5
jun
2017

Crítica: Mulher-Maravilha


Quem me acompanha no insta viu que fui no fim de semana assistir Mulher-Maravilha (quem não acompanha, demorou, né? Mas clica aqui pra ir la no meu insta e começar a seguir!). Agora vou contar para vocês o que eu achei do longa da mais famosa heroína da DC! Será que ele é bom mesmo?

Expectativa: era um meio termo bem tenso! Ao mesmo tempo que eu estava querendo muito que esse filme fosse bom pra caramba, a gente vinha de uma onde meio decepcionante da DC… Então eu acreditava que o filme seria bom, mas tinha lá meu pezinho atrás.

Realidade: que filmão da porra! Sério, vai ser difícil encontrar alguém que fale mal de Mulher-Maravilha. É o melhor filme da DC dos cinema atual sem sombra de dúvida nenhuma!

Se você estava preso numa redoma e não faz ideia do que o filme trata, essa é a sinopse: Treinada desde cedo para ser uma guerreira imbatível, Diana Prince (Gal Gadot) nunca saiu da paradisíaca ilha em que é reconhecida como princesa das Amazonas. Quando o piloto Steve Trevor (Chris Pine) se acidenta e cai numa praia do local, ela descobre que uma guerra sem precedentes está se espalhando pelo mundo e decide deixar seu lar certa de que pode parar o conflito. Lutando para acabar com todas as lutas, Diana percebe o alcance de seus poderes e sua verdadeira missão na Terra.

Houve um respeito muito grande com a mitologia da personagem e eu achei que a Diana foi retratada exatamente como deveria. Ela tem um misto de força com inocência que torna impossível para o espectador não se encantar de cara com ela. O longa mostra a princesa das Amazonas se descobrindo do início ao fim e isso é legal porque as surpresas nunca acabam. E conforme ela vai entendendo o mundo e se conhecendo, a gente também vai curtindo essa jornada com ela e se apagando mais e mais.

A DC usou uma formula mais leve que em seus filmes anteriores, com piadas e momentos cômicos bem encaixados, cores mais vivas e cenários deslumbrantes. Fora que a trilha sonora também é boa e você vai sair do cinema cantarolando a música tema da Mulher-Maravilha.

O longa tem alguns momentos clichês, mas até esses momentos parecem se encaixar perfeitamente e viram mais um elogio do que uma crítica. Se você lembrar da época em que o longa se passa e que a nossa heroína nunca viu nada fora da sua ilha, tudo vai fazer muito sentido!

Em resumo, a Mulher-Maravilha simboliza sim todo o poder feminino…. Mas o interessante é que ela não se importa com isso. Ela age naturalmente como se o machismo não existisse (já que para ela não existe mesmo) e só se importa em cumprir sua missão, nem que tenha que correr por um campo cheio de fuzileiros portando só um escudo e um laço.

Pode ir ao cinema esperando cenas épicas e muita diversão! E agradeça a DC por finalmente ter acertado a mão! 9 escudinhos de 10 possíveis!

Alguém mais já assistiu? Foi tudo aquilo que vocês esperavam?







30
maio
2017

Crítica: Piratas do Caribe – A Vingança de Salazar

Postado em | Cinema, Resenhas

No fim de semana eu fui assistir o novo filme da franquia dos Piratas do Caribe e agora vou contar para vocês o que se pode esperar da nova aventura de Jack Sparrow.

Expectativa: vamos ser realistas, depois de 4 filmes, a gente já sabe exatamente o que esperar do longa. Eu esperava ação, piadas e loucas aventuras em alto mar! xP

Realidade: se você tiver a mesma expectativa que eu, o filme vai te atender totalmente. Ele tem boas cenas de ação, humor na medida e um show de efeitos especiais.

De acordo com a sinopse, o Capitão Jack Sparrow se encontra com os ventos da má sorte soprando com mais força quando um grupo de piratas fantasmas é liberado por um velho inimigo: Capitão Salazar, que depois de escapar do Triângulo do Diabo está determinado a matar todos os piratas do mar, principalmente Jack Sparrow. Sua única esperança de sobrevivência é a busca pelo lendário Tridente de Poseidon – um artefato poderoso que dá ao seu possuidor o controle dos sete mares.

É meio complicado julgar uma franquia que repete a formula desde o começo. Muita gente reclama de “mais do mesmo”, mas em nenhum momento a Disney prometeu algo diferente. Os trailers já entregam que o novo Piratas do Caribe vai seguir o mesmo ritmo dos anteriores e se você vai ao cinema esperando alguma coisa muito diferente, vai acabar se decepcionando.

A verdade é que existem franquias que a gente já sabe o que esperar e assiste o filme só para conferir o desenrolar dos fatos. A diversão está justamente em saber o que vai acontecer, mas descobrir de que forma a história será apresentada.

Na mesma pegada dos anteriores, se você já gosta de Piratas do Caribe, a probabilidade de você curtir o filme é bem grande. Agora se você não gosta ou já está “enjoado”, nem vá ao cinema que não tem nenhuma surpresa ou situação extremamente diferente.

