Escolhidos para você

7 posts encontrados na categoria Filmes

E lá vamos nós outra vez! Primeiro post do ano e quando eu estava terminando de escrever eu perdi ele todinho! “Alô, é de 2019? Cê deixou um rabo de coisa ruim aqui pra trás, venha buscar, por favor!”. Bom, novo ano (não nova década, né Clay?) chegou e junto com ele chegou a hora de que? Maratonas! Não, não! Não aquelas de correr, que nem São Silvestre! Maratonas de filmes! Então nesse post eu vou te dar 5 motivos para maratonar Harry Potter nessas férias!

Era meu hábito, todo ano, encerrar a época de Natal/ Ano Novo maratonando os filmes de Harry Potter e iniciar o ano relendo todos os livros. Mas em 2018 eu quebrei a corrente e 2019 foi o que foi, então esse ano, apesar de não ter maratonado os filmes, estou iniciando já a leitura de Pedra Filosofal pra tentar garantir aquela vibração boa haha. Apesar do que muitos pensam, maratonar filmes que você já assistiu pode ser bem legal e te dar uma visão bem diferente das coisas. Eis alguns motivos pelos quais você deveria maratonar Harry Potter:

1. Rever conceitos

É muito interessante quando você reassiste ou relê Harry Potter e nota ou que entendeu algo que não havia entendido ou prestado muita atenção no passado, ou que alguma atitude com a qual você concordava você passou a discordar. Acontece muito! Afinal, você cresceu, passou por coisas na sua vida, situações que te tornaram mais empático com outras pessoas, ou que fizeram você ver que nem tudo é preto no branco como a maioria dos adolescentes pensa que é. A vida é cheia de cores e “porém’s” e isso se reflete muito quando você revisita cada “moral” aplicada em Harry Potter com novos olhos e nova cabeça.

2. Erros de gravação

Vai dizer que você nunca notou os erros de gravação nos filmes de Harry Potter? Eles são mais comuns em Pedra Filosofal e Câmara Secreta, pois, foram os filmes com os atores mirins mais inexperientes e com menor investimento total. A mais clássica pra mim é a “mão misteriosa com o relógio de ouro” que aparece em Pedra Filosofal segurando as costas da roupa do Rupert para que ele não saia andando na hora errada e atrapalhe a fala dos colegas de cena.

3. Cronologia

Em franquias grandes, como Harry Potter, que possui oito filmes, é comum assistir os filmes com um intervalo grande entre eles, o que as vezes deixa você sem muito parâmetro para perceber a evolução dos personagens e dos atores em cena. Dessa forma, talvez você mal tenha notado que em Relíquias da morte parte 2 houve um grande trabalho de maquiagem em Alan Rickman para gravar as cenas dos pensamentos de Severo Snape, pois, ele precisaria parecer quase vinte anos mais jovem, de modo que a cena linkasse com as demais dele naquela época que já apareceram em outros filmes.

4. Personagens secundários e cenários

 Quando você maratona uma saga como Harry Potter, você tem a possibilidade de dar mais atenção a personagens secundários, nos quais você não reparou muito de primeira, e que as vezes aparecem muito pouco em cada filme, mas que num todo, condensado, se mostram muito importantes. Tem a possibilidade notar também as sutis mudanças de cenário (como a sala comunal da Grifinória, o retrato da Mulher Gorda, o próprio Castelo de Hogwarts, etc) e consegue comparar também como a atmosfera (luz, fotografia, vestuário) mudam de filme em filme dependendo as vezes do diretor responsável (como na transição de Câmara Secreta para Prisioneiro de Azkaban) ou do próprio enredo.

5. É Harry Potter, né!

Quinto e último motivo para você maratonar Harry Potter é simplesmente porque É HARRY POTTER! A saga está no hall de uma das mais “maratonáveis” da história. Então pega lá a pipoca, se joga no sofá, chama ozamigo e azamiga Potterhead (e os que ainda não são também!) e BOA MARATONA!!!

Bônus

Vocês viram que a Netflix disponibilizou Harry Potter e a Ordem da Fênix, Enigma do Príncipe e Relíquias da Morte parte 1 no catálogo nacional, para somar com Relíquias da Morte parte 2 que já fazia parte do catálogo há algum tempo? Tá esperando o que? (não vale dizer que está esperando eles disponibilizarem os outros quatro heim haha).

 

Bora maratonar, então?

Que 2020 seja um ano mágico para todos nós pessoal! 😉

Beijos e até a próxima!

Depois de anos, chegamos ao final dessa Saga que começou lá em 1977. Essa saga esta presente na vida de muitas pessoas, e tem um significado especial para cada um de nós, esse último filme encerra a história de uma das famílias mais famosas da história do cinema, os Skywalkers. Assisti o filme ontem e vou contar para vocês SEM SPOILERS o que eu achei do filme.

