Escolhidos para você

7 posts encontrados na tag Darkside Books

Pronto para conhecer o lado mais sombrio do Vaticano? Em Exorcismo: O Ritual Romano, novo lançamento da DarkSide® Books no selo Graphic Novel, o leitor encontrará padres com passados tenebrosos, segredos de confissão expostos, escândalos, sacerdotes perturbados, exorcismos frequentes e um grande mistério a ser resolvido.

A história começa com o padre John Brennan entrando no quarto de uma jovem possuída, na Amazônia. Depois de ouvir todas as barbaridades do demônio que a controla, Brennan finalmente consegue libertá-la. Apesar de ser considerado um dos melhores exorcistas, o padre vive uma crise existencial desde que perdeu o seu melhor amigo e quase foi excomungado.

Mas depois que um bispo morre de forma inescrupulosa, John Brennan foi convocado para voltar à Roma e afrontar o mal que assola aquele lugar sagrado. Algo está colocando em risco a igreja Católica como a conhecemos e muitos consideram este padre um traidor. A alta cúpula da Igreja não cofia em sua presença, porém Brennan é a última esperança.

O que achei da história

Não sou religiosa, mas me interesso por histórias em que a imagem do catolicismo e da Igreja é distorcida. E Ritual Romano cumpre bem esse papel; 24tanto que o autor teve dificuldades para encontrar uma editora que publicasse esta obra. A edição traz a história completa (em capa dura) e alguns extras como estudos de ilustração, além de um prefácio assinado por Paco Plaza, diretor e roteirista de REC.

E já que estou falando sobre a edição, tenho que compartilhar que adorei as ilustrações do Jaime Martínez e a paleta de cores que a Sandra Molina usou para dar vida à história. São cores escuras (azul frio, preto perturbador, manchas vermelhas) que combinam e representam as sombras que espreitam o Vaticano.

E no final, El Torres compartilha o processo criativo e a equipe que o ajudou. Também comenta sobre as suas pesquisas na hora de escrever esta história; ele usou como pano de fundo um caso real. O desaparecimento misterioso da jovem Emanuella Orlandi em 1983; muitos pensam que foi um caso de estupro que terminou em morte.

Gostei! Já leram?

 

Quando recebi o livro Objetos Sobrenaturais da editora Darkside Books, já sabia onde faria as fotos para esta publicação. Esse palhaço que aparece na imagem está à venda e se você for colecionador poderá encontrá-lo na loja Trekos & Trokos aqui em São Paulo.

Mas quero saber uma coisa: Você acredita em objetos sobrenaturais? Eu não resisto a um antiquário e estou sempre visitando feiras de antiguidades para conhecer a história por trás de cada objeto que atrair o meu olhar. Nessaa loja, onde encontrei esse palhacinho carismático, é possível encontrar vários itens que fizeram parte da minha infância e também alguns que eu nem sabia que existiam. E sabe o que é mais legal? Descobrir como cada objeto chegou até o dono dessa loja.

Eu já tive a oportunidade de passar uma tarde com eles, para ver como as peças são avaliadas. As pessoas que procuram esses estabelecimentos muitas vezes estão atrás de nostalgia. Tanto que a seção de brinquedos é a mais procurada da loja. Entretanto, tem aqueles que herdaram alguma relíquia e querem se livrar daquilo de alguma forma.

Objetos sobrenaturais é uma obra não ficcional, em que são relatados casos que envolvem objetos e casas amaldiçoadas, além de experiências reais.

Não vou entrar em detalhes sobre os acontecimentos demonstrados no livro, no entanto, posso dizer que foi muito bem catalogado. A edição foi dividida em dez partes e logo no começo identificamos onde os objetos sobrenaturais podem ser encontrados com facilidade (feiras de antiguidades, antiquários, leilões, heranças e até mesmo bazares beneficentes).

Há vários relatos reais neste livro

Agora, algo que me deixou curiosa, foi a parte em que fala sobre possíveis sinais de uma assombração. Vocês já escutaram sons estranhos e em situações improváveis? Passos, barulho de porta se fechando e até mesmo ruídos não identificados? Eu tenho uma audição apurada e sofro com isso, tanto que quando era criança – e fazia aulas de música – disseram que eu tinha um ouvido absoluto; que nada mais é que uma habilidade de uma pessoa identificar ou recriar uma nota musical; sem mesmo saber o tom de referência. E achei interessante ver como Stacey Graham fala sobre possíveis sons, visões e até mesmo odores serem vistos como sinais de assombrações.

Achei Objetos Sobrenaturais perfeito para quem curte ler experiências pessoais. Ele é um guia e também compartilha histórias conhecidas – como o da boneca Annabelle; e até mesmo aquelas que inspiraram grandes nomes do gênero terror. Sem falar que a edição esta maravilhosa e tem várias fotos e ilustrações que deixam a leitura ainda mais interessante.

Tenha uma experiência Dark e compre o livro aqui.

Esta semana se inicia a mostra Horror Noir, junto ao Centro Cultural São Paulo (CCSP), com apoio da editora DarkSide Books. Tal exposição vem por em pauta a participação das pessoas negras no cinema de terror, tanto na atuação, com atores e atrizes, como na produção dos filmes. Portanto, ela nos trará uma reflexão de como tudo isto aconteceu ao longo dos anos até o presente.

A mostra terá ao longo de vários dias a exibição de diversos filmes, com debates a respeito dos mesmos. Mas não só isso, ainda haverá discussões a respeito de livros que também retratam a temática. Seguidos de debates e conversações com a presença de personalidades, críticos e autores.

Alguns dos clássicos filmes exibidos serão: A Noite dos MortosVivos; O Mistério de Candyman; Blacula, o Vampiro Negro; Corra; e Bones – o Anjo das Trevas. Sempre se iniciando a partir do meio da tarde e seguindo até a noite, com entrada gratuita para a mostra. Os ingressos devem ser retirados, sendo um por pessoa, na bilheteria local.

 

Horror Noir

O foco central da mostra é a edição de Horror Noir, o livro de Robin R. Means Coleman. Portanto, o mesmo trata-se de um compilado de informações e documentos que reafirmam a importância e a presença de atores e cineastas negros nesse meio artístico. Dessa forma, demonstra como a representatividade se fez presente no cinema de terror.

Entretanto, junto do livro, também haverá o documentário de nome homônimo, produzido pelo streaming Shudder. Este por sua vez traz entrevistas com expoentes da TV e do cinema, sendo um deles Jordan Peele.

E para compor todo esse evento, haverá a presença da editora DarkSide Books, trazendo diversos de seus livros. Todavia o destaque fica por conta do próprio Horror Noir, de Coleman, em sua edição brasileira. Ainda haverá edições de Candyman com brindes exclusivos e preços com desconto nos demais livros.

Enfim, a mostra acontece entre os dias 08 e 17 de agosto, com entrada gratuita. Você pode conferir a programação aqui.