Escolhidos para você

12 posts encontrados na tag disney plus

Todo mundo sabe que a Disney é quase centenária – essa semana mesmo o Mickey completou 91 anos. Muitos dos clássicos que conhecemos foram feitos há décadas e, obviamente, apresentam visões da época em que foram criados, fazendo com que agora muitas das representações sejam ultrapassadas. E é isto que a Disney+, o serviço de streaming da Disney, avisa antes de apresentar alguns de seus conteúdos.

Alguns dos filmes em que o aviso é mostrado são Fantasia (1940), A Dama e o Vagabundo (1955) e Um Amor de Companheiro (1966), nos quais hoje em dia podem ser apontados como racistas e homofóbicos. O alerta aparece logo após uma breve sinopse e diz o seguinte:

“Esse programa é apresentado como criado originalmente. Pode conter representações culturais ultrapassadas.”

A medida é justa, afinal, nós até podemos relevar conteúdos machistas por considerar que foram feitos em épocas onde o machismo era normal, por exemplo, porém não podemos aceitar que estes continuem sendo vendidos como produtos atuais. Ou seja, a Disney acertou em cheio! Vale lembrar também que, além dessa mensagem estar sendo exibida, a empresa está buscando atualizar seus antigos filmes com visões mais contemporâneas e encaixadas na nossa realidade através das produções live actions – é o caso do próprio A Dama e o Vagabundo que estreou exclusivamente no serviço de streaming.

A Disney+ estreou na semana passada nos EUA e Canadá, e logo no primeiro dia já ultrapassou a marca de 10 milhões de usuários. Para se ter noção do tamanho do sucesso, a Netflix possui 60 milhões de assinantes nos EUA, ou seja, espera-se que muito em breve a Disney consiga ultrapassar este número. Foram tantos acessos que, inicialmente, os usuários enfrentaram dificuldades na conexão. Por lá, o preço mensal da Disney+ é de US$6,99 ou US$69,99 por ano. No Brasil e América Latina, a plataforma deve ser lançada somente no segundo semestre de 2020, ainda sem data definida.

A Disney está apostando todas as suas fichas em Vingadores: Ultimato e a campanha para o Oscar segue firme e forte! Não é pra menos, afinal o longa se tornou a maior bilheteria da história do cinema, então nada mais justo que uma estatueta, né?! A empresa do Mickey listou o filme da Marvel em 14 categorias:

  1. Melhor Filme – Kevin Feige
  2. Melhor Diretor – Anthony e Joe Russo
  3. Melhor Roteiro Adaptado – Christopher Markus e Stephen McFeely
  4. Melhor Ator Coadjuvante – Robert Downey Jr., Chris Evans, Mark Ruffalo, Chris Hemsworth, Jeremy Renner, Josh Brolin, Paul Rudd, Don Cheadle
  5. Melhor Atriz Coadjuvante – Scarlett Johansson, Gwyneth Paltrow, Zoe Saldana, Karen Gillan, Brie Larson
  6. Melhor Cinematografia – Trent Opaloch
  7. Melhor Edição de Filme – Jeffrey Ford, Matthew Schmidt
  8. Melhor Design de Produção – Charles Wood, Leslie A. Pope
  9. Melhor Design de Figurino – Judianna Makovsky
  10. Melhor Maquiagem e Cabelo – John Blak, Janine Thompson, Brian Sipe
  11. Melhor Mixagem de Som – Tom Johnson, Juan Peralta, John Pritchett
  12. Melhor Edição Sonora – Shannon Mills, Daniel Laurie
  13. Melhores Efeitos Visuais – Dan DeLeeuw, Matt Aitken, Russell Earl, Dan Sudick
  14. Melhor Trilha-Sonora Original – Alan Silvestri

Ainda não se sabe se a Academia irá considerar a obra para todas essas categorias e poucas pessoas botam fé em produções de super-heróis, mas vale lembrar que ano passado Pantera Negra conquistou três estatuetas e Vingadores: Guerra Infinita chegou a concorrer na categoria de efeitos especiais. O Oscar 2020 está marcado para acontecer no dia 9 de fevereiro, em Los Angeles.

Falando nisso…

Ontem foi lançado o serviço de streaming Disney+ nos EUA já trazendo muito conteúdo exclusivo, entre eles a cena de Tony Stark encontrando sua filha adulta na joia da alma, após estalar os dedos e salvar a humanidade de Thanos. A cena com a atriz Katherine Langford acabou ficando de fora da edição final. Assista na íntegra:

A Disney+ deve chegar ao Brasil no segundo semestre de 2020.

A Disney+, serviço de streaming da Disney que lança daqui apenas alguns dias nos Estados Unidos, trará um monte de produções exclusivas e uma delas é a série animada da Marvel chamada What If…? (em português deve ser traduzido como “E Se…?”).

Os episódios mostrarão o que aconteceria com os personagens da Marvel em universos paralelos e os atores originais dos filmes farão a dublagem. Muitas situações imaginadas se os eventos fossem diferentes serão abordadas, como Peggy Carter se transformando na Capitã América e Steve Rogers como o Homem de Ferro.

As citadas acima a gente pode até ter concebido em algum ponto, mas algumas vão ser bem fora do eixo, como o Pantera Negra assumindo o posto do Senhor das Estrelas.

Todas as imagens mostradas são oficiais e vazaram recentemente, mas apesar da Disney+ chegar ao público gringo já esse mês, vamos ter que esperar pela série mais um pouquinho, uma vez que a data de estreia prevista está para a metade de 2021. Ela será dividida em 23 episódios, cada um contando sobre eventos importantes dos filmes da Marvel ocorridos de forma diferente. O novo personagem Uatu será o narrador, dublado por Jeffrey Writght. Nas HQs, Uatu é também chamado de o Observador e faz parte de uma raça extraterrestre conhecida como Vigias. O objetivo dessa espécie é monitorar todas as atividades alienígenas e Uatu acaba ficando com a função de monitorar a Terra e o Sistema Solar. As habilidades de Tatu incluem voo, telepatia, manipulação de energia, ilusionismo, escudo de força, alteração de aparência e senso cósmico. Ainda não se sabe se o personagem irá apenas narrar os episódios, como se tivesse apenas observando mesmo, ou se participará ativamente deles também, já que nas HQs ele tem participações bem relevantes nas histórias.

No Brasil, a Disney+ chega aos usuários apenas na segunda metade de 2020.