2
set
2015

Resenha: Narcos

Postado em | Novidade, Resenhas, Série

Finalmente consegui terminar de assistir Narcos, a série original da Netflix que mostra a vida de Pablo Escobar, vivido por Wagner Moura e agora vou falar as minhas impressões sobre ela.

Resenha-Narcos1

A trama de Narcos é narrada por Steve Murphy, um policial americano do DEA (controla anti-drogas), retratando a história da ascensão de Pablo, passando de um criminoso comum para um dos homens mais perigosos, procurados e ricos do mundo.

Resenha-Narcos2

Quero começar falando sobre o assunto mais polêmico e que mais tem se comentado negativamente sobre a série: o espanhol de Wagner Moura. Sendo extremamente sincero, o espanhol dele nem de longe soa natural como o dos outros atores com que ele contracena. Da para notar claramente que ele não fala a língua fluente e isso pode incomodar as pessoas que tenham uma intimidade com a língua.

Resenha-Narcos3

Agora se você não habla nem um Portunhol Zuêirico, isso pode até passar batido! Acho um certo exagero bater nessa tecla como ponto negativo, quando a atuação de Wagner como um todo foi impecável.

Resenha-Narcos4

Para mim, o melhor de Narcos é que a série mostra um pouco da história da Colômbia e a origem do tráfico de Cocaína. Claro que muitos fatos que aconteceram na história real não foram mostrados na série, assim como outros acontecimentos foram inventados ou modificados. Mas da para ter uma boa ideia do que se passou de verdade e de como tudo começou para Escobar.

Resenha-Narcos5

É interessante também conhecermos um pouco mais da personalidade de um homem que era ao mesmo tempo temido e odiado por uns e amado por outros. E de como o poder pode subir a cabeça e leva-lo a tomar decisões radicais que mudaram todo o rumo de sua história.

Resenha-Narcos6

A fotografia do seriado é fenomenal e o estilo de narração também me agradou muito. Muitas vezes Narcos parece um documentário, mostrando cenas e fotos reais (como em Cidade de Deus), passando muita veracidade aos fatos apresentados. O ritmo é dinâmico, sem correria e nem enrolação e os personagens secundários são devidamente explorados.

Resenha-Narcos7

Um ponto que eu notei ser muito controverso na net é sobre o poder que o seriado tem de prender o espectador. Particularmente, eu não consegui parar de assistir enquanto não terminei o ultimo capítulo. Por mim, inclusive, teria feito uma mega maratona se tivesse tido tempo. Vale comentar que eles não economizaram nas cenas de sexo e violência, mas não há de ser um problemas para quem está acostumado a assistir Game of Thrones.

Resenha-Narcos9

Resumindo, os pontos negativos não são negativos ao ponto de prejudicarem e os pontos positivos são bem positivos! Minha nota é de 5 platas e 4 plomos, totalizando 9 Pablitos!

Resenha-Narcos8

Recomendo fortemente a série, não só para prestigiar o brasileiro Wagner Moura, como também para conhecer um pouco mais sobre a história da nossa vizinha Colômbia.

Alguém mais assistiu Narcos? O que achou?







18
ago
2015

Resenha: Missão Impossível – Nação Secreta

Postado em | Cinema, Resenhas

Nesse final de semana fui ao cinema conferir o novo “Missão Impossível – Nação Secreta” e agora vou falar da experiência de assistir ao 5 filme dessa franquia de sucesso!

Missao-impossivel-resenha1

Expectativa: nada menos do que os outros 4 filmes. Esperava ação, espionagem, cenas cheias de adrenalina e alguém usando máscara e modelador de voz para virar outra pessoa! xP

Realidade: o filme traz todos os elementos que você pode esperar de Missão Impossível, mas tem o incrível dom de não parecer repetitivo. Gostei muito e assistiria de novo com certeza!

Missao-impossivel-resenha2

O longa narra a trajetória do famoso agente Ethan Hunt (Tom Cruise), que descobre que o Sindicato é real, e está tentando destruir o IMF. Mas como combater uma nação secreta, tão treinada e equipada quanto eles mesmos? O agente especial tem que contar com toda a ajuda disponível, incluindo de pessoas não muito confiáveis.

Missao-impossivel-resenha3

Missão Impossível – Nação Secreta surpreende ao conseguir manter um ótimo ritmo do começo ao fim. Ele já se inicia logo com uma cena de ação para nos situar do que estamos prestes a presenciar. É um daqueles filmes que você não para de olhar para a tela nem um minuto com medo de perder algo importante. E se vacilar, você pode acabar se perdendo no contexto mesmo!

Missao-impossivel-resenha4

Tom Cruise mostrou que ainda tem o dom e estava muito a vontade no papel. O mesmo podemos dizer sobre Rebecca Ferguson, que consegue colocar uma aura de mistério em sua personagem, nos levando a desconfiar das suas verdadeiras motivações até a ultima vez em que aparece no filme. Ela estava simplesmente brilhante!