Vale dizer que Paul McCartney faz uma participação inusitada e divertida (pela foto já da pra saber que ele tem parentesco com Jack Sparrow) e que os efeitos especiais estão muito bem feitos! A aura fantasmagórica do Capitão Salazar e sua tripulação e o jovem Jack são bem convincentes!

Resumo: é mais do mesmo sim, mas isso não é de todo mal! Apesar de não inovar, o longa diverte e impressiona e serve como uma diversão ótima pra família toda. A grande dica é esperar os créditos terminarem porque temos cenas extras no fim!

Pra mim, 7 Tridentes de Poseidon dos 10 possíveis!

E vocês? Já assistiram? O que acharam?







25
abr
2017

Resenha (Crítica): Guardiões da Galáxia Vol. 2

Postado em | Cinema, HQ, Novidade, Resenhas

Hoje eu fui conferir o novo filme da Marvel e já vim correndo pra contar para vocês o que esperar de Guardiões da Galáxia – Vol. 2!

Guardiões-da-Galaxia-vol-2-novo-trailer

Expectativa: Apesar de saber que seria difícil, eu esperava que a continuação da saga mantivesse o alto nível do primeiro longa e que desse gosto de ir até o cinema para assisti-lo! Pra ser mais específico, queria que quem curtiu o primeiro, não se decepcionasse com o segundo!

Realidade: A Marvel não é besta nem nada. Se a fórmula deu certo da primeira vez e agradou todo mundo, eles sabidamente trataram de repeti-la e por isso o segundo ficou tão bom quanto o primeiro!

Critica-Guardiões-da-Galaxia1

De acordo com a sinopse, “Com o “Awesome Mixtape #2” de trilha sonora, Guardiões da Galáxia Vol. 2 continua as aventuras da equipe enquanto eles atravessam os confins do universo. Os Guardiões devem lutar para manter sua recentemente criada família junta, enquanto eles desvendam o mistério da ascendência verdadeira de Peter Quill. Antigos inimigos se tornam aliados e personagens favoritos dos fãs dos quadrinhos clássicos aparecerão para ajudar nossos heróis!”.

Critica-Guardiões-da-Galaxia2

Antes de mais nada, só pra deixar claro, eu disse que a fórmula é a mesma e não que o filme é igual! Eles apostaram num enredo conciso e bem trabalhado, em muitas piadas, muita ação e aproveitaram para desenvolver melhor os personagens apresentados no primeiro filme. Some isso à participação sempre marcante do Baby Groot em todas as cenas que ele aparece e a já conceituada trilha sonora nostálgica e o resultado é um filme verdadeiramente prazeroso.

Critica-Guardiões-da-Galaxia3

A história sem pé nem cabeça do pai do Senhor das Estrelas ser Ego, o planeta vivo, acaba funcionando bem na telona e fica coerente. Stan Lee tem uma das suas melhores participações de todas e a aparição do Sly também não é gratuita. Provavelmente veremos o eterno Rambo aparecendo mais vezes por aí! E preparem-se para muitas risadas, piadas de duplo sentido e, mesmo que pareça improvável, talvez uma lagriminha no canto de um dos olhos em uma cena específica….

Guardiões-da-Galaxia-vol-2-novo-trailer2

Eu posso dizer sem nenhum medo de errar: se você gostou de Guardiões da Galáxia 1, vai gostar do 2 com a mesma intensidade. Se você não é fã de quadrinhos, vai poder aproveitar as alusões a cultura pop em geral. Mas se você gosta da Marvel, também vai curtir as diversas referências aos quadrinhos da editora.

Critica-Guardiões-da-Galaxia4

Detalhe: fique até o fim dos créditos, tem umas 200 cenas extras entre eles! Não saia do cinema antes da tela ficar preta de vez. E caso em algum momento do filme você fique curioso pra saber quem seria um tal de Adam (aqueles que não quer dar spoiler), só te digo que na Marvel existe um personagem chamado Adam Warlock cujos poderes estão entre os mais apelões da editora. Além disso, ele tem uma história com uma tal Joia da Alma… Só isso! xP

Critica-Guardiões-da-Galaxia5

Ah, ainda me incomoda a personalidade do Drax, o Destruidor Bobão. Fico meio com vergonha alheia porque estou acostumado com o jeito frio (de quem teve a família brutalmente assassinada) dele nos quadrinhos. Mas estou trabalhando o fato de que são Draxs de realidades diferentes e já fiz um bom progresso!

Critica Guardiões da Galaxia336

Se você já quiser se preparar para a sonzera do longa, pode curtir trilha-sonora do filme – que está em primeiro lugar entre as mais ouvidas no Spotify – clicando nesse link aqui.

Guardiões da Galáxia Vol.2, da Marvel, estreia nesta quinta-feira, dia 27 de abril.

Quem aí está super animado?