astros de primeiríssima linha que foi escalada para interpretar esses personagens no cinema e na TV.

Batman-inimigos-2

O Detetive Encapuzado já teve de encarar de tudo. Desde o Príncipe Palhaço do Crime até a mais charmosa Ladra Felina que já existiu. Da esquizofrenia aguda de um assassino com o rosto bifurcado aos jogos mortais de adivinhação de uma mente obcecada. De armas letais disfarçadas no formato inocente de um guarda-chuva até um boneco de madeira com aspirações mafiosas.

Batman-inimigos-3

Esses adversários foram cuidadosamente criados com o objetivo de expor as diferentes facetas da personalidade do próprio Batman. Para cada crime insano do Coringa, somos lembrados da obsessão do próprio Homem-Morcego. Em cada roubo compulsivo da Mulher-Gato, lembramos que o herói é abriu mão de sua vida romântica pela sua própria compulsão pelo combate ao crime. Os traumas que motivam as ações doentias do Duas-Caras remetem ao fato de que Bruce Wayne jamais superou a tragédia que marcou sua vida.

Batman-inimigos-4

Além disso, esses personagens foram criados para explorar as fraquezas e virtudes do herói. Afinal de contas, ele vai se provar ainda mais hábil do que poderíamos pensar quando derrota um plano maquiavélico de destruição mundial de Ra’s Al Ghul. Passamos a acreditar ainda mais em sua mente brilhante todas as vezes em que ele é o único capaz de decifrar os enigmas do Charada. E nada pode ser melhor para a reputação de um homem de ação do que derrotar com os próprios punhos uma criatura monstruosa como o Crocodilo.

Batman-inimigos-5

O fato é que os inimigos do Homem-Morcego são parte integrante de sua mitologia e, sem eles, ele talvez tivesse não tivesse se tornado um dos mais importantes personagens da cultura ocidental.

O Super-Homem pode ter seu Lex Luthor com sua mente brilhante para enfrentar a força bruta do Homem-de-Aço. Os X-Men podem ter o Magneto, cujo poder rivaliza aos dos heróis mutantes na mesmíssima medida em que suas ideias a respeito das questões raciais se contrapõem às do Professor Xavier.

Mas apenas o Batman possui um grande vilão para enfrentar a cada dia da ano.