31
jul
2013

Resenha – Wolverine Imortal

Postado em | Cinema, Resenhas

Essa semana fui assistir “Wolverine Imortal“, novo filme da Marvel sobre o anti-herói mais famoso de suas HQs.

wolverine-imortal8

A história é a seguinte: após matar Jean Grey para salvar a humanidade por ela não conseguir controlar os poderes da Fênix, Logan decidiu abandonar de vez a vida de herói e passou a viver na selva, como um ermitão. Deprimido, ele é encontrado em um bar pela jovem Yukio. Ela foi enviada a mando de seu pai adotivo, Yashida, que foi salvo por Logan em Nagasaki, no Japão, na época em que a bomba atômica foi detonada. Yashida deseja reencontrar Logan para fazer-lhe uma proposta: transferir seu fator de cura para ele, de forma que Logan possa, enfim, se tornar mortal e levar uma vida como uma pessoa qualquer. Ele recusa o convite, mas acaba infectado por Víbora, uma mutante especializada em biologia. Fragilizado, Logan precisa encontrar meios para proteger Mariko, a neta de Yashida, que é alvo tanto de seu pai, Shingen quanto da Yakuza, a máfia japonesa.

wolverine-imortal3

Esse filme foi baseado num aclamado clássico das HQs de Logan, e confesso que ao saber disso, já fui ao cinema sem esperar muito. Descobri que estou desenvolvendo uma maior tolerância a adaptações sem ficar reclamando e nem botando defeito em tudo. Tendo esse conceito em mente, vamos aos comentários (pode conter pequenos spoilers, mas não comprometem a história do filme).

wolverine-imortal5

Apesar das cenas de luta terem sido intensas e frequentes, faltou um pouco de sangue e brutalidade, características do carcaju.  É difícil de acreditar que espadas samurais e garras de Adamantium não façam um belo estrago. Mas como a classificação do longa é para 14 anos, passamos por cima disso.

wolverine-imortal

Gostei muito do filme não ter um “vilão fortão” específico que briga com o mocinho o filme todo e ninguém morre no final! A luta é contra a máfia e contra os ninjas do clã Yashida. Por isso, tem muita gente pro Wolverine matar o tempo todo e essas brigas são comuns nas HQs. Curto ver figurantes morrendo um atrás do outro! xD

wolverine-imortal4

Ponto (beeeeeeeeem) chato são as constantes “conversas” com Jean Grey (aparentemente pra você ter certeza de que o filme se passa após a trilogia dos X-Man). Outra coisa desnecessária foi o “Homem de Adamantium”, mas vou deixar essa parte para vocês avaliarem por si mesmos! xD

wolverine-imortal6

Particularmente, eu gostaria de ter visto Wolverine tendo aulas com algum samurai (nos quadrinhos ele tem um longo treinamento no Japão), algo que poderia justificar a extrema facilidade com que ele fatia ninjas treinados desde criança.

wolverine-imortal2

O desfecho em si não me deixou muito feliz, mas a cena pós-créditos é bem interessante. Digamos que o filme ficou dentro das expectativas. Vale ir ao cinema conferir Wolverine Imortal por tudo o que ele representa.

Mais alguém foi assistir ao filme? O que acharam?







23
jul
2013

Resenha: “O Homem de Aço (Man of Steel, EUA, 2013)” por Gnomoverde

Postado em | Cinema, Novidade, Resenhas

O grande Gnomo Verde é meu amigo de longa data. Além de todas as Nerdices que temos em comum, ele é um cinéfilo sem limites. Conheço pouca gente que foi tantas vezes ao cinema quanto esse rapaz. Devido ao seu incrível conhecimento, tomei a liberdade de pedir que ele fizesse a resenha de “O Homem de Aço” aqui pro PPN e para minha felicidade, ele topou!

Com vocês, “O Homem de Aço (Man of Steel, EUA, 2013)” por Gnomoverde:

2013_man_of_steel

Olá, seguidores (ou não) do Pausa para Nerdices! Sou conhecido pela alcunha de Gnomoverde (nenhuma relação com o duende Norman Osborn) e fui convidado pelo dono desse negócio aqui (um marvelmaníaco, diga-se) a fazer uma resenha sobre o novo filme do Superman.

Acontece, porém, que eu meio que acho chatérrimo textos técnicos sobre filmes e a linguagem utilizada por críticos de cinema. Por isso, aqui vocês lerão somente impressões orgânicas de um apreciador de quadrinhos, cinema, e outras nerdices mais. 🙂

2013_man_of_steel2

Vamos aos fatos:

Na última semana, fui ao cinema pra ver uma nova origem (tédio! Quem ainda aguenta ficar vendo origens? Eu não.) do mais poderoso (tem quantos poderes?), e mais chato dos super-heróis. Mas fui. Por que apesar de tudo, tinha um Christopher Nolan no meio do caminho. E essa pessoa aqui, tem grande admiração por aquele cara. 🙂

2013_man_of_steel3

Mas vamos falar daquele alienígena que caiu no planetinha azul.