Sem enrolação, o filme é bom! Houveram diversos momentos que me deixaram sem respirar, muito tensa. Momentos onde eu vibrei, e fiquei muito feliz, e momentos que chorei. Ou seja, com certeza não é um filme que vai te deixar entediado ou perdido, o que pode ter acontecido no episódio 8 (nada como ter J.J no comando novamente).

 

O filme fecha diversas pontas soltas, e conclui a história dos Skywalkers de maneira  digna, e me deixou muito feliz  ter acompanhado essa história desde criança. O filme é lotado de nostalgia, uma das cartadas mais usadas nessa nova trilogia, mas você entende o porque, pois o filme trata também do legado e todo o significado que os jedi carregam, todo o legado dos rebeldes e o legado do império. o filme foi muito bem construído para que esse legado fosse relembrado, e respeitado.

A música é impressionante, vemos uma mescla de temas antigos com temas novo, todos muito marcantes que te tiram a cadeira literalmente! os efeitos especiais são ótimos como sempre. Agora sobre a Leia. Infelizmente a atriz Carrie Fisher faleceu antes das filmagens do novo filme começar. Por isso eles tiveram que usar algumas cenas já gravadas anteriormente, e algumas inserções digitais, que são sim perceptíveis, e infelizmente, a personagem não teve o fim que deveria, devido a esse incidente, pois ela teria grande participação nesse filme, o que não foi possível. A produção decidiu não recriar a atriz digitalmente, como fizeram com o General Tarkin em Rogue One.

 

Resumindo o filme trás um final digno a série e a história dos Skywalkers, todos os personagens estão atuando muito bem, e o único mini spoiler que eu vou deixar aqui é, você vai finalmente ver todo o poder de um jedi!

Você já estão no clima de Natal? É a melhor época para decorar a casa, participar de amigos secretos (nem sempre isso é bom, eu sei), penar nas comidas e entrar naquela discussão da uva passa na comida. Mas também é ideal para assistir aqueles filmes clichês. Eu adoro acompanhar os lançamentos dessa época e hoje vim indicar 5 filmes para assistir na Netflix que vão deixar o seu coração quentinho.

1- Deixe a Neve Cair

Um forte nevasca atinge a cidade de Gracetown na véspera de Natal e a transforma em um inesperado refúgio romântico. Um trem retido no meio do nada, uma corrida com os amigos no frio congelante e lidar com a tristeza da perda do namorado ideal. Três histórias de amor distintas que se conectam entre si.

2- Um passado de presente

Depois que uma feiticeira transporta o cavaleiro medieval Sir Cole (Josh Whitehouse) para a época atual em Ohio, durante as festas de fim de ano, ele faz amizade com Brooke (Vanessa Hudgens), uma professora de ciências inteligente e gentil que está desiludida pelo amor. Brooke ajuda Sir Cole a navegar no mundo moderno e tenta ajudá-lo a descobrir como cumprir sua misteriosa e verdadeira missão – o único ato que o levará de volta para casa. Mas, à medida que ele e Brooke se aproximam, Sir Cole começa a se perguntar se realmente quer voltar à sua antiga vida.

3- O Príncipe do Natal: O bebê Real

Aldovia está em clima de Natal enquanto a Rainha Amber (Rose McIver) e o Rei Richard (Ben Lamb) se preparam para tirar um tempo para si e cuidar do seu primeiro filho, que está para nascer. Porém, primeiro eles precisam renovar um sagrado tratado de paz com o reino da Penglia. Quando uma tempestade de neve atinge o castelo na véspera de Natal e o tratado desaparece, o casal real precisa encontrar o ladrão para garantir a segurança de sua família e seus súditos.

4- O Natal da Cinderela

Kat Decker, aspirante a cantora, está com a carreira estagnada graças à sua madrasta vaidosa e suas meias-irmãs egocêntricas. Quando menos espera, ela se vê trabalhando como uma duende cantora no feriado de Natal e acaba se apaixonando por Nick, um rapaz atraente que atua como Papai Noel.

5- O Natal está no ar

O pai solteiro e o DJ de rádio, Rashon “Rush” Williams (Romany Malco) perde o emprego. Enquanto seus quatro filhos têm caríssimas exigências nas listas de presente de natal. Para ajudar Rush, seu produtor e tia planejam ajudá-lo a comprar outra estação; tendo como única condição a redução de gastos desnecessários da família Williams. Nessa jornada, um pai amoroso se reconecta com seus filhos quando todos aprendem que a verdadeira alegria vem de quem você tem, não do que você tem.

 

Já assistiram algum dessa lista?
O que você me recomenda assistir na Netflix?