Missao-impossivel-resenha5

Vale ainda ressaltar que o longa tem cenas de ação, comédia, mistérios e aventura na medida certa, além da ótima direção de Christopher McQuarrie. E se querem mais elogios, ainda posso dizer que a trilha sonora é um dos pontos altos de Nação Secreta.

Missao-impossivel-resenha6

Para os fãs do gênero, o filme é um prato cheio. Mas se você for daqueles que reparam nos exageros, pode ficar um pouco desconfortável com algumas cenas verdadeiramente impossíveis ou com o ótimo fator de cura de Ethan, digno do Wolverine! xP

Aqui, nada a reclamar! Se fosse para dar uma nota, seriam nove Gaviões Arqueiros sem arco! xP

E vocês? Assistiram o novo Missão Impossível? O que acharam?







13
ago
2015

Dokan Battle – Em busca das Esferas do Dragão


Por Diego Lorenzo

Oi, eu sou o Diego (pensou que fosse o Goku, né?). Zuera à parte, estou aqui como colaborador do Pausa Para Nerdices. Sou de São Paulo e tenho 25 anos, gestor ambiental por profissão, nerd durante toda a vida acadêmica, hoje com skill mais geek, curto actions figures, games, quadrinhos, livros dos mais diversos temas, filmes ação-ficcção e já fui cosplayer (agora só para eventuais photoshots). Aqui no PPN, vou falar sobre assuntos variados, com foco nas coisas olds, but golds. Esse é meu primeiro texto. Divirtam-se!!

Jogo-Dragon-Ball-Android5

E aí pessoal, tudo bem? Estreando minha colaboração aqui no Pausa para Nerdices com um post falando de um game chamado Dokan Battle que encontrei pela Play Store (sim, meu sistema é Android) e que tem em sua temática a série Dragon Ball.
Trata-se de um game bem ao estilo RPG e dos mais complicados pelo que pude testar até então. Para ficar de fácil entendimento, é uma mistura das lutas de RPG como as de Final Fantasy (lutas em turnos e com team) mesclado com uma engine de vantagens e desvantagens de tipo de lutador (ao que se assemelha a Pokémon), fluindo em um mundo onde a movimentação do player ocorre em cenários esboçados em uma espécie de tabuleiro, cujos gráficos se baseiam no universo de Dragon Ball.

Jogo Dragon Ball Android1

Achando que ia encontrar o Goku logo de cara, mas foi o Mr Satan. As vozes são do original Japonês

O jogo ainda tem modos específicos para treino, itens diversos tanto para power ups de KI como para defesa e recover, e os mesmo podem ser utilizados durante os combates, porém devem ser selecionados antes que a partida se inicie. Existem três níveis de combate, sendo o primeiro realmente fácil. O segundo já é muito mais difícil e necessita de um UP considerável nos níveis dos personagens que você estiver utilizando em sua team. Já o terceiro nível, o qual não consegui chegar ainda… bom, esse eu não quero nem pensar, com certeza é mais de 8000.

Jogo Dragon Ball Android2

Essa parte do inicio você receberá uma team para usar depois de lançar o kame hame há com o Goku

Aliás, eu disse ali TEAM. Isso mesmo, você controla uma team de 6 personagens que você seleciona de uma lista grande, que obviamente está quase vazia no inicio. O desafio então se torna conseguir mais personagens para essa lista a cada batalha conquistada, porém não será fácil.
Falando um pouco sobre a história, esta nos é apresentada por Future Trunks e Sr. Kaio, e para não dar maiores spoilers, digo apenas que ela irá permitir reunir os personagens de todas as temporadas do anime.

Jogo Dragon Ball Android3

Eu dei muita sorte, peguei o Metre Kame como meu líder de team, junto com Ten Chi, Chaos e Yamcha. Espaços vazios foram completados com Saibamans

Um ponto negativo desse jogo é que você necessita estar conectado a uma boa rede de Internet para poder joga-lo. Ou seja, jogar usando o 3G é pedir para ter sua conexão bloqueada (um alô às operadoras de telefonia) e drenar a bateria do seu celular. Então acho que compensaria mais baixa-lo em um tablet ou similar. Sem mencionar que a tela deixaria o jogo ainda melhor.

Jogo-Dragon-Ball-Android4

E como ponto positivo cito os gráficos e a os efeitos visuais nas batalhas que ficaram muito legais e passam a emoção da luta, principalmente quando se consegue KI suficiente para lançar um super ataque. E também o fato de que você pode mandar convites para outros players e trocar itens, bem como usa-los em sua team (em modo guest) como uma forma de ajuda para superar os inimigos mais poderosos.

Para baixar Dokan Battle, basta clicar nesse link aqui.

É isso aí, vale a pena conhecer este jogo, agora vou ver se consigo mais esferas do dragão para pedir um desejo ao Shen Long. Fui!