Escolhidos para você

Sete não é o número mágico mais poderoso?” – perguntou Riddle ao professor Slughorn, em sua sala em Hogwarts.

Sete é um número mágico. Desde a Grécia antiga, Pitágoras já nos dizia isso. Sete artes liberais, sete musas, sete planetas, sete dias da semana, sete cores do arco íris, sete anos em Hogwarts, sete Horcrux. Sete é um número muito importante para a bruxidade e foi eleito como o guia supremo de Harry Potter. Por isso será o tema do nosso mês especial de dias das bruxas. Porque afinal aqui dia das bruxas é dia de comemorar e não de sustos, certo? 😉

Fantasmas das Casas

Grifinória: Nick “quase sem cabeça”

Sir Nicholas de Mimsy Porpington,  Pomposo e refinado, desesperado por cumprir os requintes sociais. Nick, para os íntimos, foi vítima de uma execução desastrosa com 45 golpes de um machado cego, no dia das bruxas de 1492, após fazer aparecer presas em uma dama de companhia ao tentar dar-lhe mais beleza. Sua cabeça ficou pendurada por um tendão, causando-lhe chacota por toda a existência fantasmal. Bom, talvez assim como Duda que não pode virar um porco, pois, já era demasiado porcino, a dama já não fosse um exemplo de simetria e beleza para os padrões da época! haha

Corvinal: Dama Cinzenta

Helena Ravenclaw, filha de uma das fundadoras de Hogwarts (Rowena Ravenclaw), Helena foi uma jovem bonita, sedenta por poder e se tornou uma fantasma misteriosa, calada e eternamente arrependida por ter traído a confiança de sua mãe, roubando seu Diadema mágico, que anos mais tarde foi convertido em uma das Horcrux, após Helena ter revelado seu o local onde o escondeu antes de morrer para Voldemort. Quer saber como Helena morreu? Veja a seguir.

Sonserina: Barão Sangrento

Barão Sangrento, nome desconhecido, é o fantasma da casa da Sonserina. Sempre sério, sombrio, coberto de manchas de sangue, tem o hábito de arrastar correntes como forma de cumprir penitência por ter matado, à facadas, sua amada, Helena Ravenclaw, quando a mesma rejeitou sua corte e se recusou a voltar para Hogwarts com ele após Rowena ter mandado o Barão buscar sua filha. O Barão, após matar Helena, se sentiu tão culpado que se matou com a mesma faca.

Lufa-Lufa: Frei “gorducho”

O Frei Gorducho, nome desconhecido, é o fantasma da Lufa-Lufa, Sempre bem humorado e solidário, o frei é muito gentil e sempre à favor de segundas chances. Como quando defendeu Pirraça após as travessuras do poltergeist. O Frei foi executado por um colega clérigo por ter sido pego usando magia para curar varíola (simples e não a de dragão). Tadinho do frei! 🙁

Fantasmas do Castelo

Professor Bins

O professor Cuthbert Binns era muito muito velho quando um dia dormiu em uma poltrona na sala dos professores e, ao acordar para ministrar sua próxima aula, deixou para trás o seu corpo. Professor dedicado, nem sua morte o impediu de continuar com a programação de aulas, Binns ensina História da Magia em Hogwarts há muito tempo, e sem nenhuma previsão de aposentadoria haha quem sabe talvez quando a “nova história” se tornar mais velha e ele ficar desatualizado?

Murta que Geme

Murta Elizabeth Warren, ou Murta “que geme”, é um fantasma de uma aluna que assombra o banheiro feminino do segundo andar em Hogwarts. Tristonha, sempre magoada e com sua adolescência tragicamente interrompida, Murta jamais perdoou os colegas por levarem horas para notar sua morte. Murta nutre uma paixão não correspondida por Harry Potter e torce para que, ao morrer, ele veha dividir o box com ela haha Murta foi vítima fatal de Tom Riddle (aka Voldemort) quando o mesmo soltou o basilisco da Câmara Secreta pela primeira vez. Hagrid foi acusado do crime e expulso de Hogwarts por isso.

Poltergeist

Pirraça

Pirraça não é um fantasma, mas sim um poltergeist. Um espectro nascido de um evento paranormal que se manifesta em ambientes rodeados por grandes ocorrências físicas. Em Hogwarts, o que o alimenta é a energia dos alunos, um caos constante de centenas de adolescentes trancados juntos num castelo tinha que gerar alguma coisa, né? O rei do caos, Pirraça atormenta alunos e estudantes, e principalmente Argo Filch, o zelador de Hogwarts. Porém, apesar de tudo, Pirraça é extremamente fiel a Hogwarts, pentelhando incansavelmente Dolores Umbridge durante seu reinado sombrio no castelo e tomando parte na Batalha de Hogwarts contra as forças das trevas. Pirraça não morreu, pois, jamais foi vivo. Ele é uma energia, nascida no castelo e ficará lá para sempre.

 

Claro que com mais de mil anos de história é errado supor que esses são os únicos espectros de Hogwarts, mas sem dúvida são os mais famosos.

Tem algum preferido? Adoro o Pirraça hahah ele tem senso de propósito! 😉

Beijos e até semana que vem!