O filme começa com os últimos momentos de Krypton. Jor-El (pai de Kal-El, que viria a ser Clark Kent na Terra), com a iminência da destruição de seu planeta, procura no universo a salvação de seu filho, único bebê nascido de forma tradicional (leia-se, parido do ventre de sua mãe) em muitos anos.

2013_man_of_steel4

Em Krypton, as pessoas nascem predestinadas. O General Zod, por exemplo, nasceu para ser general, manter a ordem e defender Kripton e os kriptonianos custe o que custar. Essas predestinações funcionam como as castas da sociedade indiana. Se você nasceu pra governar, governará, se nasceu pra trabalhar, trabalhará.

2013_man_of_steel5

Bom, o legal do filme é que a gente vê como foi a paradjenha do fim de Kripton, assim como os progressos tecnológicos daquela sociedade avançada e as motivações que levarão Zod a ficar no encalço de Kal-El/Clark Kent. E temos a consciência de Jor-El ajudando seu filho a todo momento.

2013_man_of_steel7

Por que você não pode perder? Porque a estória evoluiu, amadureceu, ficou mais próxima do crível, sem deixar de ser incrível. Porque temos uma Lois Lane nada ingênua ou irritante e super participativa na pegada. Porque tem uma Faora-UL com uma doçura de voz e beleza notável no exército de Zod. Por ter um herói buscando a si mesmo, cheio de questionamentos e lutando com ira. Porque não rola aquela chatice de ninguém acreditar no que se conta até que se veja com os próprios olhos. Nem aquela outra chatice de todos ficarem contra o “mocinho” (só porque ele é ameaçadoramente fodão) dura muito tempo. Os humanos percebem mais rapidamente seus julgamentos equivocados.

2013_man_of_steel6

O que há de ruim no filme: não vou entregar algumas coisas descabidas no roteiro. Vocês perceberão por si mesmos. Eu, na verdade, só me irritei mesmo com as cenas de luta que… eram video-game puro. E o tempo de duração delas. O filme tem 143 minutos, mas se se cortassem alguns tantos dessas cenas… não cansaria a galera .

 

2013_man_of_steel8

Até uma próxima!

Gnomoverde

PS by Leandro: Pra mim, a resenha está irretocável! E também gostei do filme e achei muito legal as homenagens feitas a Alex Ross, como bem lembrou meu amigo acima! Obrigado pela presença e pelo texto fantástico! Ah, Feliz Aniversário! xD

E aí? Gostaram? Querem mais resenhas do Gnomo aqui no PPN?







21
jun
2013

Resenha do livro “3355 Situações Que Você Deve Saber Para Não Morrer Como Nos Filmes de Terror”

Postado em | Cinema, Livro, Resenhas

Recebi de presente do próprio autor Gerson Couto o curioso e altamente informativo livro “3355 Situações Que Você Deve Saber Para Não Morrer Como Nos Filmes de Terror”.

livro-3355-situacoes-que-voce-deve-saber-para-nao-morrer-como-nos-filmes-terror

O livro reúne 3355 situações muito comuns em filmes de terror que eventualmente acabam em morte. Sabe aquela velha história de que a pessoa ouve um barulho no porão da casa abandonada e vai até lá ver o que é? Pois bem, a indicação do livro é “não vá ou morrerá”!

livro-3355-situacoes-que-voce-deve-saber-para-nao-morrer-como-nos-filmes-terror-04

A obra é prefaciada por José Mojica Marins, o famoso mestre brasileiro do terror, também conhecido como Zé do Caixão. Só isso já basta para atestar a qualidade do material.

livro-3355-situacoes-que-voce-deve-saber-para-nao-morrer-como-nos-filmes-terror-01

A divisão dos capítulos é feita por temas comuns: Ala Psiquiátrica, Criaturas, Mortos-Vivos, Palhaços entre outros. Dessa forma você consegue encontrar seu assunto preferido dentre os filmes de terror e conhecer todos os artifícios que a morte utiliza neles.

livro-3355-situacoes-que-voce-deve-saber-para-nao-morrer-como-nos-filmes-terror-02

Um ponto importante a se destacar é a vasta pesquisa feita pelo Gerson. É incrível que conforme você lê o livro, várias imagens de filmes vão surgindo a mente.

Eu montei meu TOP 10(e olha que eram 3355! Foi bem difícil escolher apenas 10) das situações mostradas. Confiram:

livro-3355-situacoes-que-voce-deve-saber-para-nao-morrer-como-nos-filmes-terror-03

Pra quem curte o tema, o livro é diversão garantida! Ele é vendido na Saraiva (nesse link) mas no momento não está disponível.

livro-3355-situacoes-que-voce-deve-saber-para-nao-morrer-como-nos-filmes-terror-05

E para vocês, qual o jeito mais absurdo de morrer num filme de terror?