Escolhidos para você

50 posts encontrados na tag cinema

Faltam poucas semanas para 2019 e você sabe o que isso significa? Basicamente, um acampamento nos cinemas, porque será um ano repleto de estreias de filmes da Disney – e nós não vamos querer perder nenhum deles, né!

Para facilitar a vida de vocês, reunirei nesse post todos os maiores lançamentos do estúdio ao longo de 2019 aqui no Brasil, assim fica mais fácil de organizar a agenda! Hehe!

JANEIRO

  • DIA 3: Wi-Fi Ralph – Quebrando a Internet

A animação já estreou nos EUA, mas aqui no Brasil é só nos primeiros dias do ano novo. Eu, particularmente, estou muito ansiosa para assistir por causa da cena com as princesas!

MARÇO

  • Dia 7: Capitã Marvel

A super-heroína poderosíssima será inserida no Universo Marvel e promete trazer mudanças. Seu filme solo se passa nos anos 90 e a personagem deve ajudar os Vingadores a derrotarem o Thanos no quarto filme da franquia, que estreia em maio e encerra essa fase do MCU.

  • Dia 28: Dumbo

Já falamos sobre o live-action nesse post aqui!

MAIO

  • Dia 2: Vingadores 4

Pra mim, é o filme mais aguardado de todos. E olha que a lista do ano só tem filmão! Mas não dá pra competir com o fim de uma história que já tem 10 anos, né?! Marvel, libera logo o trailer e o título oficial, poxa!

  • Dia 23: Aladdin

Também já falamos sobre o live-action nesse outro post aqui. Ansiosíssima para ver a cena de Um Mundo Ideal <3

JUNHO

  • Dia 20: Toy Story 4

Leiam mais sobre a quarta sequência de Toy Story clicando aqui. E quando forem aos cinemas, não esqueçam de levar um lencinho.

JULHO

  • Dia 18: O Rei Leão

Mais um live-action que promete arrancar lágrimas de todos os telespectadores. Cliquem aqui para ler mais sobre a produção!

AGOSTO

  • Dia 8: Artemis Fowl

DEZEMBRO

  • Dia 19: Star Wars – Episódio IX

Nos Estados Unidos, Frozen 2 também estreia no final do ano, mas aqui no Brasil é só em 2020, junto com o live-action de Mulan e a sequência de Malévola. Agora conta pra gente, por qual lançamento você tá mais ansioso?

No último dia 29, estreou nos cinemas a nova comédia da Paramount Picures: De repente uma família, e o Pausa Para Nerdices foi convidado para assistir e contar para vocês o que achamos dessa produção com gostinho de programa de família!

Pete e Ellie, vividos pelos atores Mark Wahlberg e Rose Byrne, são um casal jovem, apaixonado e bem sucedido! Em resumo: são muito felizes. Eles acreditam que nada falta na vida deles até que começam a se perguntar: está na hora de termos filhos? Eles decidem adotar uma criança e ao procurar um curso para “futuros adotantes” acabam indo parar em uma feira destinada a proporcionar encontros entre crianças disponíveis para adoção e futuros pais. Lá eles acabam se encantando pela adolescente de gênio forte Lizzie, vivida com maestria pela atriz Isabela Moner, e decidem adotá-la, porém Lizzie tem um pequeno “pacote” que vem junto com ela, seus irmãos menores: o medroso Juan (Gustavo Queiroz) e a pestinha, Lita (Julianna Gamiz). Em um piscar de olhos, o que era pra ser uma experiência nova e encantadora se torna um pequeno pesadelo, onde Pete e Ellie precisam aprender muito mais do que ser apenas pais, eles precisam aprender a conquistar a confiança das três crianças para que a paz volte a reinar no seu lar perfeito!

Comédias com uma pitada de romance não são bem o meu tipo preferido de filme, por isso, acredito que eu tenha sido a melhor escolha para escrever uma crítica sobre De repente uma família! Não sou muito de me derreter à toa, mas esse filme conseguiu superar todas as minhas expectativas mais ambiciosas! Na contramão de comédias do tipo pastelão, o filme traz uma realidade baseada na vida real, pois, vários fatos foram inspirados na vida do diretor e roteirista, Sean Anders, e é tão tão tão realista que você, mesmo não sendo mãe nem pai, se identifica muito quando diz respeito a crianças em todas as fases da vida!

Das cenas cotidianas sobre as birras intermináveis da pequena Lita, reações exageradas de Juan, toda a negação e rejeição à adoção por parte da adolescente Lizzie, uma família que se mete mais do que deveria e dois pais de primeira viagem que não fazem a menor ideia do que estão fazendo para lidar com três momentos emocionais tão diferentes, você passa por momentos onde ri muito, se perguntando se você também teria comprado a boneca para a Lita parar de chorar ou sido tão dura com a Lizzie, e momentos onde você chora de mais (#real #oficial), pensando como seu coração se despedaçaria e se derreteria por cada momento chave do filme. É a melhor montanha russa emocional que eu já fui! Hahahah

Equilibradíssimo entre o drama das crianças com a mãe biológica, e dos pais adotivos que estão tendo dificuldades com como lidar com essa situação nova e as peripécias de cada uma das três personalidades super diferentes, o filme consegue te fazer rir ainda com lágrimas nos olhos e te fazer chorar enquanto ainda está rindo! Minhas salvas de palmas para o diretor, pois, esse equilíbrio tão gostoso e natural exemplifica perfeitamente o que deve ser estar na situação de Pete e Ellie: divido sempre entre momentos tristes, emocionantes e felizes! Sem nunca querer parar (mesmo quando você pensa que ser parar!). Os pontos mais engraçados são sempre os que todos estão juntos (ou as seções em grupo com os pais adotivos!), com menção honrosa para Juan, que na sua inocência descabida comete cada deslize que você mal consegue acreditar! Mas que aposto que conhece uma criança assim como ele, e se não conhece é porque provavelmente essa criança que fazia tudo errado era você! hahaha

