Escolhidos para você

27 posts encontrados na categoria Rafael Borges

Por Rafael Borges

Durante as (merecidas) férias do Sr. Leandro Lanzillotta, eu e o Felipe Takeo fomos conferir a exibição de Batman: A Piada Mortal nos cinemas. A animação seria lançada diretamente para DVD, mas a Warner resolveu aproveitar a comoção que o Homem-Morcego sempre causa, realizando exibições na tela grande em algumas salas selecionadas – e disputadas!

Batman-Piada-mortal-resenha1

Pra começo de conversa, preciso deixar uma coisa clara: tudo o que envolve o Batman é um assunto da maior importância pra mim. Então, quando Bruce Timm, produtor do aclamado desenho do Homem-Morcego nos anos 90, anuncia que vai adaptar em formato de animação a Piada Mortal, não tem como não existir grande expectativa.

Batman-Piada-mortal-resenha2

Lançada em 1988, a Piada Mortal é a história que mostra o Coringa tentando provar que apenas um dia ruim pode ser o bastante para levar uma pessoa normal à loucura. O roteirista Alan Moore e o desenhista Brian Bolland – ambos britânicos e extremamente detalhistas em seus respectivos ofícios – apresentam uma história brutal, descrevendo a insanidade do Coringa e a forma distorcida com que ele vê o mundo e a si mesmo.

Batman-Piada-mortal-resenha3

Se você conhece a HQ e espera vê-la transposta cena por cena para a tela, você vai ter exatamente o que espera. Mas isso não quer dizer que a animação seja 100% fiel à graphic novel. Como a história original tem apenas 60 páginas, o renomado roteirista de quadrinhos Brian Azarello foi convocado para criar material adicional, completando o longa metragem.

Batman-Piada-mortal-resenha4

A escolha para esse material faz todo o sentido com a história original, pois apresenta aquela que seria a última missão de Bárbara Gordon antes de abandonar o manto da Batgirl. A ideia era dar mais densidade à personagem antes dos eventos traumáticos pelos quais ela passa na Piada Mortal – não vamos entrar em spoilers. Se você leu a HQ, já sabe exatamente do que estamos falando, não é?

Batman-Piada-mortal-resenha5

O problema é que Azarello pesa a mão ao tentar reproduzir o estilo provocador de Alan Moore. A animação cruza uma linha que jamais havia sido cruzada, passando a sensação de que os autores não captaram corretamente a dinâmica da parceria entre Batgirl e o Batman. Nós também não vamos entregar todos os detalhes aqui. Se você está curioso pra saber, a internet já está repleta de spoilers sobre essa cena em particular.

Batman-Piada-mortal-resenha6

A sensação de assistir a um desenho animado como este no cinema é incrível. Apesar disso, o estúdio coreano responsável pela animação peca pela falta de uniformidade. Enquanto algumas cenas são belamente ilustradas, outras deixam claro que o orçamento foi mais dirigido para trazer de volta o eterno Luke Skywalker Mark Hammil, que cede a voz para o Coringa.

Batman-Piada-mortal-resenha7

Resumindo, Batman: A Piada Mortal causa nas telas a mesmíssima estranheza e choque que causava nas páginas das histórias em quadrinhos anos atrás. Pode não ser a melhor adaptação animada da DC (Ano Um e Cavaleiro das Trevas são bem superiores em minha opinião), mas se você é fã do Coringa e do Homem-Morcego, mais do que vale a pena conferir!

Alguém ai já conferiu A Piada Mortal? O que achou?

Conheça o outro trampo do Rafa além de Colunista do PPN:

Site: www.ozzycover.com.br

Estamos de volta para mais um round da disputada Batalha Nerd, a primeira guerra intelectual que leva mais em consideração o poder de convencimento do que a sabedoria! xP

Batalha-Nerd

Na batalha de hoje mergulhamos num mar de nostalgia e voltamos às décadas de 80 e 90 para tentar decidir quais foram as coisas mais interessantes em algumas áreas bem específicas! Rafael Borges e Felipe Takeo usaram todas as armas possíveis, me deixando com a difícil missão de escolher um vencedor!

Batalha-Nerd2

Então, se você é da época em que o Papai Papudo falava as horas e que o gorila saia de trás da porta número 2, sabe tudo sobre os poderes de Greyskull e quer saber o que o Sloth tem em comum com Twist And Shout, dê logo o play no vídeo abaixo!

Serginho, me desculpa cara! Na verdade eu escolhi você, mas o editor fez uma Pegadinha do Mallandro! Rá! xP

Sergio-Mallandro

As questões do programa de hoje foram:

1-) Qual era o melhor filme da Sessão da Tarde?

2-) Qual era o melhor brinquedo dos anos 80?

3-) Qual era o melhor programa infantil do SBT?

Não se esqueçam de se inscrever no nosso canalclicando nesse link aqui – e de deixar seu like no vídeo!! Ah, quem quiser comentar com sugestões de temas, fique a vontade! Elas serão muito bem recebidas e podem aparecer nos próximos episódios!

Agora contem pra gente, o que vocês estão achando das nossas batalhas??

Sim, eu sei que eu tinha prometido a resenha para segunda feira e hoje já é terça! Sei que vocês estão curiosos para saber o que eu achei de Capitão América: Guerra Civil e que nem vão comprar os ingressos antes de ver minha resenha! Mas juro que teve um bom motivo! xP

Guerra-civil-trailer-ordem-cronológica2

Acontece que o Rafael Borges e eu gostamos de lance de fazer um Papo-Resenha, onde conversamos e eu conto o que esperar do filme! O vídeo que fizemos do Deadpool ficou tão legal que resolvemos repetir a dose!

Guerra-civil-trailer-aranha3

Então, tivemos que arrumar um tempo na nossa agenda pra gravar, editar e upar o vídeo. Deu trabalho, mas ele está ai! Com um dia de atraso, eu sei, mas ficou bem legal e agora vocês já podem ir para o cinema sabendo O Que Esperar de Capitão América: Guerra Civil! Confiram:

Minha internet é zuada, não da pra ver vídeo direito! Rola fazer um resumão aí?

Opa, com certeza! Em resumo: MELHOR-FILME-DE-HERÓIS-DE-TODOS-OS-TEMPOS! Tem ação, aventura, política, superpoderes, #referências pra Capitão nenhum botar defeitos, tretas homéricas e o melhor Homem-Aranha da história do cinema! Tá bom pra vocês?

Homem-Aranha-na-Marvel1

Capitão América: Guerra Civil estreia em 28 de Abril e não sei o que vocês estão fazendo parados ai que ainda não correram pra comprar seu ingresso e acampar na porta do cinema! xP

E aí, antes de entrar na sala, vocês são #TimeCapitãoAmérica ou #TimeHomemDeFerro?