Escolhidos para você

E aí pausadores, como vão? Finalmente o game Astral Chain chegou ao Nintendo Switch. Hoje, 30 de agosto, é a data de seu lançamento e ele já está disponível na e-shop para download. Em breve a versão física dele chegará às lojas e já vi imagens de modelos de edição de colecionador rodando as redes sociais.

O jogo

Desde a E3 deste ano, muito se falou a respeito de Astral Chain e como ele poderia trazer um up ao Nintendo Switch. O jogo apresentado prometia muita ação, alguns elementos de RPG e uma jogabilidade interessante.

O jogo ocupa por volta de 10 Gb de espaço e pode ser jogado por 1 ou 2 players. É classificado como aventura e ação e foi criado pela Platinum Games, mas do que se trata o jogo em si? Com gráficos estilizados e uma pegada meio que cyberpunk, nos deparamos com umm mundo cheio de tecnologia e mistérios a serem desvendados.

Esse mundo se chama Ark, uma grande cidade habitada pelos mais diversos tipos de pessoas. Entretanto, seres dimensionais começam a surgir de portais sem nenhuma explicação e a atacar Ark e seus habitantes. Logo, a polícia da cidade cria um batalhão especial chamado Neuron, cuja função principal é estudar estes ataques e defender a cidade.

Assim que começamos o jogo, já nos damos conta de que somos um recruta desse destacamento da polícia. Portanto, nossa principal missão: defender a cidade dos ataques com a ajuda da arma viva Legion. E investigar o que está acontecendo, claro. Tal arma irá lembrá-lo das criaturas que estão a atacar a cidade e aí começam a surgir os pontos de interrogação.

O jogo lhe permitirá ter controle tanto sobre o policial como também sobre o Legion. Portanto, será preciso muita habilidade e reflexos ágeis, aliados a um pensamento rápido e intuitivo para conter os ataques de maneira mais eficiente.

Atenção aos gráficos

Finalmente, um dos pontos que mais me chama a atenção é o estilo gráfico de mangá. Os mesmos foram elaborados pelo mangaka Masakazu Katsura. Logo, só deu ainda mais vontade de que este game se torna um anime. Teríamos uma boa premissa de storyboard para isso. Além do mais, tivemos a supervisão de Hideki Kamiya, diretor de Bayonetta.

E aí, irão dar uma chance e conhecer o mundo de Astral Chain?