Tenso nos momentos certos, com pitadas de suspense e surpresa, o filme consegue ser tão realista que não tem como não gostar! Fala das dificuldades pelas quais passam tanto os pais adotivos, na adaptação das crianças, quanto das crianças, principalmente aquelas que ainda tem pais biológicos vivos e que foram retiradas deles por motivos de segurança, como é o caso de Lizzie e seus irmãos e fala também sobre a dificuldade em se conseguir uma lar adotivo para adolescentes e como isso é essencial para a formação dos mesmos, essa rede de apoio chamada família que quando temos não damos o devido valor!

Entre ensinar limites para uma pequena de gênio forte, convencer um jovem rapaz que tudo bem errar as vezes e “deixar ir para o mundo” uma adolescente que você mal pôde proteger ou instruir, De repente uma família te mostra tudo pelo qual cada pai passa, sejam pais biológicos ou não, apenas agravado pelo fato que que pais adotivos não tiveram uma vida inteira dos filhos para errar e acertar, e tudo vem de uma vez só! Mas Pete e Ellie acabam entendendo que uma família é muito mais do que pais que mandam e filhos que obedecem! Eles aprendem tanto com os três novos filhos quanto às crianças com eles e isso torna o filme tão inspirador e emocionante.

E ai, ficou curiosos para saber os mil casos de família que essa delícia de comédia tem? Gostam desse tipo de filme? Eu fiquei mais do que encantada! <3

Obrigada Pelo convite, Paramount Pictures, eu adorei! 😀

Esse mês a Disney tá inspirada! Depois de liberarem teasers e pôsteres de Toy Story 4, agora foi a vez de revelarem materiais dos live actions de seus filmes com animais como protagonistas: Dumbo e O Rei Leão. Ambos produzidos em CGI, o que faz surgir aquela discussão “é live action ou uma animação com mais tecnologia?”. Independente da classificação, pelos trailers a gente já percebe que vamos reviver todas as emoções das animações originais!

Começando com O Rei Leão… O filme vai estrear nos Estados Unidos no mesmo mês que a animação de 1994 estreou, em julho, mais precisamente no dia 19. O trailer já chegou batendo recorde, alcançando 224,6 milhões de visualizações nas primeiras 24 horas, consequentemente se tornando o maior lançamento de trailer da Disney na internet. Agora vocês pensam… Se o primeiro trailer chegou com essa força toda, imagina o filme!

Apesar de vermos cenas bem parecidas com o desenho, o músico Elton John – que trabalhou na trilha do filme de 1994 e também participará desse – afirmou que novas canções estão sendo compostas para a releitura e algumas das mais famosas ficarão de fora. É o caso de “Se Preparem”, cantada pelo vilão Star, e “Relatório Matinal”, cantada pelo Zazu.

“Quatro das canções originais estarão no filme. São elas: ‘Nesta Noite o Amor Chegou’, ‘Hakuna Matata’, ‘O Que Eu Quero Mais é Ser Rei’ e ‘O Ciclo Sem Fim’. E no final teremos uma música de fechamento, além de estarmos em contato com o pessoal da Beyoncé para talvez eu e Tim Rice criarmos algo para ela. Tudo isso vai acontecer em 2019 e será incrível. Vocês vão ver”. – Elton John

Dirigido por Jon Favreau, que também foi responsável pelo live action de Mogli – O Menino Lobo, o longa conta com nomes no elenco como James Earl Jones interpretando novamente o Mufasa e a cantora Beyoncé no papel de Nala.

Confiram a sinopse oficial:

A Disney e o diretor Jon Favreau realizam uma nova jornada na savana africana onde um futuro rei nasce. Simba idolatra seu pai, o Rei Mufasa, e leva a sério seu futuro real. Mas nem todos do reino celebram sua chegada. Scar, o irmão de Mufasa e anterior herdeiro do trono, tem seus próprios planos. A batalha pela Pedra do Reino será repleta de traições, tragédia e drama, resultando no exílio de Simba. Com a ajuda de uma curiosa dupla de novos amigos, Simba deverá descobrir como crescer e tomar o que é seu por direito.

Agora vamos falar de Dumbo! O remake da animação de 1941 tem previsão de estreia para março de 2019, com direção assinada por Tim Burton. No elenco, nomes de peso (não levem isso como um trocadilho infame) como Colin Farrell, Eva Green, Michael Keaton, Danny DeVito e Alan Arkin.

A história segue Holt, um antigo astro de circo, personagem de Colin Farrell, que retorna à tenda depois de voltar da guerra. Lá, ele é encarregado pelo dono do circo, Max Medici, interpretado por Danny DeVito, de cuidar de um elefante recém-nascido que é motivo de chacota no show por causa de suas grandes orelhas. Quando os filhos de Holt descobrem que o elefante consegue voar, o persuasivo Vandevere, papel de Michael Keaton, e a artista Colette Marchant, vivida por Eva Green, entram na trama para transformar Dumbo em uma estrela.

Alguém ainda tem dúvida que 2019 será um ano incrível para os cinemas?