Escolhidos para você

110 posts encontrados na categoria Resenhas

The Walking Dead está de volta!! Ontem foi ao ar o nono episódio da 5ª Temporada, reiniciando a série após o break.

TWD retorno 5t

Tenho que admitir que estamos numa fase crítica de TWD… O oitavo episódio terminou de uma forma que eu não podia prever – e muito menos desejar – e quando a gente acha que o nono vai dar uma abrandada, nova paulada na cabeça.

TWD-retorno-5t1

Não vou dar mais detalhes para não gerar spoilers, mas de uma forma geral, o capitulo de retorno de The Walking Dead foi visualmente diferente do que estamos acostumados. Tanto as cenas jogadas no começo em forma de “spoilers” quanto os cortes e idas e vindas, deram uma dinâmica diferente a “What Happened and What’s Going On”.

TWD-retorno-5t2

Sinceramente, não gosto muito desse tipo de formato, mas ele trouxe uma profundidade diferente a um episódio que foi especialmente impactante. Mas apesar dos acontecimentos, Rick e sua turma têm um novo objetivo agora e provavelmente tocarão esse plano até o final da quinta temporada.

TWD-retorno-5t3

Como vocês já sabem, eu não acompanho as HQs. Mas um grande leitor do blog – meu amigo Raul Victor – acompanha e disse que se a série seguir os quadrinhos, deve entrar agora num dos melhores arcos já apresentados por lá. Tem como deixar essa pessoa aqui mais na expectativa?

TWD-retorno-5t4

Eu já conferi o episódio nove e estarei acompanhando até o final, mesmo que daqui pra frente sejam sempre fortes emoções como nos dois últimos capítulos.

E vocês? O que acharam desse retorno?

Por Marcus Cavalcanti

O Japão passa por uma escassez de comida, além de um enorme problema com o lixo vindo de anos de industrialização acelerada. O que fazer? Matar dois coelhos com uma cajadada só!
Esta é a base da história de BioMeat: Nectar, o mangá que falaremos essa semana.

Bio-Meat-Nectar1

Mas como solucionar esses problemas do mundo moderno? Criando um ser que é capaz de se alimentar de quase tudo existente, além de servir como fonte de alimento para os seres humanos. Este é o BioMeat, carinhosamente apelidado de BM.

Bio-Meat-Nectar2

É claro também que criar algo assim não acabaria bem, não é? Ou então não teríamos essa história. Portanto, graças ao clássico descuido dos “responsaveis”, os BM fogem de sua área de contenção e rapidamente tomam as ruas, limpando-as no sentido literal da coisa. Tudo que não é vidro ou vinil pode ser devorado por esses lindos bichinhos.

Bio-Meat-Nectar3

Com o caos instaurado, quem poderá nos salvar? O exército? Claro que não! Um grupo de quatro bravas crianças! Exatamente isso. Quatro jovens sem qualquer habilidade especial. São eles, o aspirante à líder Kan Maaya, o misterioso Tsuyoshi Shinoura, grandão com cara de bobo e coração de manteiga Yuu Banba e a garota indefesa, que precisa lutar contra seus sentimentos Marino Kanomiya.

Bio-Meat-Nectar4

O mangá se passa em quatro arcos em diferentes espaços temporais e neles desenrola uma simples história de sobrevivência com uma pitada de horror. Ou seja, te deixa um pouco tenso, com vontade de acelerar na leitura, mas nada muito forte.

Bio-Meat-Nectar5

Eu indico BioMeat: Nectar para aqueles que estão procurando uma pegada mais adulta, porém ainda buscando elementos do clássico Shounen. Algo como uma fase de transição entre ambos. Ou seja:  não quer poderes mágicos, forças sobrenaturais ou traquitanas mirabolantes, mas também não busca algo extremamente bizarro e cru? Então achou!

Mangaka – Fujisawa Yuki
Publicado – Shounen Champion
Durante: Janeiro de 2000 até Outubro de 2002
Número de volumes: 12

Alguém já leu??

* Post feito pelo colaborador Marcus Cavalcanti:

www.instagram.com/marcusvcavalcanti
www.twitter.com/soundblasterx

Por Marcus Cavalcanti

Olá, me chamo Marcus Cavalcanti e à partir de agora teremos um encontro semanal aqui no PPN para falarmos sobre Mangás. Farei resenhas de alguns títulos, focando em possivelmente trazer algo que você ainda não leu, mas irá se surpreender.
Para começar, escolhi um mangá recém descoberto em uma das minhas buscas aleatórias por algo bom para ler. A obra em questão é Boys on The Run de Kengo Hanazawa.

Este mangaka tem como característica colocar personagens com traços comuns de personalidade entre o cidadão japonês mediano assalariado, como timidez, solidão, um emprego frustrante, má sorte com mulheres… e o protagonista Tanishi Toshiyuki se encaixa em todos estes estereótipos.

Boys-on-The-Run-1

Funcionário de uma empresa de gashapon (aqueles brinquedos de cápsula que vendem em máquinas onde só aceitam moedas), ele reabastece as lojas e ainda tem de lidar com vendedores mal humorados, já que sua empresa é a segunda no mercado. Para piorar, frequentemente esbarra com seu concorrente melhor sucedido Takahiro Aoyama, um homem de aparente sucesso e auto estima invejável.

Boys-on-The-Run-2

Além disso, em sua empresa trabalha Uemura Chiharu, uma designer de gashapon que Tanishi frequentemente busca uma aproximação, mas sempre frustrada.
Com a ajuda de Aoyama, seu concorrente, Tanishi finalmente marca um encontro com Chiharu e ambos começam um namorico daqueles bem de portão. Sem beijo nem nada! Mas em um vacilo, Tanishi acaba se envolvendo com Shiho, a vizinha prostituta de Chiharu e é flagrado em uma deplorável cena. Isso acaba jogando Chiharu de vez no colo de Aoyama, que se aproveita como pode da situação, usando e abusando da moça.

Boys-on-The-Run-3

Ao saber do ocorrido, Tanishi marca uma luta com Aoyama em uma tentativa de vingar a moça que ele amava.
Nessa situação, ele conhece Hana Ooiwa, uma garota surda e treinadora de boxe, que frequentemente começa a cruzar seu caminho e aos poucos se envolver em sua vida.

Boys-on-The-Run-4

Se acha que contei demais e posso ter matado o clímax da história, se engana redondamente. Este é apenas o enredo básico da história, tentando poupar o máximo de detalhes para o seu deleite enquanto ler.

Boys on The Run tem como ponto forte a leitura despretensiosa. Mesmo sendo um mangá de história densa, não existem muitos detalhes que precisam ser guardados durante sua leitura. Os ganchos eventuais são bem fáceis de lembrar. Todos os personagens, mesmo os secundários, tem traços de personalidade peculiares e que os deixam únicos. Você acaba rapidamente escolhendo seus favoritos e odiados.

Sendo um enredo mais adulto, com romance, drama, comédia e até mesmo um pouco de aventura, ele se destaca por colocar todos esses estilos em boas doses. Em um só capítulo, você oscilará de felicidade para raiva ou espanto, ou até mesmo uma leve pena.

Ah! E além de sua versão original, este mangá também foi lançado como filme e série.

Portanto, se busca algo rápido de ler, simples de entender e que ainda consiga abalar seu mundinho, esta obra foi feita para você.

Mangaka – Kengo Hanazawa
Publicado – Big Comic Spirits
Durante: 30/11/2005 até 30/06/2008
Número de volumes: 10

* Post feito pelo colaborador Marcus Cavalcanti:

www.instagram.com/marcusvcavalcanti
www.twitter.com/soundblasterx